Arquivos da categoria: Dica

Falante: histórias de um menino com TDAH

Obra explica como é a mente de crianças com Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade

Elétrico”, em 2019. “Distraído”, em 2020. “Falante”, em 2021. O capítulo final da trilogia com histórias de Bernardo, uma criança com Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) retrata a evolução do personagem ao longo dos anos.

Mas você sabe o que é TDAH? É um transtorno neurobiológico, que aparece na infância e frequentemente acompanha o indivíduo até a fase adulta. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 4% da população adulta mundial têm o TDAH. Só no Brasil, atinge aproximadamente 2 milhões de pessoas adultas.


O livro “Falante”, do jornalista Eduardo Ferrari, lançado virtualmente pela Literare Books International em parceria com a EFeditores, na data em que a conscientização para o tema é lembrada mundialmente (13 de julho), aborda de forma lúdica e atual o TDAH com diversas histórias, que explicam como funciona a mente de crianças com o transtorno. As ilustrações são de autoria do renomado artista plástico, Paulo Stocker.

A obra é a terceira da trilogia do pequeno Bernardo e baseada nas experiências reais do autor, que também é portador de TDAH tardiamente diagnosticado, que viu a história se repetir com seu filho caçula, vítima de preconceito e decidiu usar a literatura para combatê-lo.

Um livro para crianças hiperativas, que irão se identificar com a obra e para os pais delas, que encontrarão nas páginas uma ferramenta para entender como funciona o cérebro de seus pequenos.

Sobre o autor
Eduardo Ferrari – Jornalista e escritor dos livros “Elétrico” (2019), “Distraído” (2020), “Mineiros na Copa” (2015), “Interlocutores” (2010), “Só em Beagá” (2008) e da adaptação cinematográfica de “O segredo de Luísa“, best-seller de Fernando Dolabela.


Falante
Autor: Eduardo Ferrari
Literare Books International – 1ª edição – 64 páginas – 2021
Formato: 14 x 21 cm 
Categoria: Ficção/ Literatura Infantojuvenil
ISBN: 9786559220687
Loja Literare: https://bit.ly/FalanteLoja

5 dicas para ganhar dinheiro em casa

Se você está quase enlouquecendo e procurando o que fazer para o tempo passar mais depressa nessa época de isolamento. Ou talvez como a maioria, você esteja passando por dificuldades financeiras e quer saber o que fazer para ter aquela graninha extra pra ajudar no orçamento no final do mês. Esse post é para você.

Imagem: Reprodução

Que tal resolver todos os problemas e trabalhar em casa? Esse é o sonho de muitas pessoas, acredite, e ciente disso, pesquisei sobre as formas de ganhar dinheiro sem sair de casa e reuni as melhoras dicas em um único artigo. E já adianto, que minha pesquisa foi tão boa, que encontrei um presente para meus leitores. Quer ganhar? Leia tudo e se prepare, pois aplicando qualquer uma das dicas abaixo, você pode fazer da escolhida até sua renda principal. Vamos nessa?

1- Fazer e vender Doces

Você não precisa ser craque na cozinha ou ter mãos de doceira. Apenas precisa se destacar e sair na frente dos muitos concorrentes que encontrará.

E a minha dica é: faça diferente e surpreenda seus clientes com promoções e brindes. Quem sabe também, fazer um cartãozinho fidelidade?

O sabor também é importante, e para fazer os melhores e mais gostosos doces, a internet está cheia de receitas e recomendo um material muito legal para aprender a fazer Brigadeiro Gourmet e Bolo no Pote.

2- Freelancer

Para quem não sabe, o que significa, trata-se do termo para aquela pessoa,
sem contrato de trabalho, que é contratada por outras pessoas ou empresas para realizar um trabalho especifico.

O que um freelancer pode fazer? Digitar trabalhos e redigir artigos, editar vídeos e fotos, criar blogs e sites. Bem como também atividades relacionadas a design e propaganda.

O campo de atuação é extenso, E você pode se candidatar para o trabalho que você tenha interesse, através de sites como o Workana, 99 Frellas e o Vinte Pila.

3- Manutenção de celulares

Tenho certeza que você ou algum parente ou amigo desastrado quebrou a tela do seu celular ou precisou de alguma manutenção. Pois bem, o mercado é amplo, de modo que uma das melhores formas de se ganhar dinheiro é consertando celulares.

Quer aprender mais sobre? Clique aqui.

4- Dropshipping

Consiste em receber pedidos de clientes e repassar para seu fornecedor, que ficará responsável por todo o processo de envio da mercadoria. Você recebe por cada produto vendido. Você só se preocupa em vender.

Essa dica é bem legal, e posso dizer que quase não terá preocupações, pois além de não ter estoque físico, não terá custos como aluguel por exemplo.

Mais detalhes sobre como se tornar dropshipping, é necessário de um pouco de treino, que é oferecido para qualquer pessoa que tenha no mínimo 18 anos. Vamos saber mais dessa modalidade? Comece um treinamento hoje mesmo, clicando aqui.

5- Afiliado digital

Afiliado é aquele que divulga produtos na internet em troca de % nas vendas. Você não precisa ser dono do produto, você pode simplesmente se afiliar ao produtor e divulgar através links. O produto pode ser físico ou online e você não precisa se preocupar com a entrega.

As principais plataformas para se cadastrar como afiliado são a Hotmart, Monetizze e Eduzz. Além delas, se você deseja trabalhar de forma profissional como afiliado, recomendo fortemente o treinamento Fórmula Negócio Online, pois pelo que vi, é o melhor treinamento que existe para ensinar você a começar sua estrutura na internet e faturar até 5 dígitos por mês.

E antes que eu me esqueça, estou devendo um presentão, vamos lá , clique aqui e baixe agora mesmo um E-BOOK GRÁTIS, e você poderá aprender como criar seu negócio lucrativo e online do zero!

Legal as dicas né? Quais você mais se interessou? Tem alguma dúvida? Conte-me aqui nos comentários ou fale com o Julio lá no Instagram ou acesso seu blog: Depois da Formatura.

Tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Dicas SICREDI: Como investir e planejar a viagem de férias?

Para a especialista Thalita Guimarães o planejamento é primordial, mas como nem tudo vai para a ponta do lápis, pequenos gastos acabam gerando imprevistos. Outro ponto é escolher o destino, com a razão e não com a emoção.

Segundo estudo “10 Principais Tendências Globais De Consumo 2019”, lançado pelo Euromonitor International, consultoria global de pesquisa e inteligência estratégica de mercado, o turismo está entre as tendências globais de consumo para o ano de 2019. Ou seja,  as viagens fazem parte do novo comportamento do consumidor no mundo. Como explica a gerente de desenvolvimento de negócios do Sicredi, Thalita Guimarães, para que essa tendência também faça parte da sua rotina é preciso planejar. “E vai muito além da passagem e hospedagem.

Na hora de por na ponta do lápis, gastos como alimentação, transporte e até uma reserva mínima para os imprevistos também devem entrar na soma”, ressalta.Para que o planejamento dê certo é preciso ter duas coisas em mente. Você terá que pesquisar muito em primeiro lugar e em segundo, ter consciência do quanto realmente pode gastar, sem fazer dívidas para o futuro. “As férias geralmente são um momento de descontração, aguardado com ansiedade por grande parte das pessoas, mas é preciso tomar cuidado para que isso não se transforme em razão para uma desestruturação financeira ou familiar, mesmo que temporária”, explica Thalita.

A especialista ainda alerta para passos como agendar as férias com antecedência, escolher com consciência os planos e projetos para os dias de descanso, se programar financeiramente para arcar com esses projetos e adquirir o que for possível com antecedência. Dicas essas, que são úteis mesmo para quem opta em não viajar, pois as férias inspiram lazer e esses cuidados podem auxiliar muito a sua saúde financeira pós-férias. 

Por isso atenção. Se você não está com as contas em dia ou tem tido problemas financeiros contínuos, talvez seja hora de adiar os planos de uma viagem de férias. “Se for esse o caso, nem tudo está perdido, também existem muitas opções gratuitas em nossas cidades, como parques, museus e eventos abertos, para que possamos divertir sem ter que viajar e gastar muito”, ressalta. 

Investimento 

A especialista lembra ainda que para quem gosta muito de viajar já existem opções investimentos específicos para esse propósito. Porém, o mais importante é entender o perfil do investidor. “A indicação mais assertiva para a carteira de investimentos sempre estará mais direcionada em quanto risco o investidor está confortável em correr, e logo após, em quanto tempo ele pretende deixar o recurso aplicado.

Para um resgate imediato, vale a pena pensar na poupança – com certeza é uma opção melhor do que deixar o recurso na conta corrente. Conversar com seu gerente é o melhor caminho. Ele poderá auxiliar a entender o seu perfil de investidor e indicar as melhores sugestões”, analisa Thalita. Para Thalita é sim possível economizar e de várias formas. Confira algumas dicas: 


Pesquisar sobre o seu destino de férias pode te ajudar a economizar bastante 
Realizar as suas reservas e compra de passagens com certa antecedência ·  

 Para quem possui cartão de crédito é interessante verificar se é possível trocar os pontos dos programas de fidelidade por passagens, ou se a categoria de cartão disponibiliza assistências gratuitas, no caso das compras realizadas com o cartão. Algumas categorias permitem acesso a salas VIP, seguros viagem e seguro automóveis. Fique atento!

Adequar o seu consumo nas viagens a sua realidade financeira também pode auxiliar muito a diminuir o orçamento total da viagem. Experimente trocar algumas refeições em restaurantes por foodtrucks, visitar as atrações turísticas gratuitas do seu destino, aproveitar para comprar os tickets para as atrações pagas antecipadamente pela internet, entre várias outras opções. ·         

Em Goiás temos ótimos destinos para quem quer se divertir e conhecer lindos lugares gastando menos. Entre os destinos podemos citar Pirenópolis, Caldas Novas, Chapada dos Veadeiros, Araguaia e muitos outros. E para quem quer economizar ficando na cidade, as férias são uma boa opção para encontrar os amigos, a família, andar pelos vários parques da cidade, descansar e até ir aos shoppings, desde que com consciência!

Confira também os posts que já fizemos sobre Caldas e Pirenópolis:

Tags , , ,

Dumplin: UM CORPO DE BIQUÍNI É UM CORPO USANDO UM BIQUÍNI.

Quem nunca se sentiu incomodados ao colocar uma sunga biquíni para ir à praia ou à piscina? 

A grande verdade é que, desde que somos pequenos, a sociedade impõe certos padrões sobre o “corpo perfeito”, especialmente às garotas. 

Reprodução/Netflix

Mas ninguém é igual a ninguém e a gente deveria se amar do jeito que é, não é mesmo? E isso é uma das coisas mais incríveis em Willowdean, personagem de Danielle Macdonald no novo filme da Netflix: Dumplin. 

Will, é uma garota gorda que vive em uma cidadezinha do Texas e é muito, mas muito fã da cantora Dolly Parton. E embora Will não se importe muito com o seu peso, sua aparência afeta profundamente o relacionamento que ela tem com a mãe, Rosie (Jennifer Aninston), cuja vida ainda gira, em torno de um concurso de miss que ela venceu em 1991.

Reprodução/ Netflix

Will, Ellen, Millie (Maddie Baillio) e Hannah (Bex Taylor-Klaus) se inscrevem no concurso de miss como uma forma de “protesto de salto alto”. A ideia delas é quebrar com os estereótipos de beleza e “acabar com o patriarcado”. Juntas, elas unem forças, ignoram os olhares de reprovação e provam que meninas gordas, com o quadris largos ou cabelos curtos também são lindas!

Reprodução/ Netflix

Dumplin, já está disponível na Netflix e é uma aula de auto estima, amor, empatia e aceitação para todos nós.

Tags , , , , , ,

Série: Saúde Auditiva – O envelhecimento

Hoje é sábado, então é dia de falarmos mais a respeito sobre a Saúde Auditiva.

Nao leu o primeiro, que falamos sobre a Poluição Sonora? É só clicar aqui.

Hoje vamos falar sobre o envelhecimento e a perda auditiva. Pois à medida que o corpo envelhece, as células do sistema auditivo vão ficando menos sensíveis ao barulho e a pessoa começa a perceber que a audição já não é mais a mesma. Esse processo conhecido como presbiacusia é normal, e pode ser esperado em geral a partir dos 60 anos de idade.

De acordo com certa pesquisa, o mais comum é que a perda ocorra para sons de frequência mais alta — ou seja, sons mais agudos —, enquanto a audição para sons graves se mantém.

Imagem: Reprodução

A grande dificuldade nesses casos costuma ser ouvir a fala de uma pessoa que está mais distante ou em um ambiente barulhento. Também é muito comum a pessoa dizer que ouviu o som, mas não entendeu o que foi dito. Nesse caso, o uso de aparelho auditivo é o tratamento ideal.

 

Tags , , , , ,

Comer, Comer e Beber em Goiânia: CroaSonho Goiânia

Semana começando, coisa boa né? Para muitos não, e talvez eu esteja entre esses muitos que não acham ser bom, mais um inicio. Mas hoje eu não estou aqui para disso, e sim para falar que todo fim de semana que acaba, logo um novo chegará, e dos que foram e dos que ainda virão, podem ter sido/ podem ser boas oportunidades para comermos em alguns lugares magníficos daqui na nossa linda Goiânia.

De tantas opções, depois de visitas (não patrocinadas) aos seguintes estabelecimentos: Panorâmico Pizzaria, Tribo do Açaí, Croasonho, e Pizza Itália, venho contar minhas impressões sobre os mais diversos itens destes, como: “atendimento” sendo tanta da recepção do local, bem como dos garçons e caixa

E além da “qualidade e sabor da comida e o tempo de espera“, foi avaliado por mim também o “ambiente, localização e limpeza“. Mas vamos em parte, hoje começo a falar do Croasonho – Goiânia. 

Então, toquem as trombetas, rufem os tambores e preparem os corações Senhores, senhoras e senhorios, que o local do seu próximo almoço, lanche ou jantar já pode ter sido definido. 

Fundada em 1997, a marca Croasonho potencializou-se no mercado gastronômico destacando-se por seus Croissant artesanais (croasonhos) com massa crocante e uma variedade de recheios. Segundo o site da marca a Croasonho é chancelada com o Selo de Excelência em Franchising da ABF 2018,  prêmio visa reconhecer a qualidade e excelência da empresa em relação a sua atuação como franqueadora.

Na minha segunda ida ao local eu pude aproveitar para tomar um chá gelado de frutas tropicais, que achei muito bom, bem como degustar 3 sabores dos croasonhos, prato principal da casa.

Eu não sou especialista no assunto, mas entendo que seja muito gostoso sentir o sabor “amanteigado” da massa, e também acho que ela se esfarela muito fácil e que talvez ela passe do ponto da crocância. Quanto aos recheios são excelentes, tantos os de sal quanto de doce. 

O estabelecimento é super lindo, iluminado e limpo, exceto as mesas que penso que poderiam ter mais cuidado. No que trata-se do atendimento, todos são muito gentis, mas ainda assim, a oportunidade de melhorias. Não tive atendimento na recepção no momento que cheguei, o que é vejo ser um erro não ser bem recebido por alguém atencioso e sorridente. Mas embora possa ser importante, eu nem faço muita questão, pelo menos não tanto quanto faço em relação a que todos os empregados além de gentis estejam atentos as mesas e ao cliente.

Além disso me pareceu que  os garçons não conheciam muito sobre o cardápio e as promoções do momento e achei o caixa um pouco desatento. E falando em caixa, hora de pagar a conta, o valor por 3 croasonhos M (promoção divulgada) mais um chá gelado passou dos R$ 50. Puxado? Não achei tão barato. Mas vale a pena? Sim, pelo sabor.

Quer conhecer? Chega lá: A Croasonho Goiânia, está localizada no Setor Bueno, na Avenida T-11, Qd 104 A, Lt 25. E funciona todos os dias da semana, sendo das 11 ás 23 horas nas Segunda a sábado, e das 16 às 22 horas no domingo. 

Leia também:

O melhor combo: “Jalapeño Bacon Burguer” e as “Fritas Trufadas” – The Fifties Recife

Acessibilidade nos Shoppings de Goiânia

 

Tags , , , , , , , , , , ,

Metas e emoções: Quando eu quero, será que posso?

Hoje li um artigo muito interessante do Dr. Sérgio Ricardo, no qual me inspirei para falar sobre. E o assunto é pra lá de legal, pelo menos pra mim, que sofro com baixa auto estima. — para ler o artigo na íntegra e sem edição, clique aqui

E hoje quero falar sobre como a confiança em si mesmo pode nos ajudar a estabelecer metas e cumprir nossos objetivos sem olhar se a grama (neste caso o caminho) do vizinho é mais verdinha.

Olhe o seu “caminho”, trace sua rota e persista! Imagem: Reprodução da Internet

E segundo o Dr. Sérgio, uma questão em relação a metas e objetivos que é ignorada, e que o problema, é que essa questão é um dos principais motivos para uma meta fracassar.

Normalmente, ao definir uma meta sugere-se ser o mais claro possível, vamos supor 2 exemplos:

Maria Abadia tem 38 anos e 83 quilos, decidiu que em 25 de julho de 2018 vai começar um programa de reeducação alimentar para, em seu aniversário, dia 25 de setembro de 2018 estar com 77 quilos.

• Paulo Fernandes tem 47 anos e possui uma loja de roupas no Centro do Rio de Janeiro. Ele decidiu que no período entre 28 de junho de 2018 até 28 de julho de 2018, ele irá aumentar o faturamento da empresa em 10% a mais que o faturamento do mesmo período do ano passado.

Podemos observar que os dois exemplos estão bem estruturados, racionais e de fácil entendimento pois tem o prazo inicial e o prazo final, estes facilmente vistos no calendário e o objetivo final específico para ser de fácil identificação se concluiu ou não a meta.

Mas, se é racional, facilmente colocado em calendário ou planilhas empresariais/financeiras, porque mesmo assim muitas pessoas não conseguem conquistar?

O doutor Sérgio continua:

– Porque falta a parte emocional da meta. Pois é importante perceber, que em nossos 2 exemplos, as pessoas que definiriam as metas realmente desejam os resultados esperados: Maria quer emagrecer e Fernandes quer aumentar o faturamento.

Entretanto, é real pensar que Maria já se acostumou a viver com seu peso e Fernandes deve viver bem com seu faturamento atual. E que eles podem ser facilmente vencidos pelas tentações: a pizza e o refrigerante no final de semana da Maria, ou aquelas ligações aos clientes que ficaram de dar resposta que podem ser deixadas para depois do Fernandes. Durante esse caminho vão ocorrer tentações e até mesmo algumas dificuldades. E é por isso, que metas totalmente racionais sem um peso emocional não funcionam tão bem, já que ao definir sua meta, você deve ter certeza de que falhar com a meta não é uma opção.

Maria, por exemplo, deve pensar além, e ter uma clara noção de qual vai ser a primeira roupa que ela vai usar, ao adquirir o peso desejado. Vai ser um vestido novo? Uma saia da moda ou aquele jeans que já não entra a muitos anos?

Qual vai ser a primeira coisa que Maria vai falar ao subir na balança e ver seu peso desejado? O que ela vai pensar ao ver que conquistou a meta? Que superou todos os obstáculos que foram surgindo ao longo das semanas? Que ela foi mais forte que as tentações?

Maria consegue se imaginar olhando para o espelho e vendo uma Maria mais bonita, mais magra? Maria consegue se imaginar com uma saúde melhor? Brincando com sua sobrinha de 3 anos, Júlia, e se sentindo mais disposta por causa de sua nova educação alimentar?

É muito importante que esses cenários mentais estejam claros ao definir sua meta, você precisa ter certeza de que falhar com a meta não é uma opção.

No caso do Fernandes, ele já vive bem com sua família com o faturamento atual de sua loja. Aumentar seu faturamento não vai gerar grandes mudanças em sua vida. Perceba como Fernandes precisa de uma motivação muito mais emocional do que a racional que ele já definiu corretamente?

Fernandes precisa saber exatamente o que ele vai fazer com esse faturamento extra. Ele consegue se imaginar olhando os relatórios e analisando que conquistou seu aumento? Por que é importante para o Fernandes esse aumento? Ele vai investir em um melhor ambiente para seus clientes? Para que seus clientes se sintam completamente especiais ao entrarem na loja?

Quem vai ser a primeira pessoa que Fernandes vai comunicar a conquista de sua meta? Que superou o cansaço, a procrastinação e conquistou sua meta? Fernandes vai investir em publicidade para mudar a vida (para melhor) de um maior número de clientes?

“Eu quero colocar uma marca no universo” – Steve Jobs

Eu quero, eu posso e eu consigo! Imagem: Reprodução da Internet

Você consegue ver a diferença de como é muito mais forte quando juntamos uma meta emocional com uma meta racional? É muito importante definir claramente o peso emocional em sua meta, porque apenas assim você vai enfrentar e superar os obstáculos que vão surgir.

Legal né? Que tal então começarmos hoje a colocar no papel nossos desejos e metas, mas também na nossa mente que é possível: Que se eu quero, eu posso, eu vou conseguir? Rumo aos resultados a uma vida mais significante e mais feliz!

Leia também: 

Como gostar do seu Trabalho!

De onde vem a desmotivação? – By Álvaro Fernando

Vamos mudar o mundo? – Por Dariane Vale

 

 

Tags , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Das Séries que Amamos: Netflix e suas gordices!

Não é SBT e nem Globo, a minha preferida de entretenimento do momento é a Netflix.

E se vocês, assim como eu ama um reality sobre comida, devem saber que o canal de Streaming está cheio de séries novas de lamber os beiços. 2018, começou para nos engordar. Vamos nessa?

The Big Family Cooking Showdown

Apresentado por Nadiya Hussain e Zoë Ball. A cada semana, duas equipes de três membros da família competem em três desafios, julgados pelo chef Giorgio Locatelli e a professora de culinária Rosemary Shrager.

Com certeza, uma competição de culinária de dar água na boca. Sejam bem vindos ao Big Family Cooking Showdown.

Em cada episódio, duas equipes compostas por três membros de uma família competem em três rodadas limitadas no tempo. No final das três rodadas, um vencedor é selecionado, que irá passar para uma de uma série de rodadas semifinais.

  • Rodada 1: O Desafio de 10 Euros (1 hora e 15 minutos): Neste desafio, as equipes devem preparar dois cursos para quatro em um orçamento.
  • Rodada 2: Desafio de Visitas Domiciliares (1 hora e 30 minutos): Cada equipe cozinha e serve um prato principal e uma sobremesa para os juízes em sua própria cozinha.
  • Rodada 3: Desafio dos Vizinhos (2 horas e 15 minutos): As equipes retornam para criar sua melhor entrada e um prato principal. Que devem ser preparados com muita atenção e capricho, de modo que convidariam seus vizinhos para comer juntos.

Nas semi-finais: 

  • “O que tem na geladeira?”  Testa a criatividade das famílias como cozinheiros caseiros. Os juízes fornecem uma gama limitada de ingredientes. Cada equipe tem 1 hora para cozinhar um prato principal para 4 pessoas.
  • Para o desafio “Perfect Puddings” , hora da sobremesa, e as equipes tem 1 hora e 20 minutos para conclui-lo. 
  • O desafio de 2 horas é o “Nation With Twist” . Oportunidade de criar “um clássico britânico”.

Para a final, as equipes enfrentam “um desafio longo e contínuo”. Cada família é desafiada a “preparar comida para uma grande reunião familiar, que deve incluir petiscos, pratos principais e sobremesas”. Com certeza uma delicia de se assistir. 

Zumbo´s Just Deserts: 

O mago das sobremesas Adriano Zumbo procura o próximo “Willy Wonka” nessa competição onde confeiteiros amadores disputam um prêmio de 100 mil dólares. O programa é apresentado também por Rachel Khoo , e conta com a brasileira Gigi Falanga como assistente.

Em cada episodio, os participantes precisam de recriar uma saborosa sobremesa. Sendo que todas são mais detalhadas do que obras de arte em duas fases, sendo a primeira, a Sweet Sensation. E a segunda, o Teste Zumbo sendo este apenas para os dois últimos colocados.


E aí, hora do doce sim ou com certeza? Pois é, muito doce, açúcar, chocolate e também lágrimas neste programa pra lá de gostoso.

Mandou Bem (Nailed It!)

Apresentado pela comediante Nicole Byer, o reality show conta com o confeiteiro francês Jacques Torres como jurado fixo e mais um jurado convidado. O programa foi Inspirado em posts do Pinterest, de expectativa x realidade.

Os episódios mostram como os confeiteiros  sofrem para fazer criações. E é o inverso do Zumba Just, com seus confeiteiros e sobremesas quase perfeitas.

O reality coloca três confeiteiros amadores tentando recriar receitas complexas do famoso doceiro e apresentador por um prêmio de US$ 10 mil. O diferencial desse reality show é que os resultados são hilários e são uma ótima opção para dar muitas risadas e em alguns casos até perder o apetite. Vamos nessa?


Como puderam comprovar, comparações a parte entre os bolos de alta confeitaria e as imitações desastrosas sempre acabam sendo uma cena de terror muito pior do que você  talvez tenha imaginado.

O programam funciona, nos seis episódios pois com desfile das bizarrices feitas pelos participantes contribuem e muito para muitas gargalhadas, inclusive dos juris e apresentadores. A risada é certa!

Leia também outras dicas de séries aqui no Blog: 

Das Séries que Amamos: The Crown!

 

Das Séries que Amamos: “Atypical”

 

Das Séries que Amamos: “Anne com E”

 

Tags , , , , ,

Dia de Leitura (Dia do Circo, 27/03): 2por4

Acabei de receber um release maravilhoso da nossa parceria da Editora do Brasil. Trata-se do livro 2POR4 – Um encontro musical com palhaços, que eu já havia recebido e estava esperando uma data especial para publicar aqui para vocês.

E hoje, dia 27/03, é um dia muito especial: O dia do Circo! Então nada mais apropriado para aproveitar a data para dar essa dica para vocês. Respeitável público, senhoras, senhores e senhorios. Hoje tem livro? tem gargalhada? tem palhaço? tem circo?

Sim, tem sim senhor!

Logo já de cara, percebe-se que o livro é lindo começando pela capa. Depois olha que interessante, trata-se de uma peça de teatro e mostra a briga entre dois palhaços para reger, cada um à sua maneira, um quarteto de cordas.

A intenção dos autores – o grupo premiado Esparrama e a maestrina Ester Freire – é que as trapalhadas dos palhaços Batatinha e Nerdolino levem o espectador ao mundo da música por meio da mistura de teatro, piadas, musicalização e muitas gargalhadas. O que é bem legal, não é mesmo?

E tem mais, as cenas engraçadas da dupla são entrecortadas pelas músicas do quarteto, que tem dois violinos, uma viola e um violoncelo, uma formação que surgiu na história da música clássica entre 1750 e 1820. Na tentativa de assumir o papel de regentes do quarteto, os dois se depararão com uma surpresa. Até lá, os diálogos mostram a diversão que uma peça como esta pode proporcionar ao ser encenada. Para os amantes do teatro, é mais uma alternativa para encenar uma peça, que possibilita adaptação de local, de músicos e de cenário, mantendo acesa a chama das artes circenses.

E não acabou, ainda agrada o fato de os cuidados com a edição de 2POR4 serem um espetáculo em si, tão primorosa a qualidade visual do projeto gráfico com ilustrações lindas de Jana Glatt, de um colorido vivo em vermelho, azul, mostarda e preto, complementam os diálogos coloridos e fazem o leitor imaginar o campo de ação dos palhaços e das cenas, deixando claro que o espetáculo no livro se passa em um picadeiro, mas que pode ser encenado em qualquer lugar.

“O livro tem a intenção de incentivar uma aproximação mais divertida com o circo, o teatro, o palhaço e também a música, sobretudo porque ele abre o espaço para um diálogo com essas linguagens de uma forma prática. Nossa intenção foi criar facilitadores para que esta edição fosse usada de diversas formas, inclusive pelos professores no ambiente educativo. Acreditamos que conseguimos”, comentou Luciana.

2POR4 – Um encontro musical com palhaços

Grupo Esparrama e Ester Freire (Ilustrações: Jana Glatt)

Número de Páginas: 48

 

Sobre os autoresGrupo Esparrama e Ester Freire – Nascido em 2012, o grupo Esparrama desenvolve pesquisas sobre a linguagem do palhaço e do teatro infantil. “2POR4 – um encontro musical com palhaços” é o primeiro espetáculo do grupo, que viajou dezenas de cidades do interior do Brasil em mais de 250 apresentações e recebeu o Prêmio São Paulo de Teatro Infantil na categoria Revelação – Direção. O grupo conta ainda com dois espetáculos: “Fim?” e “Esparrama pela janela”, também premiados. A formação do grupo é composta por: Iarlei Rangel, Kleber Brianez, Ligia Campos, Luciana Gandelini e Rani Guerra. A premiada Ester Freire é bacharel em composição e regência, leciona no Conservatório de Tatuí e assina direção musical e artística em diversas parcerias nas áreas de música, literatura e artes cênicas.

Sobre a ilustradora: Jana Glatt trabalha há mais de dez anos com formação de personagens e cenários. Durante seus estudos de ilustração, em Barcelona, encontrou caminho para desenvolver seus interesses de infância combinados com a formação de design gráfico. Nascida no Rio de Janeiro, atualmente vive e trabalha em Barcelona.

Sobre a Editora do Brasil: Fundada em 1943, a Editora do Brasil atua há mais de 70 anos com a missão de mudar o Brasil por meio da educação. Como empresa 100% brasileira, foca a oferta de conteúdos didáticos, paradidáticos e literários direcionados ao público infantojuvenil. Foi fundadora da CBL, SNEL, FNLIJ, IPL e da Abrelivros. Os títulos estão disponíveis para comercialização por meio da loja virtual da Editora Brasil (http://www.editoradobrasil.com.br/lojavirtual/).

Leia também:

Dica de Leitura: “Claro, Cleusa. Claro, Clóvis.”

 

Criando bons hábitos de leitura nos pequenos

 

Rafael Magalhães e o seu Precisava Escrever

 

Tags , , , , , , , , , , ,

Rafael Magalhães e o seu Precisava Escrever

Pra quem não conhece Rafael Magalhães eu posso falar que o goiano é o autor dos textos e gerenciador de todas as suas redes sociais Precisava Escrever, Que o seu trabalho fala de otimismo, amor, alegria e também até de tristezas e decepções. E que ele tem milhares de leitores e admiradores do seu trabalho por todos os cantos do país. E que o seu primeiro livro por exemplo, também intitulado PRECISAVA ESCREVER, e esteve na lista dos livros independentes mais vendidos do Brasil. E que suas redes sociais contam com milhares de seguidores. 

 

Meses atrás foi inaugurada a sua loja Precisava Escrever do Shopping Passeio das Águas. E ontem estive lá, vamos conhecer esta linda loja?

E como eu dizia, eu estive lá e pude conhecer o Rafael Magalhães, para um abraço, uma foto e um autógrafo:

A prosa foi breve mas valeu a pena, e até pude aproveitar a ocasião para falar do blog e incentiva-lo a aprender a Língua de Sinais.

Obrigado Rafael, aquele abraço!

Tags , , , , , , , , , , ,