Arquivos da categoria: 2018

Série: Saúde Auditiva – Infecções de Ouvidos

A perda de audição repentina pode estar relacionada com o desenvolvimento de uma infecção no ouvido devido a um efeito da febre ou por ação direta do microrganismo infectante.

Interior do Ouvido. Imagem: Reprodução

Estas causas provocam inflamação das estruturas do ouvido e, é por isso, que a audição é afetada, pelo menos até que a inflamação desapareça. Dessa forma, é raro que a surdez seja definitiva, voltando a melhorar após alguns dias de tratamento com anti-inflamatórios. 

No entanto, a surdez súbita também pode ter outras causas como:

  • Doenças virais, como caxumba, sarampo ou catapora;
  • Pancadas na cabeça, mesmo que não afetem diretamente o ouvido;
  • Uso de remédios anti-inflamatórios ou antibióticos;
  • Doença auto-imune, como HIV ou lúpus;
  • Problemas do ouvido interno, como doença de Ménière.

Além disso, este tipo de surdez também pode aparecer devido a traumas diretos no ouvido, como ouvir música muito alto, usar cotonetes de forma incorreta ou colocar objetos no canal auditivo, por exemplo. Este tipo de atividades podem provocar lesões nas estruturas do ouvido, como rompimento do tímpano, podendo até causar surdez permanente.

Leia também:

Série: Saúde Auditiva – Uso Excessivo de Medicamentos

Tags , , , , ,

Série: Saúde Auditiva – Uso Excessivo de Medicamentos

A poluição sonora e o envelhecimento não são os únicos fatores que contribuem para a perda auditiva. De tantos vilões que colocam em risco a nossa saúde auditiva, existe um bastante perigoso: o uso de medicamentos.

Os antibióticos da classe dos aminoglicosídeos (gentamicina, vancomicina, amicacina, estreptomicina) e alguns remédios usados na quimioterapia estão entre os mais associados à perda auditiva. Nesse caso, o medicamento é tóxico às células do sistema auditivo e vestibular, provocando um dano irreversível aos dois ouvidos em uma pequena parte dos pacientes dos que utilizam o medicamento.

Até a aspirina, paracetamol e medicamentos anti-inflamatórios não esteróides , que são eficazes na redução da inflamação que causa dores, medicamentos do tratamento da malária e alguns diuréticos como a furosemida podem provocar uma perda auditiva temporária, que pode se resolve à medida que o medicamento deixa de ser consumido. Os use com moderação.

E além disso, pessoas com problemas auditivos devem ficar atentas ao potencial efeito ototóxico dos medicamentos, visto que, seus problemas podem piorar com uso dos mesmos. Nestes casos, é sempre importante conversar com o médico sobre os prós e contras do medicamento indicado, quais efeitos colaterais que o mesmo pode ocasionar e como isso pode afetar sua qualidade de vida.

No próximo artigo falaremos sobre as infecções de ouvido. Aguardem até a próxima quarta-feira!

Tags , , , , ,

Como proteger seu animal de estimação na hora da virada do Ano

Fogos de artifício são um show à parte nas comemorações das festas de fim de ano e é lindo para nós vermos aquele espetáculo na virada de um vindouro novo ano, que se inicia cheio de resoluções, pensamentos positivos e projetos. Porém, o que para os seres humanos é um sinônimo de alegria, para alguns animais a história é assustadora.

Imagem: Reprodução da Internet

Pensando nisso reproduzimos na íntegra o artigo de René Rodrigues Júnior, que contem dicas de como proteger nosso pet na hora dos fogos:

Para os seres humanos, fogos de artifício representam alegria, festa e celebração. Porém, para alguns animais de estimação, a situação é bem diferente. Tanto que, para esse fim de ano, a Prefeitura de São Paulo aprovou uma lei que proíbe o uso de fogos de estampidos. Será a primeira vez que a comemoração de Réveillon na avenida Paulista terá fogos silenciosos. O motivo? O barulho que é produzido no momento do estouro e a maneira repentina que acontece pode causar medo em alguns animais e muitas vezes até sintomas de pânico.

Como identificar se seu cão ou gato está com medo? Um dos indícios é o ato de tentar se esconder, andar ou correr pela casa em busca de um local seguro ou com menos barulho, ficam ofegantes (respiração acelerada) e em alguns casos com taquicardia (coração acelerado). Animais com predisposição ou com algum problema no coração podem apresentar até crises de inconsciência. Para aqueles que já estão com uma idade avançada ou que possuem algum tipo de doença, principalmente cardíaca, o efeito pode ser fatal. A descarga de substâncias no organismo causadas pelo medo em excesso pode fazer com que tenham uma parada cardíaca ou desencadeie um ataque de epilepsia.

Para amenizar o sofrimento desses animais no período da queima de fogos, o ideal é seguir algumas dicas como:

  • Oferecer um estímulo positivo – no caso de filhotes, fazer brincadeiras como jogar uma bolinha ou oferecer um petisco, ajuda a acalmar. O importante é tentar disfarçar o barulho e o medo dele com algo positivo para que se distraia enquanto acontece a queima, até que não ligue mais para os fogos. 
  • Manter-se junto ao animal – se já houver um histórico de medo ou pânico causado pelos fogos de artifícios, o ideal é sempre manter o animal próximo ao tutor, assim ele se sentirá mais protegido e seguro. 
  • Evitar locais perigosos – algumas residências possuem portas de vidro e muitos animais, no momento do medo, acabam atravessando o vidro e se machucam com a quebra, o que pode levar a óbito por lesões mais graves. Outro local a ser evitado são as sacadas de apartamentos ou sobrados, já que eles podem pular.
  • Uso de medicamentos – o uso de medicamentos tranquilizantes pode ser usado, mas somente quando for necessário e sempre sob a supervisão e prescrição do médico veterinário.

* René Rodrigues Júnior é médico veterinário da Magnus, fabricante de alimentos para cães e gatos.

Assessoria de imprensa da Magnus: Grupo Image

Veja também:

 

Minha casa tem Pet, e é cheia de amor!

Tags , , , , , , , , ,

A beleza do Quasar de “O Boticário”.

Presentear faz bem tanto para quem ganha, quanto para quem dá. E quero contar para vocês, que recebi na última sexta um presente maravilhoso, de O Boticário por meio da Fato Mais Goiás.

Já conhecem o Quasar?

Pois foi o presente, um dos deles chegou para me deixar ainda mais perfumado, e para completar a linha Quasar, sim agora tenho 4 das 5 fragrâncias. Para quem não conhece ainda, deve ir atrás do que é seu. O que ganhei agora é o do meio, vidro mais verdinho, e foi batizado como Quasar Evolution, pois é a fragrância de quem segue o próprio caminho, e traz a moderna combinação de notas frescas com um fundo amadeirado e é potencializada pela inovadora Booster Technology , tecnologia que traz mais potência e intensidade para a fragrância.

E não é só isso, tá numa super promoção, se quiser comprar só clicar aqui.

——

O Boticário é uma empresa do Grupo Boticário. Inaugurado em 1977, em Curitiba (Paraná),tem hoje a maior rede franqueada de cosméticos do Brasil, com mais de 3.760 pontos de vendas em cerca de 1.750 cidades brasileiras e mais de 900 franqueados. O Boticário também tem hoje além do Brasil, atuação em 12 países por meio de lojas próprias, e-commerce, venda direta e operação em conjunto com parceiros locais para distribuição de produtos em lojas de departamento e multimarcas. 

Líder no mercado de perfumaria, segundo o Instituto Euromonitor, seus produtos têm preços acessíveis, sofisticação e tecnologia de ponta. São mais de 850 itens, entre maquiagem, perfumaria e cuidados pessoais, como cremes, protetores solares, loções, desodorantes, shampoos, sabonetes, entre outros.

Release: Fato Mais Comunicação.

Veja também:

 

Dia do Homem é celebrado com novidades no Boticário

Tags , , , , , ,

Série: Saúde Auditiva – O envelhecimento

Hoje é sábado, então é dia de falarmos mais a respeito sobre a Saúde Auditiva.

Nao leu o primeiro, que falamos sobre a Poluição Sonora? É só clicar aqui.

Hoje vamos falar sobre o envelhecimento e a perda auditiva. Pois à medida que o corpo envelhece, as células do sistema auditivo vão ficando menos sensíveis ao barulho e a pessoa começa a perceber que a audição já não é mais a mesma. Esse processo conhecido como presbiacusia é normal, e pode ser esperado em geral a partir dos 60 anos de idade.

De acordo com certa pesquisa, o mais comum é que a perda ocorra para sons de frequência mais alta — ou seja, sons mais agudos —, enquanto a audição para sons graves se mantém.

Imagem: Reprodução

A grande dificuldade nesses casos costuma ser ouvir a fala de uma pessoa que está mais distante ou em um ambiente barulhento. Também é muito comum a pessoa dizer que ouviu o som, mas não entendeu o que foi dito. Nesse caso, o uso de aparelho auditivo é o tratamento ideal.

 

Tags , , , , ,

Série: Saúde auditiva – Os perigos da Poluição sonora

Você sabia que perda de audição ou hipoacusia como é conhecia pelos médicos, chega a afetar 1 em cada 7 brasileiros, seja com a perda total ou parcial da audição?

Mas afinal, o que será que de fato causa a perda auditiva? E sobre as pessoas que já nascem surdos? É normal perder a audição à medida que envelhecemos? Quais efeitos que certos medicamentos, podem causar na saúde auditiva?

Estas e outras perguntas serão respondidas aqui no blog numa série de postagens que começam hoje, e primeiro assunto é:

Os perigos da Poluição sonora 

Imagem: Reprodução

Antes de mais nada é importante lembrar que a audição é um instrumento evolutivo fundamental na vida de todos nós.
Como sabem, antes de se prestar à comunicação, a percepção de ruídos até nos ajudam a identificar fontes de perigo. Porém, mundo em que vivemos, a poluição sonora é constante. Apesar de ser facilmente medida, seus efeitos sobre a saúde são muitas vezes subestimados e vão além dos efeitos diretos sobre a capacidade de audição.

A principal causa de perda auditiva é a exposição a sons de forte intensidade, que não só ocorrem em trabalhadores de construção civil e fábricas ou em agricultores, mas também em pessoas que se colocam diante de outros fatores ambientais como festas, shows, bares com muita gente e música alta, fones de ouvido e uso de telefone celular, também são fatores de risco a depender da duração e intensidade.

Alem disso, os prejuízos para a saúde causados por estes fatores vão muitos alem da perda auditiva, e podemos sofrer: Irritação, Doenças Cardiovasculares, perda de Desempenho Cognitivo e Distúrbios de Sono.

Tags , , , ,

Minha casa tem Pet, e é cheia de amor!

Napoleão,

Chegou a quase dois anos ainda filhote aqui em casa.

Um dia de alegria com a chegada do bebê, Napoleão. Chegou e descansou e parece que nunca mais foi tão calmo e nunca mais esteve tão cansado. Hoje esta cena é rara, pois só a pulos, “lambeijos” e mordidas e muita alegria.

E ele foi abandonado na rua e uma colega de trabalho da minha mãe o encontrou mas não podia ficar com ele, de modo que veio pra nossa casa para nos dar mais alegria e fazer cia para o nosso outro doguinho, o Leopoldo.

A família completa!

Sempre ativos e muito espertos, certa vez fugiram para rua e não consegui pega-los. E o que poderia ser só um passeio onde estariam livres, leves e soltos, tem um enredo que quase terminou numa tragédia. O que claro, não poderíamos imaginar, e que nos entristeceu muito: Napoleão, o recém chegado na nossa casa, voltou com o olho esquerdo todo machucado de modo que tivemos que ir para o veterinário as pressas, e que infelizmente tiveram que arrancá-lo numa cirugia.

Não sabemos o que aconteceu, mas muito provável que um ser bem irracional também conhecido como humanos, deve ter o machucado.

Esta história toda, me veio à mente essa semana com o acontecido que entristeceu todo o país, quando numa unidade do Carrefour na cidade do Osasco/ SP, um funcionário espancou até a morte um cachorro que só queira um pouco de água e comida, um carinho e amor. Por aqui não tivemos um final tão triste,  diante da covardia de um ser frio como este, mas sinceramente penso que poderia ter.

Mas graças a Deus não, e caso do Napoleão continuamos dar amor a ele, e a sua vida segui normalmente mesmo com um olho, e ele está a cada dia mais esperto, carinhoso e amoroso e me enche de “lambeijos”, toda vez que chego ou quando ele tem a rara oportunidade de entrar em casa, e de pular na minha cama.

Isso é o amor mais sincero e me enche de esperanças em que eu tenho certeza que devemos encher os animais não de porrada, mas de amor, gratidão e carinho!

Tags , , , , , , , , ,

Proteja sua audição – Parte ll

Saúde é viver,  e ouvir bem e sinônimo de bem estar. E o post de hoje é continuação do post sobre a saúde auditiva.

No primeiro falamos sobre os ruídos, não leu? Olha ele aqui:

Proteja sua audição de Ruídos

Importante é mencionar também que sons altos podem afetar nossa saúde e causar dores de cabeça, estresse, insônia, gastrite, úlcera e até depressão. Para você proteger a audição, veja as dicas da fonoaudióloga da Clínica de Especialidades Integrada, Ana Paula Bautzer que em parte reproduzimos na íntegra do site Revista Feminina.

Máximo de 60 decibéis
O volume dos aparelhos de MP3 e celulares com fones de ouvido não podem passar de 60 decibéis, intensidade recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Evite ouvir música alta por período prolongado
Evitar ficar muito tempo em ambientes fechados com música alta. Ouvir música alta durante um bom tempo pode prejudicar a membrana dos tímpanos.

Use protetores para os seus ouvidos
Se no seu trabalho você está exposto permanentemente a sons altos, use protetores auditivos sempre que for exposto a sons altos.

Fones de concha prejudicam menos a audição
Ao ouvir música com fones de ouvido, prefira aqueles fones de conchas (auriculares). Eles distribuem melhor o som e prejudicam menos a audição.

Cuidado com o trânsito e barulho
Se possível, evite circular com as janelas dos carros abertas porque o trânsito e o barulho externo, como os famosos ′buzinaços′ no trânsito intenso, além de causar estresse, podem danificar os ouvidos.

Aparelhos eletrônicos nunca no volume máximo
Alguns tocadores de MP3 e outros aparelhos eletrônicos são tão potentes que, no volume máximo, podem chegar a 120db. Assim, podem prejudicar sua audição. Por isso, prefira utilizar sempre no volume médio ao ouvir suas músicas preferidas.

Fique atentos aos sintomas da perda de audição
Os sintomas da perda de audição são quase imperceptíveis. Por isso, fique atenta a quaisquer mudanças na capacidade auditiva e, na suspeita de perda de audição, visite um otorrinolaringologista o quanto antes.

Cuidado com a audição em shows e baladas
Evite ficar perto de caixas de som na balada ou em qualquer evento. Se você está num show numa distância de 1 a 2 metros da caixa de som, estará exposta a 105-120 decibéis, acima do recomendado pela OMS que é de 60db.

Não ligue os aparelhos de casa ao mesmo tempo
Não dê uma de Amélia e resolva ligar tudo ao mesmo tempo. Nada de ligar o rádio, a TV, máquina de lavar, liquidificador ou outros eletrônicos de uma só vez para tentar diminuir o barulho externo. Isso também pode ser prejudicial aos seus ouvidos.

Dê silêncio aos seus ouvidos
Uma dica preciosa é você ficar em silêncio, sempre que possível, após dias agitados para dar um descanso aos seus ouvidos.

Fonte da matéria: http://www.revistafeminina.com.br/moda-noticias/item/540-10-cuidados-para-proteger-a-audi%C3%A7%C3%A3o.

 

Tags , , , , , , ,

Min e as mãozinhas- o Desenho Animado em Língua de Sinais

A novidade da semana, que só soube hoje, é que o brilhante Paulo Henrique dos Santos, que até então nem conheci, e que trabalha com animação há sete anos, decidiu criar um desenho inteiramente em Língua Brasileira de Sinais  (Libras)

Apenas para início de conversa, a surdez atinge quase dez milhões de pessoas no Brasil, de acordo com dados do Ministério da Saúde. E faltam alternativas na indústria cultural infantil para esse público, diz Paulo que teve a ideia quando tentou conversar com uma pessoa surda e não conseguiu.

Em cada um dos capítulos, serão ensinados cinco sinais de Libras. O conteúdo é voltado para crianças de três a seis anos e tem o objetivo de educar e apontar que as crianças surdas também se divertem e têm as mesmas necessidades daquelas com a audição preservada.

O episódio piloto foi lançado no YouTube nesta quarta-feira, 26, data marcada pelo Dia do Surdo. “Cada um tem a sua língua. O gato fala ‘gatês’, o elefante fala ‘elefantês’, e poir aí vai. Mas com tantas línguas diferentes, é difícil entender o outro”, diz a legenda do canal Min e as mãozinhasno YouTube.

O canal ainda não tem patrocínio mas, se conseguir, Paulo pretende produzir e lançar mais 13 episódios para a primeira temporada. Ele já participou da produção de desenhos como Turma da Mônica e Sítio do Pica-pau Amarelo.

Parabéns Paulo, nos surdos estamos emocionados pelo seu empenho e nos sentimos muito gratos. Sucesso para “Min” e as Mãozinhas.

Aprenda a Língua de Sinais! Baixe gratuitamente nosso post da Mini aula:

As sete novas de setembro

Tags , , , , , , , , , , ,