Arquivos da Tag: Artigo

5 dicas para ganhar dinheiro em casa

Se você está quase enlouquecendo e procurando o que fazer para o tempo passar mais depressa nessa época de isolamento. Ou talvez como a maioria, você esteja passando por dificuldades financeiras e quer saber o que fazer para ter aquela graninha extra pra ajudar no orçamento no final do mês. Esse post é para você.

Imagem: Reprodução

Que tal resolver todos os problemas e trabalhar em casa? Esse é o sonho de muitas pessoas, acredite, e ciente disso, pesquisei sobre as formas de ganhar dinheiro sem sair de casa e reuni as melhoras dicas em um único artigo. E já adianto, que minha pesquisa foi tão boa, que encontrei um presente para meus leitores. Quer ganhar? Leia tudo e se prepare, pois aplicando qualquer uma das dicas abaixo, você pode fazer da escolhida até sua renda principal. Vamos nessa?

1- Fazer e vender Doces

Você não precisa ser craque na cozinha ou ter mãos de doceira. Apenas precisa se destacar e sair na frente dos muitos concorrentes que encontrará.

E a minha dica é: faça diferente e surpreenda seus clientes com promoções e brindes. Quem sabe também, fazer um cartãozinho fidelidade?

O sabor também é importante, e para fazer os melhores e mais gostosos doces, a internet está cheia de receitas e recomendo um material muito legal para aprender a fazer Brigadeiro Gourmet e Bolo no Pote.

2- Freelancer

Para quem não sabe, o que significa, trata-se do termo para aquela pessoa,
sem contrato de trabalho, que é contratada por outras pessoas ou empresas para realizar um trabalho especifico.

O que um freelancer pode fazer? Digitar trabalhos e redigir artigos, editar vídeos e fotos, criar blogs e sites. Bem como também atividades relacionadas a design e propaganda.

O campo de atuação é extenso, E você pode se candidatar para o trabalho que você tenha interesse, através de sites como o Workana, 99 Frellas e o Vinte Pila.

3- Manutenção de celulares

Tenho certeza que você ou algum parente ou amigo desastrado quebrou a tela do seu celular ou precisou de alguma manutenção. Pois bem, o mercado é amplo, de modo que uma das melhores formas de se ganhar dinheiro é consertando celulares.

Quer aprender mais sobre? Clique aqui.

4- Dropshipping

Consiste em receber pedidos de clientes e repassar para seu fornecedor, que ficará responsável por todo o processo de envio da mercadoria. Você recebe por cada produto vendido. Você só se preocupa em vender.

Essa dica é bem legal, e posso dizer que quase não terá preocupações, pois além de não ter estoque físico, não terá custos como aluguel por exemplo.

Mais detalhes sobre como se tornar dropshipping, é necessário de um pouco de treino, que é oferecido para qualquer pessoa que tenha no mínimo 18 anos. Vamos saber mais dessa modalidade? Comece um treinamento hoje mesmo, clicando aqui.

5- Afiliado digital

Afiliado é aquele que divulga produtos na internet em troca de % nas vendas. Você não precisa ser dono do produto, você pode simplesmente se afiliar ao produtor e divulgar através links. O produto pode ser físico ou online e você não precisa se preocupar com a entrega.

As principais plataformas para se cadastrar como afiliado são a Hotmart, Monetizze e Eduzz. Além delas, se você deseja trabalhar de forma profissional como afiliado, recomendo fortemente o treinamento Fórmula Negócio Online, pois pelo que vi, é o melhor treinamento que existe para ensinar você a começar sua estrutura na internet e faturar até 5 dígitos por mês.

E antes que eu me esqueça, estou devendo um presentão, vamos lá , clique aqui e baixe agora mesmo um E-BOOK GRÁTIS, e você poderá aprender como criar seu negócio lucrativo e online do zero!

Legal as dicas né? Quais você mais se interessou? Tem alguma dúvida? Conte-me aqui nos comentários ou fale com o Julio lá no Instagram ou acesso seu blog: Depois da Formatura.

Tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Ajude: Todos pelo Kaká

Carlos Eduardo Capucho Maia, nasceu em 08 de Janeiro de 2008 com muitas complicações no parto, e foi direto pra UTI (Unidade de Terapia Intensiva), ficando lá por 40 dias, e ao sair foi diagnosticado com paralisia cerebral espástica e que ficaria com sequelas na parte motora.

Desde os seis meses ele faz todos os tipos de fisioterapias 3 vezes por semana no CRER, ele tem uma irmãzinha com uma diferença de apenas 1 ano e meio de diferença, foi ela que carinhosamente passou a chamá-lo de Kaká. O Kaká não tem problema neurológico, e é uma criança extremamente inteligente e com muita vontade de viver. Seu grande sonho foi sempre o de poder andar, brincar, jogar bola e se divertir como todas as crianças de sua idade.

Há alguns anos, descobrimos um médico, o Dr. TS Park que desenvolveu uma técnica cirúrgica chamada Rizotomia Dorsal Seletiva. Trata-se de um procedimento que reverte o quadro dessas crianças dando mais qualidade de vida e com grandes possibilidades até de em futuro próximo andar normalmente. Acontece que esse médico e o hospital ficam nos EUA, na cidade de Sant Luis em Missouri, e assim que descobrimos este procedimento entramos em contato com o hospital e passamos a enviar todos os tipos de exames e históricos do Kaká, na intenção de conseguir com que ele fosse aprovado e selecionado para a cirurgia. Fomos também atrás de alunos do médico que já fazem o procedimento no Brasil embora com resultados menores, mas nos informaram que devido à idade do Kaká hoje o procedimento só teria um resultado satisfatório com o Dr TS Park.

Em março/2017 desse ano tivemos a grata surpresa de ter ele selecionado, porém os custos são por nossa conta, e inicialmente o que foi nos passado, é o valor de R$ 280 mil. Infelizmente não temos esse valor, mas é um sonho de ver nosso filho andando, de modo que iniciamos nas redes sociais a campanha “Todos Pelo Kaká”, na intenção de arrecadarmos esta quantia até outubro pra já fazermos os pagamentos e definirmos a data da cirurgia,  já que mês definido já será em novembro, uma vez que o Kaká já está com 9 anos, e o quanto antes a cirurgia, melhora será o resultado.

——– Por Gabriela Capucho e Luciano Maia para o Blog dos Perné’s.

Até ontem, 09/10/2017, faltavam R$ 78 mil, e a família só tem até o dia 15/10/2017, para providenciar os pagamentos ao hospital,  se você, quer saber como ajudar, Na foto acima, há as contas que você pode contribuir com qualquer quantia. Há também na internet, outra opção que está no site, Vakinha, que poderá acessa-lo clicando aqui. Se for o caso, pode também disseminar este post para amigos e familiares nas redes sociais.

Graças a sua ajuda, o nosso grande Kaká, estará correndo e brincando pelos parques na nossa linda Goiânia. E tudo há de acontecer, pois estamos na torcida. Um por todos, e todos pelo Kaká. Vai Kaká!

Tags , , , , , , , , , ,

O que seria tatuado na nossa testa?

Estou inspirado! 

Tal inspiração se deu após a leitura de um artigo bem reflexivo: “ESSA MODA DE TATUAR BANDIDO SERVE PARA CORRUPTO TAMBÉM?” que foi escrito pela da carioca, professora e psicóloga clínica: Mônica Raouf El Bayeh*.

Todos nós já sabemos, do “de menor”, que após ter roubado uma bicicleta de um homem também pobre, e sem perna foi acusado de ser ladrão e vacilão, e que teve essas mesmas palavras tatuadas em sua testa. Aí foi que dois vizinhos resolveram fazer justiça com as próprias mãos.

O que vocês acharam dessa história? Será que  “Bem feito?”, “Mereceu?”, “Achei pouco!”, foram um dos pensamentos que passaram pela vossas mentes? Ou: “Que barbaridade!”, Não se faz justiça com as próprias mãos!” ou coisa do tipo?

Esta tatuagem está no braço, mas bem que poderia ser na testa – mais amor. Imagem: Reprodução.

Procuro não sou hipócrita, e confesso que por viver aflito ao redor de tanta insegurança e criminalidade, assim como muita gente me senti vingado. Mas lembre-se que Isso pode ser compreensível, embora não o ideal ou aceitável. Não, não vou defender nenhum dos lados do caso “tatuagem: Vacilão e ladrão”, pois ambos foram infelizes, mas não tenho um bandido de estimação e estou certo que cada um deve pagar pelo que fez.

Mais também não sou perfeito, e creio que cabe a nós refletir: e se fosse a nossa testa, o que estaria tatuado? Para sempre? Sem disfarce? Sem uma segunda chance ou sem recomeço.

Será que também não seria algo semelhante? Uma coisa é certa e concordo com o que a Mônica disse no artigo: “A gente vacila também. Pode não (…) roubar ou matar. Mas vacila. Não há quem não tenha um podre. Quem possa, de peito aberto, atirar a primeira pedra”.

Mas se é pra julgar, vamos julgar primeiro a nós mesmos. Que tal então nós como agente de mudanças, começar hoje mesmo a procurar o melhor dentro de cada um de nós, para que quando na fila da vida para “fazer uma tatuagem”, seja escrito na nossa testa: “multiplicador do amor”, “tolerante”, “paciente”, e “solidário”?

*Mônica também é escritora de vários livros e de um blog, o Poesia Toda Prosa e está no FacebookTwitter.

Tags , , , , , , , , , , ,

Quando falamos SIM, e queremos falar NÃO.

Você já disse SIM para algo a que preferia dizer NÃO? Ou, você disse NÃO, para algo que gostaria de experimentar? Ou aquele  sonho que você tem, e que provável que não conseguirá realizar,  embora seja interessante tentar?

Pense que aconteceu com você na última semana, ou talvez nos últimos 30 dias ou quem sabe no último ano. Alias, quantas vezes na sua vida isso já aconteceu?

Agora pense: ainda é possível voltar atrás? Ou essa decisão é possível ser mudada? Talvez seja…

Que tal então, fazer valer a pena dessa experiência da próxima vez para dizer SIM?

Mas talvez não seja possível. Então, vamos levar essa experiência e buscar o que podemos aprender com a mesma. E começar agora a estabelecer o que chamamos de limites. E tanto é que já dizia a música, “Dizer não é Dizer sim”, gravada em 1989, pela Banda Kid Abelha e composta por Paula Toller, George Israel:

Dizer não é dizer sim, 

Saber o que é bom para mim

Não é só dar um palpite,

é mostrar o meu limite (…).

Qual é o seu limite? A resposta a esta pergunta, cabe apenas a você. E a reflexão para a mesma é crucial para dar o SIM ou o NÃO.  No final, veja o que é bom para você. Arrisque-se se necessário! Se decidir-se pelo SIM ou pelo NÃO, lembre-se de fazer isso por quem realmente merece, mas não esqueça de você.

Mas ao impor seus limites ao seu SIM ou Não, é necessário também impor limites a como os outros devem se portar com você: Você não precisa aceitar quando alguém se dirige a você de uma maneira que não lhe agrada, ou quando não o trata com gentileza e respeito. E não importa se é o seu chefe, a sua sogra, o papa, o rei ou seu melhor amigo.

Tampouco importa se aceitava a situação que se sempre foi assim. Lembre-se que nunca é tarde para impor limites. Comece hoje a lutar por você, pelo poder do SIM, pela força do seu NÃO.

Texto: Thiago Perné Santos – para o Blog dos Pernés

Tags , , , , , , , , ,

Por que ser feliz apenas no carnaval? – por Elaine Ribeiro

Máscaras serão usadas. Bandeiras serão levantadas e balançadas. Serpentinas e confetes serão jogados ao ar. O som de pandeiros, tamborins, surdos e baterias vibrarão. Neste feriado de Carnaval, cada um decide como quer passar, mas é importante nunca esquecermos, nossos princípios, valores e nossas crenças nesses dias.

E também não menos importante nunca podemos esquecermos de quem realmente somos. E nossos amigos? Serão terão o poder de nos influenciar? Lembrem-se que máscaras podem ser usadas, mas uma hora podem cair, por isso cuidado, Seja feliz e esteja alerta, o ano todo. E ele só está começando. 

Falando um pouco mais sobre a data, reproduzo na íntegra o artigo de Elaine Ribeiro sobre a data, pois achei bastante interessante. E espero que gostem:

Continuar lendo

Tags , , , , , , ,