Arquivos da categoria: Filme

Filme: Libras É Merda?

O enredo do curta-metragem tem um quê de “sentido na pele”. Após maltratar um surdo, a protagonista se vê lançada, de uma hora para outra, num mundo onde todos só se comunicam pela língua de sinais. Ninguém fala. Ela acaba sendo presa pela polícia por engano e tenta explicar — em bom português — que não tem nada a ver com o crime do qual é acusada. Suas palavras, porém, não significam nada para os policiais. Os sinais que eles fazem com as mãos tampouco fazem sentido para ela. Percebendo-se um peixe fora d’água nesse mundo de surdos, e a personagem surta.

Filme “Libras É Merda?”: personagem ouvinte é transportada para realidade onde todos conhecem apenas a língua de sinais (imagem: Reprodução)

— Com essa inversão de papéis, transformando os surdos em maioria e os ouvintes em minoria, busco fazer a sociedade sentir o quão sofrida é a vida do surdo. Por não haver acessibilidade linguística, ele não compreende nem é compreendido — explica Johnnatan Albert, no filme Libras É Merda? que foi lançado em abril em Brasília, numa mostra de curtas-metragens produzidos por surdos, e deverá ser exibido em outros festivais pelo país.

O desconhecimento de idioma e a comunicação truncada dão as cartas no filme. Direção, roteiro, fotografia e operação de câmera a cargo de Johnnatan Albert.

Tags , , , , , , ,

Resenha – Filme: A grande Jogada

A Grande Jogada conta a história de Molly Bloom, que é uma jovem atleta que depois de um acidente, decide adiar os estudos e se distanciar da família. Onde parte para um novo trabalho na costa Oeste americana, no qual é assistente de uma organização de jogos clandestinos de pôquer promovidos pelo seu chefe, eventos que atraem celebridades de Hollywood e outros nomes da alta sociedade. Inteligente e habilidosa, a protagonista obtém sucesso na empreitada, de modo que um desentendimento entre a mesma e o patrão, a mesma passa organizar as próprias rodas de pôquer. Além de disputados, os seletos eventos com o selo de Molly movimentam cifras vultosas.

Incapaz de driblar a relação complicada com seu rigoroso e autoritário pai, Molly vê naquele mundo a possibilidade de vencer no jogo e tomar conta de todos aqueles homens poderosos. A questão é que isso só poderia chamar atenção da polícia e o filme é contado justamente através das lembranças de Molly nos diversos encontros que tem com seu advogado, no qual precisa provar que a mesma não cometeu crime contra a sociedade.

 

Ali há uma mulher forte e com motivação que poucos parecem ter e um homem que analisa tudo sobre aquela mulher e o que ela pode vir a ser. E juntos tentam sair de um mundo arruinado pelos jogos ilegais.

A grande jogada chegou ao Brasil na ultima semana, e recebeu uma indicação ao Oscar de melhor roteiro, adaptado da autobiografia de Molly (recém–lançada no Brasil pela Intrínseca). É a estreia na direção do aclamado roteirista Aaron Sorkin (A rede social, de 2010, e Steve Jobs, de 2015), e traz Jessica Chastain no papel da “princesa do pôquer” – alcunha criada pelos tabloides quando o escândalo estourou. Filme que com certeza, vale a pena ser assistido!

___

Eu e minha mãe, assistimos ao filme na última quinta feira, 01/03/2018, no Cinépolis Cerrado, em Goiânia, e não poderiamos de registrar o conforto do cinema, mas também o péssimo atendimento por parte dos funcionários.

Veja também: 

As mais lindas e bem vestidas do Oscar, de todos os tempos!

Resenha – Filme: Os 33

Tags , , , , , , , , , , ,

Diva do dia: Evita Peron

800px-Eva_Perón_vestida_lujosamenteMaría Eva Duarte de Perón, conhecida como apenas Eva ou Evita, foi uma atriz e líder política argentina. Tornou-se primeira-dama da Argentina quando seu marido, Juan Domingo Perón foi eleito presidente.

Além de extrema beleza e muito talento, ela era bem corajosa e podemos dizer que para muitos, foi a única voz retumbante no coração do povo pobre e trabalhador da Argentina; foi, para os miseráveis, a única referência confiável e capaz de unir, com um simples gesto todas as vontades em uma só, todas as vozes em uma só, a voz do povo explorado pela classe rica e insensível às suas necessidades mais elementares.

Para esses, este milagre, só Evita conseguiu operar.

Eva_Peron_Saluda_A_Su_Pueblo

O mais impressionante na história da vida de Eva foi o caminho que ela percorreu na vida pública. Entre o anonimato ao mais absoluto resplendor pessoal e político da vida e em seguida a morte, tudo ocorreu em apenas 7 anos.03f30516b051d5ef5824f75a5011ef70

Além de estar sempre linda e elegante como primeira dama, tornou-se uma das mulheres mais importantes e poderosas do mundo e da história da Argentina.

Eva&Juan

Na breve existência (morreu aos 33 anos de idade) há muitos mistérios, mas também uma personalidade marcante. Tanto é que influenciou gerações.

No cinema: A cantora Madonna, viveu Evita no cinema e recebeu vários prêmios por ter vivido uma personagem da história tão memorável.

Madonna_Evita2

Madonna viveu Evita em Musical aclamado pela crítica especializado, levando vários prêmios

Curiosidades sobre o filme:

  • Madonna obteve o papel principal depois de escrever uma carta ao diretor Alan Parker onde o convencia de que ela era perfeita para o papel de Evita.
  • Madonna troca de roupa 85 vezes no decorrer do filme, mais do que Elizabeth Taylor em Cleópatra. Madonna usou 39 chapéus, 45 pares de sapatos e 56 pares de brincos.
  • Cher, Meryl Streep e Maria Conchita Alonso foram consideradas para o papel de Eva.
  • Michelle Pfeiffer também foi considerada para o papel de Eva Perón quando o filme estava para ser dirigido por Oliver Stone. Ela inclusive treinou durante alguns meses a voz para o papel.
  • O filme causou uma enorme polêmica na Argentina, pois muitos consideravam uma ofensa à memória de Eva Perón

Prêmios e Indicações: 

Oscar 1997 (EUA)

  • Venceu na categoria de melhor canção originalYou Must Love Me
  • Indicado nas categorias de melhor direção de arte, melhor fotografia, melhor edição/montagem e melhor som.

BAFTA 1997 (Reino Unido)

  • Indicado ao prêmio Anthony Asquith Award para música original de filme.
  • Indicado nas categorias de melhor fotografia, melhor figurino, melhor edição/montagem, melhor maquiagem, melhor roteiro adaptado, melhor som e melhor produção de arte.

Globo de Ouro 1997 (EUA)

  • Venceu na categoria de melhor filme – comédia / musical, melhor canção original – cinema (You Must Love Me) e melhor atuação de atriz em cinema – comédia / musical (Madonna).
  • Indicado nas categorias de melhor diretor, melhor atuação de ator em cinema – comédia / musical (Antonio Banderas).

MTV Movie Awards 1997 (EUA)

  • Indicado nas categorias de melhor atuação feminina (Madonna) e melhor canção de filme (Don’t Cry For Me Argentina).

Na moda: 

Evita era vaidosa, e sempre estava impecável, dos vestidos de gala, das jóias, dos penteados, os chapéis, nos momentos que acompanhava o marido em reuniões políticas, e quando visitava crianças na fundação que levava seu nome. Não importa a ocasião, ela sempre estava divinamente bem vestida e penteada.

935383ce83f174d8f0030128bc69b4c8

2118 Mme Eva Peron en visite a Paris a l occasion de la signature du traite commercial Franco argentin en 1947 Credit : Rue des Archives/AGIP 18, rue Le Bua 75020 Paris France

508367

img-511689-evita-peron20130517101368796309

MTE5NDg0MDU1MDk4MTk3NTE5

Das roupas e acessórios preservados, muitos estão expostos no Museu Evita em Buenos Aires e/ ou em exposições itinerantes pelo mundo.

images (1)

 

Muestra-H.L-Eva-Peron

E ainda falando em Evita e a moda, haja inspiração para estilistas. como por exemplo do estilista argentino Jorge Ibanez que montou um desfile cheio de classe em Buenos Aires.

1221387h360

evita-peron-moda-jorge-ibanez-2010-02g

evita-peron-moda-jorge-ibanez-2010-03g

 

evita-peron-moda-jorge-ibanez-2010-06g

Não é o máximo? Viva Evita!

Leia mais:

Leia também sobre as nossas outras Divas: Grace Kelly, Betty Lago, Carmem Miranda e Frida Khalo.

Tags , , , , , , , , , , , , , , ,

Resenha – Filme: Os 33

A saga dos 33 mineiros chilenos que, em 5 de agosto de 2010, foram soterrados na mina em que trabalhavam foi acompanhada mundialmente, não apenas pela torcida para que se salvassem mas também pela complexa e vitoriosa engenheira utilizada para retirá-los do local.

os-33-evideoclipe

Um enredo suficientemente forte para justificar um filme do padrão Hollywood. E pensando nisso que fui ao cinema e não me decepcionei. Vamos a história?

Elenco: 

O filme conta com uma grande diversidade de atores como do irlandês Gabriel Byrne, a francesa Juliette Binoche, o brasileiro Rodrigo Santoro e o espanhol Antonio Banderas.

33_2-750x380

Gênero: Drama

Duração: 145 min.

Distribuidora: Fox Film

Estreia: 29 de Outubro de 2015

 

Enredo:

Foram 69 dias embaixo da terra, tendo que lidar com o inevitável calor decorrente de estar em um ambiente fechado e, durante boa parte deste período, com racionamento de comida e água. Tudo isto em um grupo de 33 pessoas, que se viram presos e à beira da morte, nas profundezas de uma mina de ouro e cobre no deserto do Atacama, em 2010. 33 mineiros de diferentes personalidades e crenças, o que também trouxe dificuldades em relação ao convívio e tensão. Seja no clima claustrofóbico e assustador dos mineiros, temerosos da morte e cogitando a possibilidade de canibalismo, até o desespero de quem está acima da terra.

295847

Abandonados pela direção da mina, que procurou primeiro abafar o caso e depois alegou não ter como resolvê-lo precisaram contar com o6a944-15301300 esforço do Ministro das Minas, Laurence Golborne (vivido por Rodrigo Santoro), misturado à preocupação do governo chileno com a sua imagem pública, para manter as esperanças de rever os familiares e a luz do dia.

No final Os 33 atinge seu objetivo. O resgate deu certo e foi emocionantes assistir o encontro dos mineiros com seus familiares depois de tanto tempo. O filme contou de forma adequada a saga surpreendente dos mineiros chilenos, com direito a homenagens aos mineiros nos créditos finais. Um drama muito bem feito aos meus olhos e indico a todos.

Tags , , , , , , , , , , , , ,

Diva do Dia: Grace Kelly

Considerada um ícone da moda e a décima terceira lenda do cinema mundial Grace Patricia Kelly foi uma atriz premiada, vencedora do Oscar na categoria Melhor Atriz. Casou-se com príncipe-soberano de Mônaco Rainier III, tornando-se conhecida como Princesa Grace de Mônaco.grace-kelly-1

Como atriz, estrelou onze filmes, entre eles “Amar é sofrer”, pelo qual ganhou o Oscar de Melhor Atriz e o Globo de Ouro de melhor atriz em filme dramático. No total, a atriz recebeu dez nomeações aos principais prêmios da indústria cinematográfica mundial, tais como o BAFTA e o Globo de Ouro, das quais venceu seis vezes.

Além de atriz e aristocrata, Grace Kelly também foi uma filantropa dedicada especialmente a pessoas que desejavam seguir a carreira artística. Seus trabalhos humanitários se intensificaram após seu casamento com o príncipe, pois ela ficara impossibilitada de exercer sua profissão de atriz. Kelly foi também madrinha de várias instituições sociais entre elas uma organização internacional criada por ela, que tem como objetivo ajudar crianças carentes.

A vida de Grace, principalmente seus relacionamentos amorosos, sempre foram objeto de especulações e fofocas durante toda sua vida em diversos tabloides. Enquanto esteve solteira, teve relacionamentos com grandes atore da época como Ray Milland e Clark Gable.

r-grace-kelly-style-large

No ano de 1955, Grace Kelly conheceu Rainier Louis, após concordar em ser fotografada com o príncipe, durante o Festival de Cannes. À época de seu primeiro encontro com o príncipe, ela tinha 25 anos e ele 32 e, após uma série de atrasos e complicações, eles se encontraram uma segunda vez, durante um jantar promovido pelo príncipe em sua casa real, ocasião em que ficaram noivos. Em abril de e 1956, deixando o Porto de Nova Iorque, Kelly, sua família, damas de honra, poodle, e mais sessenta e cinco membros de sua família partiram em direção a Mônaco.  Em Mônaco, mais de vinte mil pessoas foram às ruas para saudar a futura princesa consorte. Grace e Rainier tiveram três filhos: Carolina Margarida Grimaldi, Albert Alexandre Louis Pierre e Stéphanie Marie Elisabeth Grimaldi, nascidos respectivamente nos anos de 1957, 1958 e 1965.

grace2-e1399930773738Em 14 de setembro de 1982, Grace Kelly morreu em um acidente automobilístico em Monte Carlo, Mônaco. O carro o qual a princesa dirigia saiu da estrada e caiu em um despenhadeiro, causando um derrame cerebral e, consequentemente, sua morte aos cinquenta e dois anos. Seu funeral, ocorrido em 18 de setembro daquele ano, contou com a presença de vários aristocratas, entre eles a rainha da Espanha e na época, princesa Diana e foi assistido por cerca de trinta milhões de pessoas através da televisão.

Mesmo depois de sua morte, Grace Kelly é lembrada por ter sido uma das atrizes mais bonitas e mais influentes de Hollywood, bem como uma das mulheres mais fashion do mundo. Em Mônaco, foi criada “The Princess Grace Foundation”, uma instituição cujo objetivo é ajudar pessoas com deficiência.

Durante a gravidez, em 1956, a princesa Grace era frequentemente fotografada Hermes-Kelly-bagsegurando uma bolsa de couro fabricada pela Hermes. A bolsa, Hermes Sac à dépêches, era provavelmente um escudo usado por Kelly para evitar a exposição dela e de seu bebê aos olhares indiscretos dos paparazzi. As fotografias, no entanto, popularizaram a bolsa, que tornou-se tão intimamente associada a Grace que passou a ser chamada de Kelly Bag. Além de filmes, a atriz inspirou diversos livros, músicas e perfumes. Foi citada em várias composições musicais, desde a sua morte em 1982. Na canção Vogue de Madonna e em Grace Kelly de Mika, por exemplo. Em 2012, foi eleita pela revista TIME um dos ícones mais influentes da moda de todos os tempos.

grace_of_monaco_ver3Em 2015, atriz Nicole Kidman viveu no cinema a atriz e princesa Grace de Mônaco no filme de mesmo nome. Kidman conseguiu trazer a elegância clássica de Kelly para sua atuação, e ainda encontrou o equilíbrio entre a personalidade forte e a atitude destemida da personagem, Nem preciso dizer que amei o filme, apesar de não ter caído no gosto da crítica em geral. O filme Grace: a Princesa de Mônaco começa quando Grace Kelly, estrela de longas como Ladrão de Casaca e Janela Indiscreta, termina de rodar sua última cena no set de filmagens de Alta Sociedade.

Depois disso, ela se tornaria a Sua Alteza Serena. Como a Maria Antonieta do filme de Sofia Coppola, ela também sofre no início de sua vida na realeza. Seis anos depois do casamento, já mãe de Caroline e Albert, atual príncipe de Mônaco, está afastada do marido e sentindo-se menosprezada quando Alfred Hitchcock bate à porta do palácio oferecendo-lhe o papel de uma ladra em Marnie. A princesa aceita, bem quando o principado sofre ameaças de todo o tipo do presidente da França, Charles De Gaulle e ela teria que amadurecer e assumir (ou abandonar) de vez as responsabilidades de sua nova posição. Sim, pode conter algumas falhas conforme sugerem os críticos, mas na minha opinião o filme é muito bom, principalmente para quem gosta de filmes biográficos, decoração cenários e figurinos exuberante a altura de uma estrela de cinema e princesa.

Grace-Kelly-film

nicole-kidman-600x450

grace-kelly

E claro, a coroa dessa princesa ainda é bela, sua beleza, graça e simpatia ainda surpreende e emociona. A estrela de Grace de Mônaco ainda brilha. Viva nossa Diva do Dia, Viva Grace Kelly!

***** Veja nossas outras Divas do Blog, Carmem Miranda e Betty Lago.

Tags , , , , , , , , , , , , , , ,

William Shakespeare – Um poema

Nesta tarde triste e chuvosa em Goiânia meus sentimentos são parecidos com esta tarde, de modo que então achei oportuno aproveitar para colocar aqui um poema que eu gosto muito, talvez o único e que é de William Shakespeare.
Quando a hora dobra em triste e tardo toque
E em noite horrenda vejo escoar-se o dia,
Quando vejo esvair-se a violeta, ou que
A prata a preta tempora assedia;

Quando vejo sem folha o tronco antigo
Que ao rebanho estendia a sobra franca
E em feixe atado agora o vejo trigo
Seguir o carro, a barba hirsuta e branca;

Sobre tua beleza então questiono
Que há de sofrer do Tempo a dura prova,
Pois as graças do mundo em abandono

Morrem ao ver nascer a graça nova.
Contra a foice do tempo é vão combate
Salvo a prole, que o enfrenta se te abate.

O vi pela primeira vez, no Filme “O Homem que copiava com Lázaro Ramos, Leandra Leal, Luana Piovani e Pedro Cardoso. Um filme muito bom para assistir, super indico. Para quem não conhece, segue um pouquinho do autor:
Shakespeare foi um poeta e dramaturgo respeitado em sua própria época, mas sua reputação só viria a atingir o nível em que se encontra hoje no século XIX. Os românticos, especialmente, aclamaram a genialidade de Shakespeare, e os vitorianos idolatraram-no como um herói. No século XX sua obra foi adotada e redescoberta repetidamente por novos movimentos, tanto na academia e quanto na performance. Suas peças permanecem extremamente populares hoje em dia e são estudadas, encenadas e reinterpretadas constantemente, em diversos contextos culturais e políticos, por todo o mundo.
Espero que tenham gostado.
Um grande abraço!