Dia Mundial da Conscientização do Autismo



O autismo é uma síndrome comportamental que causa comprometimentos no relacionamento e interação com outras pessoas, na linguagem e apresenta comportamentos restritos e repetitivos. Hoje conhecido como Transtorno do Espectro Autista – TAE.

Ainda não existe um exame complementar, laboratorial ou de imagens para diagnosticar o autismo infantil. Ele ainda é identificado através de exames clínicos. E embora o diagnóstico só pode ser determinado por um especialista, é fundamental que as pessoas que trabalham e convivem com crianças saibam identificar sinais ou sintomas típicos de autismo, como:

  • A criança não se reconhece pelo nome. Após ser chamada e ela não responde (como ela é capaz de identificar outros sons, não se trata de um problema auditivo).
  • A criança prefere ficar sozinha. Muitas não fala e têm uma fisionomia pouco expressiva e não interagem com outras crianças. Algumas delas também pode se irritar facilmente.
  • Os autistas muitas vezes separam os objetos por cor, tamanho, etc. mantendo comportamentos repetitivos e sem finalidade aparente.
  • A criança utiliza as pessoas como instrumento. Ou seja, pega na mão do adulto e o leva até o lugar onde quer que ele faça algo que ela deseja, ao invés de pedir o que quer na forma de uma solicitação verbal.

Uma vez identificado que o processo de desenvolvimento está alterado, a criança deve ser examinada por um especialista (pediatra, psiquiatra e neurologista infantil) para que o diagnóstico seja feito e os tratamentos reconhecidamente eficazes sejam instituídos.

 

O diagnóstico precoce e a implantação correta dos tratamentos resultarão em significativa melhoria no desenvolvimento infantil e na qualidade de vida da criança e de seus familiares.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *