Inclusão dos Surdos na OLX



Com o objetivo de melhorar a experiência dos funcionários com deficiência auditiva na empresa, a OLX Brasil criou o projeto Mãos que Falam. Desde a sua implementação, em 2018, a iniciativa impulsionou o bem-estar e promoveu a inclusão dos profissionais surdos na empresa, engajando também os demais colaboradores sobre a importância do tema.

“Com a pandemia, percebemos que o projeto se tornou ainda mais relevante, a fim de oferecer a todos os colaboradores, a oportunidade de participar de nossos eventos internos e atividades coletivas feitas remotamente”, diz Sergio Povoa, diretor de recursos humanos da OLX Brasil.

Libras

Crédito: KatarzynaBialasiewicz/iStock

No Mãos que Falam, são oferecidos cursos de Libras (Língua Brasileira de Sinais) periódicos, do nível básico ao intermediário, para qualquer funcionário interessado. As turmas reúnem pessoas de diversas áreas da empresa dispostas a aprender a língua de sinais, não apenas as que trabalham diretamente com surdos.

Além dos treinamentos acessíveis, os surdos sinalizantes da OLX têm um plugin de tradução chamado Hand Talk para que consigam realizar seus trabalhos facilmente.

“O nosso processo seletivo não parou durante a pandemia, mas tivemos que fazer algumas adaptações para que se tornasse uma jornada 100% remota. Os profissionais surdos têm o suporte de instrutores fluentes em Libras durante as entrevistas justamente para garantir oportunidades para todos”, explica o executivo.

Segundo uma pesquisa interna da empresa, o desempenho dos funcionários com deficiência auditiva aumentou 90% desde a criação do projeto em 2018. Para os responsáveis do Mãos que Falam, são os relatos positivos que os motivam a continuar a ampliação e aprimoramento da iniciativa.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *