Arquivos da Tag: Entrevistas

Diário do Perné – 008: Representatividade da Sueli, a personagem surda da Turma da Mônica

Tenho sempre dito que a discriminação já sofrida por mim e por tantas outras pessoas com deficiência tem sido um empecilho para transformação social e progresso da sociedade como um todo. Dito isso, é importante o combate ao preconceito e a falta de informação, e eu como surdo e digno de respeito trago esse espaço para reafirmar a importância de se impor e lutar também pela representatividade.

No caso dos surdos, a representatividade na mídia é fundamental para a sua inclusão, e recentemente trouxe um caso que encheu meu coração de alegria e esperança. Sim, é ela!

Sueli, a nova personagem da turminha da Mônica, que é surda e está em construção pela equipe de designs da Produção Mauricio de Sousa, ao saber disso, por meio da Way Comunicação, assessoria de imprensa responsável pela divulgação da nova personagem, enviei perguntas para a Sueli, mas como estava muito atarefada e envolvida com a “Surdolimpíadas”, coube ao próprio Mauricio de Sousa, criador da personagem, responder as perguntas. Vamos a entrevista?

Eu também sou surdo, e descobri minha perda mais ou menos com 10 anos, sempre gostei de ler e os gibis da Turma da Mônica tem um papel fundamental desde criança na minha vida. Fiquei super empolgado com a chegada da Sueli na turma. Como foi para a equipe a construção da personagem?

Temos aprendido muito sobre a diversidade da comunidade surda tanto com a organização dos jogos surdolímpicos, como com a equipe da Derdic,
instituição sem fins lucrativos, mantida pela Fundação São Paulo e
vinculada academicamente à PUC São Paulo. Entidade essa que atua na
educação, acessibilidade e empregabilidade de surdos, além de oferecer
atendimento clínico para pessoas de baixa renda com alterações de
audição, voz e linguagem. Temos tido uma resposta muito positiva,
principalmente de crianças surdas que se reconheceram na Sueli.

Que legal poder contar com uma instituição que entende a realidade dos surdos. No caso da Sueli, ela aprendeu Libras quando? Sua família já está formada, também se comunica em Libras?

Sueli ainda está em processo de construção, que é sempre complexo e
exige muito estudo e pesquisa. Tanto as características como o universo
da Sueli ainda estão em processo de elaboração. Inclusive tem grande
importância a reação dos leitores que também nos passam suas impressões
sobre a personagem.

Quais as dificuldades encontradas para trazer a personagem para a Turma da Monica? Qual o impacto da chegada de uma surda na escola na sociedade no âmbito do Bairro do Limoeiro?

Estamos ansiosos para esclarecer todas as questões sobre a Sueli, mas um dos desafios será representar a comunicação em Libras nos quadrinhos. A chegada da Sueli ao Bairro do Limoeiro e à escola com certeza serão temas de histórias em breve, bem como sua interação com a família.

Qual a mensagem que a Sueli e a Turma da Monica vai trazer para crianças surdas e ouvintes, fãs da turminha?

Esperamos que a mensagem da importância da inclusão e do respeito às
diferenças, além de levar mais conhecimento sobre a diversidade da
comunidade surda. Quem sabe as histórias da Sueli também despertem nas
crianças e adultos a vontade de aprender Libras?

Obrigado Mauricio de Souza e equipe por trazer voz as nossas mãos e som aos nossos ouvidos, estou muito feliz por ter representante na turma. Sucesso para todos e boas vindas Sueli.

Agradecimentos:
BETE FARIA NICASTRO | Diretora
bete@waycomunicacoes.com.br
(11) 3862-1586 * (11) 3862-0483 * (11) 99659-2111
WAY COMUNICAÇÕES | WWW.WAYCOMUNICACOES.COM.BR 

Leia também:

Tags , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Entrevista Inédita: Débora Olivieri

photoDébora Ida Szafran, ou Débora Olivieri como é mais conhecida, tem 58 anos de idade, sendo 42 de atriz. Ela tem duas filhas, a Julia de 31 anos e a Fernanda de 28. Já fez muita teatro, cinema e novela. Namora atualmente o holandês Rudd Dankers, que conheceu através do aplicativo de relacionamentos Tinder.

Quais cuidados que você tomou e que devem ser tomados pelos que usam esse tipo de aplicativo?

Minha filha insistiu para que eu entrasse neste aplicativo e conhecesse alguém interessante. Resisti bastante, mas eu estava há 15 anos sem me relacionar com ninguém e sentia falta de um companheiro.

O Ruud estava no Rio, tinha chegado ao Brasil naquele dia. Procurei na Interpol e na internet tudo o que pudesse ter sobre ele contra ou a favor. Começamos a conversar, saímos e, desde então, sempre que possível estamos juntos. E por incrível que pareça tive muita sorte. Não conseguimos ficar mais de um mês separados e posso dizer que fui sorteada sozinha na Mega Sena, ao encontrar este amor incrível, sincero, honesto e cheio de outros adjetivos absolutos que me fazem feliz e completa.

deborah-olivieri

Débora e Rudd

Por que escolheu atriz, como profissão? Sabe dizer quantas participações em Novelas, Filmes e Teatros? Qual mais gostou?

 Sou atriz há 42 anos e amo o que faço. Acho que foi a profissão que me escolheu. Amo ser atriz, desde criança. Se for contar todas as participações não caberia nesta entrevista. Mas confesso que meu melhor papel é sempre aquele que vivo no momento. Não consigo lhe dizer o melhor deles. Gosto de todos eles. Vivo o presente e dou a cada personagem a vida que ele merece.

Já trabalhou em algo que não gostava? Na sua opinião  qual a importância em trabalhar com o que gostamos? 

Já fui gerente de boutique, tesoureira de banco e trabalhar com o que gosta e viver do que trabalha é tudo na vida. Todos trabalhos que fiz foram necessários para sobreviver, mas junto a isso, sempre fui atriz, tendo começado aos 16 anos. Por sorte, hoje sou independente com na minha profissão, e isso não tem preço.

g1

Com Glória Pires, Thalita Lippi, Thiago Rodrigues e outros colegas de elenco da novela Guerra do Sexos.

213197

Semiramis, a personagem em Guerra dos Sexos. FOTO: Rede Globo.

Quais preparativos que você faz para viver uma personagem? Consegue se desligar da personagem quando acaba a gravação? 

Sou muito dedicada a cada personagem que recebo para viver. Estudo muito e quando saio do teatro, set de filmagem ou TV, deixo os personagens no cabide do camarim e não os levo para casa.

Na TV já foi a Inês de Terra Nostra, Matilde de Aquarela do Brasil, Carmem de Chiquititas, Semiramis de Guerra dos Sexos, e atualmente vive a Ana de Êta Mundo Bom! Qual desses personagens foram mais marcantes?

Viver a Inês de Terra Nostra me deu muito prazer. Talvez posso dizer que que até agora foi o que mais gostei.

Em Chiquititas viveu a vilã Carmem. Também se mudou para Argentina? Como foi trabalhar com crianças?

 Sim, vivi na Argentina por quase 4 anos, e amei essa experiência. Adorei a experiência de trabalhar com crianças e saber que influenciei artisticamente mãos deles. Às vezes encontro o pessoal que agora são adultos, e acho lindo ver a trajetória que cada um deles seguiu.

1998-99

Em Chiquititas ela viveu a Carmem por 3 temporadas e contracenou com muitos artistas talentosos e reconhecidos hoje em dia: como Flávia Monteiro, Oscar Magrini, Fernanda Souza, Jonata Faro, Carla Diaz, Nelson Freitas entre outros. (Foto de 1998, 1ª Temporada da novela)

 

deborah-olivieri-a-rosa

Caracterizada como Rosa, personagem que viveu recentemente no Teatro, na peça de mesmo nome.

Hoje, está novamente na Globo, mas já trabalhou em várias emissoras, passando por SBT, Band e Cultura. O que mudou na TV nos últimos 30 anos na sua opinião para melhor e para pior? O que você acha da programação televisiva hoje? Qual o futuro da TV?

Acho que é um avanço a TV se acoplar com a internet. E creio que quanto mais emissoras e programas alternativos houver, melhor será para o ator que tem mais oportunidades de trabalho e melhor será aos espectadores, no sentido do poder de escolha por ter variedades. Não haverá monotonia e cada um poderia ver o que quiser em que veículo puder ver e a qualquer hora. Muita coisa mudou nestes últimos anos e acho que muito ainda haverá de mudar. Gosto disto: Mudanças e avanços.

debora

Arquivo Pessoal da Atriz.

O que faz e gosta de fazer nos momentos de folga?

Gosto de ir ao cinema e ao teatro. Amo ouvir música, ler e correr, ler. E de vez em quando, não faço nada mesmo (risos).

E viajar? Das Viagens pelo Brasil e mundo: onde já foi? Qual lugar preferido? E onde ainda não foi e quer ir?

Amo viajar e sempre que posso viajo. Já fui a China fazer cinema e adorei a experiência. Na Argentina como já disse, morei por 4 anos, devido as gravações de Chiquititas.

Amo a Holanda e na Europa amo Itália, Espanha, Portugal Quero conhecer mais e mais. Amo também Nova York e confesso que do Brasil conheço pouco. E quero muito viajar um pouco no Brasil e conhecer Natal, O Pantanal, Fernando de Noronha e Inhotim.
Quais os projetos e expectativas para o futuro como atriz, mulher e brasileira?

 Queria muito ver o Brasil sair desta situação tão difícil que se encontra. Queria muito um Brasil sustentável, honesto e diversificado. Queria que o futuro fosse mais saudável e menos desigual.  Meus projetos de futuro são estar sempre com lindos personagens para viver, e muita saúde para sempre estar no ar, no palco e no set de filmagem. Amo trabalhar e é isso que quero. E claro: Mais amor, por favor.

Débora,

Agradecemos o carinho e atenção para conosco. Estamos lisonjeados e muito felizes por poder nos respondido e cedido seu tempo para responder essas perguntas. Desejamos muita saúde, amor e felicidades, pois você merece!

Mande lembranças para o Rudd, para a Luciana e Fernanda.

Abraços!

Continuar lendo

Tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Entrevista Inédita: Fernanda Pontes

Ela tem 33 anos, mora em Orlando/FL (isso mesmo lá nos Estados Unidos).

Está casada a 5 anos com o empresário Diogo Boni, é a mamãe da Malu de 3 anos e do Mateus de apenas 1 aninho.

Formou-se em Jornalismo, já fez novelas, e além de atuar ama praticar esportes e trabalhar na Globo Internacional como apresentadora do Planeta Brasil.  Ela é linda, querida, guerreira, simpática e brasileira! Com vocês: Fernanda Pontes.

 

Fernanda: Sempre com sorriso no rosto!

Fernanda: Sempre com sorriso no rosto!

 

 Você sempre quis constituir família ou isso veio naturalmente?

Venho de uma família bem tradicional. Meus pais são casados há 36 anos e eu sempre sonhei em casar e constituir uma família sólida ao lado de um grande amor!

Qual a diferença em ser mãe de menina e de menino?

Tem muita diferença, começando pela personalidade. Mas embora a Malu seja mais agitada e o Matheus mais calminho, os dois são muito carinhosos. Como menina tive que aprender a brincar de carrinho, de super-heróis e várias outras brincadeiras de “meninos” para interagir com o Mateus, já com Malu foi natural. Mas o que posso dizer é que hoje sou uma mulher extremamente realizada em ter os dois na minha vida. Ser mãe é o maior milagre que Deus me deu!

Fernanda com marido Diogo Boni e com os filhos Mateus e Maria Luiza (Foto: Caras Brasil)

Fernanda com marido Diogo Boni e com os filhos Mateus e Maria Luiza (Foto: Caras Brasil).

Pelas redes sociais, você está sempre praticando esportes. Atividades físicas é o segredo da boa forma após duas gestações?

Sempre pratiquei esportes, desde criança, acho importante cuidarmos da nossa saúde em primeiro lugar. Amo fazer exercícios ao ar livre, e ao passar por duas gestações que foram muito saudáveis, isso ajudou muito o pós parto! Gosto de me cuidar, mas não sou radical, me permito comer o que eu sentir vontade.

Participou de grandes sucessos na TV Globo com atriz, qual mais gostou de fazer?

Sem dúvida a minissérie Gabriela. O Elenco era incrível, nos divertíamos muito e aprendi muito com a maravilhosa Laura Cardoso!

Ao lado de Thiago Martins, trabalhou recentemente com a peça “O Grande Amor da Minha Vida” aí nos EUA. Como foi voltar a atuar e participar deste projeto?

Foi simplesmente mágico, principalmente por ter tido minha filha na plateia, por ter levado cultura do Brasil para muitos brasileiros que moram fora do País e ter trabalhado novamente com o Thiago que além de ser um super ator é um ser humano incrível.

O que mais gosta de fazer atuar ou apresentar?

Amo atuar, mas apresentar sempre foi a minha paixão.  Estou muito feliz na Globo Internacional, apresentando o Planeta Brasil.

Atualmente apresenta o Planeta Brasil para a Globo Internacional.

Atualmente apresenta o Planeta Brasil para a Globo Internacional.

Falando em apresentar, qual a diferença em apresentar o Planeta Brasil para a Globo Internacional e de ter apresentado a TV Globinho?

Amava fazer a TV Globinho, tudo que se faz para crianças é especial! Mas no Planeta Brasil também tenho chances de relembrar isso, quando tem programas especiais como o Dia das Crianças.

Qual o foco do Planeta Brasil? E aqui no Brasil como podemos assistir?

O Programa fala da vida de brasileiros de sucesso nos EUA, mostra a vida como ela realmente é, contamos histórias emocionantes que mexem muito comigo! Além disso tem muitas matérias de atores e cantores brasileiros que vem até aqui a passeio. O Planeta Brasil passa em 26 países pela Globo Internacional, mas infelizmente não passa no Brasil ainda.

Se não fosse atriz e apresentadora, o que acha que estaria fazendo hoje? Você se imagina casada, com dois filhos e morando em outro país?

Nossa nem sei o que seria viu (risos). Não nunca imaginei viver o que estou vivendo hoje e estou muito feliz! A vida realmente nos surpreende.

 Sabemos que você ama a oportunidade de morar em Orlando, mas de fato qual a diferença de morar aí para o Brasil, ou para ser especifico, de no Rio de Janeiro?

É bem diferente, apesar de Orlando ter virado um mini Brasil (risos).

A cultura, os costumes, a disciplina na escola, as oportunidades que todos têm de forma igual e isso eu acho incrível. Aqui se você trabalhar duro você consegue ter o que você sonha! Mas claro, sinto falta do calor humano do meu país, da convivência diária com os amigos e minha família.

Acha que os valores americanos são diferentes do Brasil? Acredita que os brasileiros de fato encontram felicidade ao buscar uma vida melhor em outro país?

Bem diferentes sim. Aqui é o país das oportunidades, não é uma vida fácil, mas como falei se você fizer por onde você consegue atingir os seus objetivos.

Acredito que você tem que estar bem com você mesmo para estar feliz e bem em qualquer lugar do mundo. Saber onde quer chegar e ter objetivos é essencial para se obter sucesso.

Já vi relatos que brasileiro não é muito bem aceito e bem tratado nos EUA, acha que existe talvez algum tipo de preconceito?

Nunca senti nenhum preconceito. Aqui existem regras que realmente funcionam independente da nacionalidade da pessoas, basta você respeita-las que será respeitado.

Em 2010 com Diogo, o então namorado na época em uma viagem ao seu destino favorito: Nova Iorque! (FOTO: acervo pessoal da atriz, reproduzida pelo site EGO).

Em 2010 com Diogo, o então namorado na época em uma viagem ao seu destino favorito: Nova Iorque!                                      (FOTO: acervo pessoal da atriz, reproduzida pelo site EGO).

Quais as dificuldades que você e sua família imediata como brasileiros enfrentam morando nos EUA?

Dificuldade temos em qualquer lugar do mundo, a vida é feita de desafios e você tem que estar preparado para ultrapassa-los sempre! Mas a maior e principal dificuldade é ter que lidar com saudade da família que ficou no Brasil, da convivência diária, das feijoadas e almoços de domingo.

Quais os projetos para 2016 na família, no lazer e no trabalho?

Não sou de fazer planos para o futuro, sempre fiz por onde que tudo que almejo vem.

Mas agora em 2016 haverá muitas novidades no Planeta Brasil, irei viajar bastante por todo EUA, e estou bem empolgada.

Fernanda Pontes: "Sempre gostei de praticar esportes".

Fernanda Pontes: “Sempre gostei de praticar esportes”.

__________________

Jogo rápido

Cor: rosa

Salto ou tênis: tênis

Saia ou Calça: calça rasgada

Moda: crio a minha própria

Comida: feijoada

Sobremesa: brigadeiro

Bebida: agua

Trabalho: minha paixão

Dinheiro: nunca pode vir em primeiro lugar

Casamento: realização

Filhos: um sonho

Amigos são: escolhidos a dedo

Fé: Acreditar sempre

Deus: Gratidão

Felicidade é: Ter toda minha família comigo

Esperança: um mundo melhor para as crianças

Música: adoro música Gospel

Cantor: Michel Bubble

Cantora: Ivete Sangalo

Inglês ou Português: Português

Atriz: Susana Vieira

Ator: Toni Ramos

Filme: Em busca da Felicidade

Esporte: Surf

Livro: Boni

Viagem favorita: NY

Viagem que ainda não fez e quer fazer: Maldivas

Uma frase: Querer é poder e conseguir!

Fernanda por Fernanda: Guerreira

 

 

________

Fê, 

Estamos muito felizes pela atenção dedicada a nós, amamos cada resposta e momento que passamos “juntos” mesmo que virtualmente. Agradecemos e desejamos muito alegria no trabalho e muita saúde na família, pois o resto a gente dá um jeito né? Um grande beijo e estamos a disposição!

 

Nota: Essa entrevista é inédita e foi concedida ao Blog dos Perné’s em Janeiro de 2016, diretamente pela apresentadora Fernanda Pontes, por e-mail.

Créditos de Entrevista: Thiago Perné Santos

Créditos de fotos e direito de imagens: Assessoria da apresentadora Fernanda Pontes.

 

Para ler outras entrevistas que publicamos:

 

Tags , , , , , , , , , , , , , , ,

Entrevista : Lilian Lemos Machado

Lilian Lemos do "Amanhã Vou Assim", da "Eu sou +Plus" e da Eu sou é Plus

Lilian Lemos do “Amanhã Vou Assim”, da “Eu sou +Plus” e da Eu sou é Plus

 

Nascida à 38 anos em Brasília, ela se formou em Marketing e Propaganda.

Hoje ela é especialista em varejo e organizadora de eventos, já foi dona de um agencia de publicidade, e de salão de beleza.

Hoje administra um loja virtual, um site e publica uma revista, ambos de moda voltado ao mundo Plus Size. Ela é mãe do Jonas e da Júlia e casada com o Marcelo.

Um salve para Lilian Lemos Machado, essa super mulher é nossa grande parceira e é a entrevistada de hoje, ela conta tudo pra gente, “tim tim por tim tim”.

Você sempre gostou de moda?

Sempre, desde que me entendo por gente amo moda e amo organizar festas. Era normal as amigas me procurarem para ajudá-las com seus “looks” de fim de semana e nas organizações das festas.

 

O que é dispensável e indispensável no seu guarda roupa?

No meu closet eu não dispenso um salto alto e uma calça “flare” estampada. Agora, roupa curta não entra. Simplesmente não curto (risos).

De onde surgiu a ideia de fazer o AVA – Amanhã Vou Assim? E como foi abandonar a profissão que tinha escolhido, para trabalhar com moda?

Logo após o segundo parto não consegui perder nenhum quilinho. Ainda assim não abandonei a vaidade e continuei me arrumar quando saía. As minhas amigas questionavam como eu sempre estava na opinião delas, bonita nos compromissos. Comecei a postar algumas fotos de revistas no Instagram com a legenda: Meninas, amanhã vou assim!

Hoje eu continuo trabalhando com todas as funções, o Ava no começo era uma brincadeira entre nós, mas com o tempo virou parte da minha rotina.

Foi difícil mudar de área de trabalho? Teve algum medo?

Nós tínhamos uma Agência de publicidade, então a mudança de foco foi natural, para mim não foi difícil, até porque eu amo moda, ela flui na minha boca e olhos!

Que dica dá para alguém que quer mudar de profissão para trabalhar com o que gosta?

Trabalhar com amor é não trabalhar. Fazer o que gosta não dá trabalho!

Pode não ser o mais rentável, mas fazemos com facilidade, fazemos mais e o pagamento um dia vem.

Fale sobre o termo “Plus Size”.

O Plus Size veio para setorizar o tamanho grande, seja em comprimento ou largura. No Brasil o Plus Size começa no tamanho 44, masculino ou feminino.

Sobre moda Plus Size, o “gordo” ainda tem muito preconceito ou já é bem aceito? O que na sua opinião pode mudar?

O Plus Size está em crescimento abundante a três anos. Indústrias e prestadores de serviços estão voltados para esse nicho. A especialização é necessária e a demanda existe. O preconceito vem junto, afinal, foram anos de ditadura do tamanho ideal. A necessidade e o respeito são primordiais na mudança de pensamento do consumidor.

Qual a peça ou quais peças curinga que uma mulher Plus Size tem que ter?

Duas: Calça “flare” e saia “sino”. Os dois modelos disfarçam a largura dos quadris e abdômen.

Periodicamente você tem lançado edições da revista “Eu sou é Plus” e tem um site, como tem sido esses projetos?

A revista é um amor da minha vida, adoro fazer as fotos e é cheio de informações de moda para Plus Size. Está em processo de mudanças para ser um compêndio. O site era necessário, foi um passo a frete a ser dado às consultorias.

Qual o diferencial do site amanhavouassim.com.br?

Gosto de tudo que escrevo e faço para o meio Plus Size, pois é avaliado de acordo com as necessidades reais da mulher Plus. Além disso, tenho quatro colunistas maravilhosos: Dariane Valle do “Moda e Gestão” que fala sobre motivação pessoal e profissional, Barbara Frossard modelo e maquiadora profissional traz as novidades e dicas de maquiagem, Indianira Rocha que mora no Piauí e é dona da “Privilége” fala sobre moda feminina Plus Size e você, Thiago Perné Santos que fala sobre moda masculina Plus Size.

No início do ano você lançou um novo projeto, uma loja online?

Há seis meses lancei a “SouPlusStore”, um e-commerce de moda Plus Size feminina. E lá exerço todo o lado consultoria de moda da Lílian Lemos. As parceirinhas acontecem com tanto carinho, que é uma satisfação.

Se sente completa e feliz trabalhando com o que gosta?

Completa? Acho que nunca vou achar que já fiz tudo! Toodo dia acordo com vontade de fazer algo que ninguém fez. Meu pai dizia: “Acorde hoje com dez ideias diferentes de ontem, e se você conseguir executar quatro, sucesso garantido!”. Imagina???

Novos projetos? Sempre!!!

Pode nos antecipar algo? E a surpresa? (risos).

Como concilia o tempo de trabalho, o papel de dona de casa, mãe, esposa?

Eita!?! Sabe que nem sei…. (Gargalhadas). Brincadeira! Sei sim, minha família.

Tenho um marido que me apoia muito e ainda recebo ajuda de uma babá. A família é minha prioridade, estar com eles é bom demais!

Tags , , , , , , , , ,

Entrevista Inédita: Stela Freitas

 

Ela deu vida em 1978 a Cuca da primeira versão do Sítio do Pica Pau amarelo, esteve na novela de sucesso “Sassaricando” e no aclamado filme “Central do Brasil”. Hoje com mais de 40 anos de carreira e com 64 anos de idade, ela é mãe da Ana, atriz e diretora brasileira Maristela Andrade Freitas, mais conhecida como Stela Freitas fala da sua vida ao Blog.
Por que escolheu ser atriz?
Desde pequena eu queria ser atriz, foi o que eu fiz apesar das adversidades, nunca desisti. Procurei, estudei e trabalhei muito e continuo até hoje.
O que mudou na TV com o passar do tempo? Essas mudanças foram boas para a classe artística e como é sobreviver disso por tantos anos num país que passa por tantas crises econômicas?
O mundo mudou muito depois internet. Não só a TV, mas também a música, o teatro, e o áudio visual. Todos acabam se adaptando. Não podemos dizer o que será daqui em diante, talvez as novelas mudem.  As séries hoje são muito melhores, as produções independentes estão ocupando espaço. Não existe nenhuma segurança para o artista. Quem quiser segurança deve mudar de profissão, pois vivemos na corda bamba, desde a Idade Média e este é o nosso talento.
Cândida, a personagem aplicada da
“Escolinha do Professor Raimundo

Grandes investimentos são feitos pelas grandes Redes de TV. Mas as vezes penso que a qualidade da programação deixa a desejar, o que pensa sobre isso? O que acha ainda pode ser feito?

A TV aberta se destina a um público de baixa renda mas isso tem mudado. Existem muitas opções na web, as TVs sabem estão testando tudo pela audiência.
Penso que o melhor é apostar na diversidade de programas e no futuro deve ser “On Demand” (cada um escolhe sua programação).
O Sítio do Pica Pau Amarelo”, “Sassaricando”, “Senhora do Destino”, “Escolinha do Professor Raimundo” são alguns destaques da sua carreira. Como é fazer personagens para diferentes públicos? Qual a personagem que mais se identificou até hoje, qual mais gostou de fazer?

Gosto de fazer personagens bem diferentes, para públicos distintos, um exercício muito interessante. Gosto muito de fazer comédia, se for possível faze-lo em novelas (Sassaricando) ou em programas de Humor é muito bom. Mas se o personagem é bom, tanto faz, as vezes o drama pode ser muito rico.

“Carolininha” e Saraiva de Zorra Total
que tinham tolerância zero para perguntas idiotas.
Stella em pé atuando em Escolinha do Professor Raimundo com grandes nomes como Grande Otelo,
Tássia Camargo, Zezé Macedo e Claudia Jimenez – FOTO: Memória GLOBO
No Teatro o que fez que mais gostou?

” Foram tantas peças, tanta coisa boa e que gostei, dentre tantas posso mencionar “Aurora da minha vida”, “O doente imaginário” e “Querida Mamãe”. 
Amo as cenas de sua participação em “Central do Brasil”, onde viveu a Yolanda. Como foi fazer parte de uma produção tão premiada e internacional que mostrou a cara do povo brasileiro e contracenar com grandes nomes?

Central do Brasil foi um filme muito especial, principalmente pela direção de Walter Salles e pelos atores: Fernanda Montenegro, Marilia Pera, Vinícius de Oliveira, Othon Bastos, Mateus Nachtergaele, e muitos outros com menores participações. Tudo era muito bom: o roteiro, a fotografia, a arte, a produção, tudo isso com a direção segura e inspirada do Walter. Eu adorei fazer, era um papel totalmente diferente pra mim. Fernanda é uma grande colega além da generalidade como atriz, isso ajuda muito. Fizemos todas as nossas cenas de primeira.
O que gosta de fazer quando não está gravando?
Sou Coach: Life Coach (ajudo as pessoas realizarem seus sonhos). Gosto de ler, caminhar, fazer exercícios, viajar, sair com amigos, ir ao teatro e cinema.

 

Sobre amizades, tenho certeza que fez muitas amizades com grandes nomes da TV e Teatro, alguma em especial? 

Foram muitas amizades com muitos atores a atrizes incríveis que contracenei nessa trajetória de 40 anos, alguns são amigos queridos desde adolescência, além de grandes atores amigos, entre eles: Edwin Luisi, Cristina Pereira. Mais tarde: Sylvia bandeira, Betty Faria.Álbum:

Stela e um dos grande amigos, Edwin Luisi 

 

 

 

Divulgação de uma peça com a atriz Cássia Linhares
Com a filha Ana Freitas e a grande amiga Sylvia Bandeiras

 

 

Tags , , , , , , , , ,

Entrevista Inédita: Carol Castelo Branco


Formada em Direito, Teatro e Rádio e TV e pós-graduada em Jornalismo especializado em política, economia e cultura. Ela já foi modelo, já apresentou no SBT o programa “A Grande Idéia”, foi âncora substituta dos Jornais da Manhã e do SBT Brasil e co-apresentou juntamente com Carlos Nascimento o programa “O Maior Brasileiro de Todos os Tempos”. Sim, ela é linda e multifacetada jornalista e apresentadora, atualmente apresenta o programa “De Repente Grávida” na Rede TV, tem 32 anos, e é a mãe da pequena Sophia de apenas  dois meses, ela é Carolina Castelo Branco.
Sweet Dreams, by Thalita Castanha

 “Sempre fui uma mulher muito ocupada, mas no centro da minha vida também se fizeram presentes as angústias e inseguranças de uma mulher que mudou para São Paulo sozinha aos 18 anos, casou aos 23 anos e se divorciou muitos cedo aos 28 anos. Me vi “De Repente Grávida” em abril deste ano”. 

Antes de voltar a REDE TV, você esteve no SBT e trabalhou em vários projetos. Qual deles gostou mais e por quê? 
CCB: No SBT tive a oportunidade de trabalhar em diferentes frentes com diretores fantásticos! Sem nenhuma dúvida o mais marcante foi “O Maior Brasileiro de Todos os Tempos” no qual eu tive oportunidade de investigar e mostrar a fundo parte da biografia de 12 brasileiros notáveis, eleitos pelo público. Foi um trabalho árduo, já que tive que viajar todo o Brasil por seis meses, época na qual eu também acumulava as funções de editora e apresentadora do semanal “A Grande Ideia”, mas foi extremamente compensador!

No SBT você conheceu vários artistas e profissionais magníficos como Silvio Santos, um ícone da TV, pessoa que sei que você é grande fã. Teve o nervosismo típico de fã e ídolo? 
CCB: O Silvio é o maior comunicador do mundo! Confesso que em nossa primeira gravação eu fiquei completamente abobada. Enquanto ele fazia as perguntas típicas do jogo das 3 pistas eu o encarava com olhar investigativo. Reparei a ausência do uso de ponto, o domínio do palco, inclusive da iluminação. Fiquei tão perplexa que quase não prestei atenção no jogo e acabei perdendo, rs. Mas compensei nas próximas e sou vice-recordista! 

Quando acabou o contrato com o SBT você já estava grávida? Como surgiu o projeto do programa “De Repente Grávida”? 

CCB: Eu estava grávida durante o contrato com o SBT. E no começo da minha gestação, após um período de muitas duvidas, passei a investir todo o meu tempo livre em cursos, livros e informações de todo otipo para a minha filha e assim construir a minha pequena família com alma e não aparência. Assim nasceu a ideia da “De repente Grávida” um programa com muita emoção e informação no qual sou redatora, produtora e apresentadora, no qual apresentei apenas para a RedeTV empresa pela qual eu tenho grande carinho. Tive o prazer de pela primeira vez montar uma equipe com as melhores pessoas que já trabalhei e a sorte de elas estarem disponíveis no mercado no momento. 
Como foi descobrir que ia ser mãe? 
CCB: No começo eu tentei arduamente completar o quebra-cabça que todo mundo idealiza, com todas as pecinhas, sabe? Quando eu mal havia internizado a idéia de ser mãe me vi sozinha na gravidez. Foi uma grande exaustão emocional, acompanhado do orgulho de mulher independente que não se deixa abalar. Me fortaleci e fiz da informação minha melhor amiga nesta gestação. 

Mas não ficou “tímida” em apresentar algo tão pessoal como seus sentimentos e um parto em rede nacional?

CCB: Provavelmente eu teria ficado tímida se eu não tivesse plena confiança na minha equipe. Não era o caso! Eu participei de cada detalhe da edição e acredito que soubemos conduzir e mostrar toda a divindade deste momento.

De repente grávida, seu relacionamento com seu então namorado Leonardo Diniz, pai de sua filha terminou.  Ele tem visitado a Sophia?  
Sim, ele tem visitado a Sophia 3 vezes por semana. E inclusive assumiu a paternidade.

E quanto ao Luciano, seu ex-marido e atual namorado. Vocês resolveram reatar e dar uma nova chance ao amor. Ele tem estado sempre presente? ­­­ 
CCB: O Luciano é uma pessoa maravilhosa. Fez diversos cursos, inclusive para me ajudar na amamentação. É extremamente presente e dedicado.
  
Carol no auge da gestação  by Vanessa Kohler
Muitas mulheres, de todas as idades inclusive adolescentes e até ainda crianças de 12 e 13 anos para fugir da responsabilidade de uma gravidez indesejada, optam ao aborto. Você é a favor? Qual a sua mensagem que você deixa para essas mulheres que estão pensando em abortar e talvez estejam lendo esta entrevista? Acha que vale a pena ter o bebê? 
CCB: Sou totalmente contra. E tenho uma posição muito clara e talvez até áspera em relação ao aborto por isso quero direcionar o recado para as mamães que decidiram pela vida! A gestação tem muitos altos e baixos emocionais, portanto CONVERSE! Fale com seu bebê, mesmo que ele ainda esteja na barriga. Diga a ele que você o ama e que as sensações ruins que a mamãe sente dizem respeito a ela e não ao bebê. Converse muito, várias vezes ao dia, falando claramente. O bebê desde a vida intrauterina já tem capacidade de entendimento, aprendizado, e armazena tudo o que a mamãe faz em forma de memória inconsciente. Se você sente coisas boas, essas sensações passam para o bebê. Da mesma forma sensações ruins também passam e ficam gravadas em seu inconsciente, trazendo uma série de consequências ruins após o seu nascimento. 

Li seu relato de parto, e me emocionei ao saber que ficou desesperada ao ser informada de que seus planos de ter um parto numa banheira tinham sido frustrados. Quais dicas você dá para as futuras mamães? No caso seria bom se preparar para um plano B? 

CCB: Na verdade foi uma cesariana de emergência então não houve um “processo” e sim uma intervenção rápida para salvar a vida da minha filha! Após 13 horas de trabalho de parto a Sophia entrou em sofrimento fetal agudo com batimentos cardíacos persistentes em 40 batimentos por minuto sendo o ideal acima de 110! O Dr. Domingos me explicou com muito carinho que eu teria que entrar em uma cesariana de emergência para que ela pudesse nascer. Confesso que me desesperei! Em nenhum momento da minha gestação me preparei para este “plano B”. Chorei muito!! É Claro que seu eu tivesse me programado para um “plano B” o “susto” teria sido menor, porém absolutamente nada me prepararia para o fato dela ter entrado em sofrimento. Infelizmente há fatos que fogem do nosso controle por isso temos que ter fé acima de qualquer coisa.


Está amamentando? Qual a importância do leite materno para o desenvolvimento de uma criança e até que idade é recomendada?
CCB: Sim eu amamento.  A OMS recomenda amamentação exclusiva por 6 meses. São muitos os benefícios do leite materno, como a proteção contra infecções, contra diarreias e doenças respiratórias. 
 
Como tem sido o relacionamento mãe e filha?
 CCB: Sempre fui workaholic e digo que a primeira vez que falei “não” para trabalho foram nestes 2 meses. Hoje sou MÃE e sou realizada demais. Meu coração transborda de amor por ela.

De fato não há amor maior do de mãe! O que você tem aprendido sobre essa forma de amar? 
CCB: Com certeza! O vínculo da gestação é divino, nem Freud explica!

Nem precisa dizer o quanto estou me sentindo honrado em publicar uma entrevista com uma mulher tão guerreira e especial. Sua beleza vai muito mais além da beleza física, está nos tratos com os que a abordam, no carinho com o público e com amigos e colegas de profissão. Para aqueles que desejam saber mais podem acessar o site www.derepentegravida.com.br e ficarem ligados no programa que tem estreia da segunda temporada prevista para o mês de abril. 
Carol, muito obrigado por tudo, inclusive por sempre me dar atenção e por hoje conceder esta entrevista com respostas cheias de carinho e gentileza. Com toda a certeza, 2015 será para você um ano cheio de alegrias, descobertas e surpresas no amor, na maternidade e na vida profissional. 
Tags , , ,

Entrevista Inédita: Larissa Cantagalli


É com grande alegria que estréio no nosso bloguinho a primeira entrevista! E começamos essa novidade com:

Larissa Cantagalli mora em Curitiba/PR, tem 28 anos e formou-se em direito, mas não atua na área desde o fim da licença maternidade. Hoje em dia é empresária da marca que leva o nome da filha Valentina Cantagalli, com quase 3 anos. Mãe e filha se divertem na busca de inspirações nos looks de blogueiras e famosas, depois de registrarem as produções postam as fotos na rede social Instagram, atualmente com mais de 37 mil seguidores.  Além de tirar fotos elas gostam de brincar de bonecas, de casinha, de bola, de esconde e de ir a parquinho.

Como surgiu a ideia de produzir a Valentina se inspirando em looks das famosas? E como ganhou tantos seguidores?

O primeiro look inspirado em famosas foi na apresentadora e modelo Ticiane Pinheiro. Tudo começou quando eu estava no IG da Pop-up Store, marca na qual já havia comprado dois shorts iguais para mim e para a Valentina estilo mãe e filha. Quando vi a foto da “Tici” usando o mesmo, salvei a foto pensando que poderia fazer uma combinação semelhante com o meu short, e foi quando me dei conta que Valentina tinha todo o look da foto. Resolvi fotografa-la com ele, fiz a montagem das duas fotos, postei no meu Instagram. Aconteceu que ela além de ver, curtir, comentar ainda compartilhou a foto e começou a nos seguir. A partir daí ganhei muitos seguidores.

A Valentina não reclama de tantas fotos? 
Tirar foto é uma brincadeira. Quando estou colocando a roupa ela pede para ver se está bonita, ou ainda, às vezes dá sua opinião: “essa roupa não, ela é feia”, “essa é ruim”, e faz poses para as fotos. Na hora das fotos ela vai dançando, fazendo graça, caretas, mandando beijo, fazendo bico, pulando e eu vou fotografando tudo, porque tem alguma dessas que será aproveitada para eu postar (Risos). 
Mas claro que como qualquer criança tem dias que ela não quer absolutamente nada e já diz “hoje a Vale não vai tilar fota” e eu respeito a sua vontade, porque faço isso como uma brincadeira, um momento de diversão para mãe e filha. 

Como você faz a seleção das famosas? E quais vocês já fizeram?
Sigo muitas blogueiras e famosas, assim geralmente quando vejo Looks que Valentina tem peças iguais ou parecidas no guarda roupa salvo a foto para montar a inspiração. Ocorre também de seguidores pedirem inspirações em seus ídolos, dai procuro algo no Instagram desses para fazer a inspiração.  
 Além da Ticiane Pinheiro e de algumas blogueiras, já fizemos inspirações na Giovanna Lancellotti, Anitta, Adriane Galisteu, Isabella Fiorentino, Patricia Abravanel, Jaqueline Khury, Alessandra Ambrósio. Essas e outras inclusive já repostaram nossas fotos.
Como são feitas a escolha das peças e serem usadas.  E quanto ao momento das fotos, se programam para fazê-las uma hora do dia?

As fotos são realizadas de uma forma bem espontânea, pois como mencionado tem dias que Valentina não quer saber de fotos. Às vezes está mais manhosa, cansada, preguiçosa (Risos). Então não fazemos nada. Agora tem dias que ela esta super empolgada, e conseguimos fazer várias inspirações no mesmo dia, ou seja, não adianta eu programar nada (Risos).

Geralmente os looks usados para as inspirações, não são os usados para passeio, pois a maioria tem muitos acessórios e adaptações de roupas que nem sempre são como usei para a foto, como por exemplo, brinco que virou colar, cachecol que virou colete, camisetas do lado ao contrário, cintos que são meus. Todos eles são montados em casa e vamos tirar as fotos nas casas vizinhas do condomínio que moramos, ou então vamos até o parquinho para fotografar e já aproveitamos para brincar por lá, ou quando o tempo não ajuda tiramos dentro de casa mesmo. Mas acontece quando a roupa é mais básica e apropriada para o clima daquele dia, saímos com ele mesmo. E fazemos as fotos durante o dia, no momento que ela topar, ou saindo de casa, ou no lugar onde estiver.

De todas as celebridades e blogueiras a se inspirar, qual celebridade vocês mais gostam? 
Galisteu, com certeza! Eu sempre amei a Galisteu, amava copiar os looks dela. Assistia aos programas e curtia muito as produções dela.
Qual look/inspiração que vocês mais gostaram ou que receberam mais curtidas?
 O que eu mais amei foi o da Galisteu, um que ela usa um Trench Coat. 
Já conheceram pessoalmente alguma das celebridades que já se inspiraram?
Já sim. Conheci a ex esposa do jogador Kaká, a  Carol Celico e também a modelo Fernanda Mota, igualmente muito simpáticas, atenciosas e muito bonitas. 
Pelo que vejo, as inspirações são feitas em mulheres adultas. E a quanto a celebridades mirins, já fez alguma? 
Já fiz muitas inspirações em crianças. Na Ana Vitória Zimermman, Clara Castanho, Maísa Silva, e algumas mini fashionistas, amiguinhas do Instagram.
Sobre as mini fashionistas, quais gostam de acompanhar e seguir? 
Cecília do @cecilia_model, Lara e Sofia do @blogdasgemeas, Cléo do @beta_faria, Elle da @babyellestyle, Gabby do @miss_gabby_13 e @samoylovaoxana
Qual celebridade vocês ainda não se inspiraram e que ainda querem?
Quero um look inspirado na Juliana Paes, Aline Moraes e Flávia Alessandra, acho elas lindas.

E quanto as celebridades internacionais? Qual vocês querem ainda se inspirar mas ainda não foi possível?
Suri Cruise, as gêmeas Ashley e Mary Kate Olsen e Elizabeth Olsen que é irmã caçula delas.
E o seu marido, pai da Valentina, o que ele acha da exposição da imagem dela?
Meu marido hoje não fala nada, mas no começo ele implicava com a exposição. Ele não gosta da tal da “Rede Social”. Ele não tem Facebook, Instagram e nem Whastapp, é tipo um homem das cavernas mesmo. (risos). 
As pessoas costumam lhe criticar, como você lida com isso?  
Quanto às criticas, essas não temos como evitar, uma vez que estamos expostas numa rede social, embora eu procure deixar bem claro que alguns dos looks são apenas para as fotos. Para muitas mamães  essas roupas são pouco convencionais em lojas e nem sempre são roupas modinhas para crianças, e acham que uma simples peça de roupa que não tem bichinhos e temas infantis é uma precoce “adutalização” e que faz a criança pular etapas. Dificilmente respondo a esses comentários, uma vez que cada um tem seu ponto de vista e procuro respeitar, e sei que não vale a pena um “bate boca”. Particularmente como mãe não vejo nenhum prejuízo para minha filha tirar foto com essas roupas. Até por que também usa roupas “comuns” para crianças, todavia essas peças têm estampas modernas, e quase nenhuma com temas de filmes e desenhos infantis.

Mas você acha que esta rotina pode prejudicar a Valentina agora ainda criança?  
Tenho certeza que em momento algum isso vai influenciar na infância ou personalidade dela. Ela não usa salto alto, roupa sensual ou maquiagem. Valentina faz tudo que uma criança deve fazer: joga bola, brinca de boneca, pula amarelinha (tudo errado), dança e canta, se suja, brinca de peteca, tenta andar de skate, ama parque, praia e assistir desenhos. E é claro que nestes momentos, ela esta de camisetinha, shorts de malha ou jeans, calça legging ou moletom. Apenas não costumo usar roupas de bichinhos ou de bonequinhas, pois não gosto. Mas se ela pede uma camiseta da Galinha Pintadinha ou da Peppa que ela ama, eu compro e ela usa. 
E quanto às influências, acredito que o pode influenciar negativamente é o que ela assiste na TV, músicas que escuta e o cotidiano dela em casa, pois de que adianta uma criança se vestir como “um bebê” e dentro de seu lar tem os pais brigando, falando palavrão, e dando mal exemplo? Graças a Deus aqui em casa o que não falta é amor, carinho, respeito e educação. Por fim, o que muitos não conseguem compreender, é que tem muitas produções feitas só para fotos, assim como quando se faz um book fotográfico ou um desfile. 

E sobre o seu trabalho com as roupas infantis que leva o nome da Valentina, como começou? Antes disso você comprava muitas roupas? 
Sempre comprei muitas roupas para ela. Acho que chegavam encomendas dos Correios, quase todos os dias das coisas que comprava pela internet. 
E acho que por isso que estou “pobreeee” (Risos). Mas também sempre usei muito as roupas da minha marca que começou como Fashion Baby Valentyna e hoje é a Valentina Cantagalli. 

Quem tiver interesse em conhecer e comprar as peças de sua coleção, qual o contato?

Através do site www.patricynhas.com.br, do IG no Instagram @valetinacantagalli ou pelo e-mail larionda@hotmail.com.
Tags , , , ,