Arquivos da Tag: Atividades Físicas

Correios promovem o Bem Estar em Goiânia

Foi realizado ontem, no Espaço Cultural do edifício-sede dos Correios em Goiânia/GO, o lançamento oficial do projeto piloto Clube de Corrida, Caminhada e Ginástica Funcional.

Em parceria com a Top Eventos, o projeto do Clube de Corrida, é uma ação do Programa de Bem-Estar no Trabalho que busca promover saúde e qualidade de vida por meio da prática de atividades físicas e da adoção de hábitos saudáveis.

Parte dos coordenadores e participantes do projeto
Clube de Corrida, Caminhada e Ginástica Funcional. – Foto: CORREIOS/GO

Todos os participantes receberam as principais informações sobre as atividades, avaliações físicas e consultas com a nutricionista, e serão avaliados por profissionais e professores do departamento de Educação Física e Nutrição da Estácio, antes dos inícios das atividades.

Após a reunião, foi servido um lanche com mini sanduíches saudáveis, suco e salada de frutas. Estive lá para acompanhar a novidade pois quero e pretendo participar das atividades. Em breve trago mais informações!

Tags , , , , , , , , ,

Exercícios Físicos para se fazer em casa

Reprodução/ Organize sem Frescuras

De todas as incertezas na nossa vida, uma é certa: Quem acha que ouvir, “eu te amo” é bom, nunca ouviu; “como você emagreceu”. 

Pois é, todo mundo quer ter uma melhor qualidade de vida, de modo que sempre estão atrás de dicas para emagrecer, e para viver melhor e se for economizar, melhor ainda.
Por isso, o nosso parceiro Givanildo Matias, Personal Trainer e Educador Físico especializado em emagrecimento e condicionamento físico, criou um treino que pode ser feito em casa, por pessoas iniciantes*, usando itens que todo mundo tem.
Então vamos sair do chão? Confira os treinos e que venha uma vida mais feliz e mais significativa:
Exercício 1: Aquecimento: Corrida Estacionada
Duração: 30 segundos
Como fazer: Em pé, corpo ereto, cotovelos flexionados, corra sem sair do lugar, por apenas 30 segundos, em velocidade lenta para moderada. Respeite o limite do seu corpo.
Descanso: 30 segundos – Após a realização do exercício, realize uma pausa, em pé, de 30 segundos.
Exercício 2: Agachamento com cabo de vassoura
Duração: 30 segundos
Como fazer: Em pé, afaste os pés, um pouco além da largura do corpo, pontas dos dedos para frente. Apoie as mãos no cabo de vassoura, que deve estar a sua frente, e realize o agachamento, até os joelhos formarem um ângulo de 90 graus com o chão. Não desça mais e mantenha a coluna e o pescoço eretos, olhando para o horizonte, com os braços na mesma posição, segurando o cabo de vassoura.
Descanso: 30 segundos – Após a realização do exercício, realize uma pausa, em pé, de 30 segundos.
Exercício 3: Tríceps Francês com garrafa pet
Duração: Dez movimentos com cada braço
Como fazer: Em pé, pés afastados na largura do corpo. Segure uma garrafa cheia de água (de 500 ml) ou um pacote de feijão na mão direita. Eleve os braços acima da cabeça e segure o cotovelo direito com a mão esquerda. Faça movimentos de elevar e abaixar a garrafa de água, transportando-a por trás da cabeça. Repita o movimento dez vezes. Faça o mesmo com o outro braço.
Descanso:30 segundos – Após a realização do exercício, realize uma pausa, em pé, de 30 segundos.
Exercício 4: Polichinelo
Duração: 30 segundos
Como fazer: Em pé, corpo ereto, pés próximos, braços ao lado do corpo, cabeça reta, prepare-se para saltar.
Realize saltos, sem intervalo, abrindo as pernas e elevando os braços acima da cabeça, até os polegares se encontrarem (como na foto).
Descanso: 30 segundos – Após a realização do exercício, realize uma pausa, em pé, de 30 segundos.
Exercício 5: Rosca Arnold (para o bíceps) com pacote de feijão ou açúcar
Duração: Dez movimentos
Como fazer: Em pé, pés afastados na largura do corpo. Segure uma garrafa cheia de água (de 500 ml) ou um pacote de feijão (ou açúcar, ou arroz, qualquer um de 1 kg) em cada mão. Com as palmas viradas para cima, eleve apenas os cotovelos (mãos em direção aos ombros), em dez suaves movimentos. Cuidado para manter o braço parado, apenas o antebraço se move.
Descanso: 30 segundos – Após a realização do exercício, realize uma pausa, em pé, de 30 segundos.
Exercício 6: Abdominal chunch com elevação de pernas
Duração: 30 segundos
Como fazer: Deitado de costas numa superfície reta (colchonete ou piso), coloque as mãos sob a cabeça, com os cotovelos alinhados aos ombros. Eleve os joelhos na altura da cintura e forme um ângulo de 90 graus com as pernas, mantendo os dedos dos pés apontados para cima (como na foto). Contraia o abdômen.
Eleve levemente o tronco, sem forçar o pescoço ou os braços: quem deve trabalhar é seu abdômen, que está contraído. É importante tentar não mexer muito as pernas neste exercício, elas são o apoio para você trabalhar os músculos abdominais.
Descanso:30 segundos – Após a realização do exercício, realize uma pausa, em pé, de 30 segundos.
Exercício 7: Flexão de tronco com garrafa pet ou pacote de alimento
Duração: Dez movimentos
Como fazer: Em pé, pés afastados na largura do corpo. Segure uma garrafa cheia de água (de 500 ml) ou um pacote de feijão em cada mão. Flexione o tronco, levando as mãos em direção aos pés. Desça lentamente, sem forçar a coluna ou flexionar os joelhos. Volte à posição inicial lentamente. Repita o movimento por dez vezes.
Descanso:30 segundos – Após a realização do exercício, realize uma pausa, em pé, de 30 segundos.
Sobre Givanildo Matias
O Educador Físico Givanildo Matias, fundador da rede de academias Hiit20, é graduado em Educação Física pela UNICID, pós-graduado em Fisiologia do Exercício pelo ICB-USP, pós-graduado em Gestão Empresarial pela FGV (Fundação Getúlio Vargas), Conselheiro da Sociedade Brasileira de Personal Trainers, palestrante, colunista de veículos de comunicação e autor do livro “Personal Trainer – Como Alavancar suas Vendas e Gerir seu Negócio”. Empreendedor, Matias criou a Test Trainer, primeira rede de franquias de personal trainers do Brasil e, agora, inicia a expansão por franquias da Hiit20, primeira franquia especializada em emagrecimento do Brasil.
*Como todo exercício físico, este também precisa de orientação médica para ser praticado e quem tem lesões nos joelhos, coluna ou ombro, são hipertensos, cardíacos ou possuem outras contraindicações médicas precisam ser avaliados por seus médicos antes de aderirem à modalidade.
Tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Mais Saúde: Como melhorar a alimentação – Off no Colesterol

Tem sendo um desafio para mim perder peso, abaixar o triglicérides e o colesterol ruim. Confesso que apesar de fazer academia, de 3 a 5 vezes por semana, a mesma tem dado resultado sim, mas mais no lado emocional, já o cérebro produz a endorfina, que uma substância natural produzida durante e depois de uma atividade física que regula a emoção e a percepção da dor, ajudando a relaxar e gerando bem estar e prazer. Neste contexto tenho sentido grandes avanços e ajuda imensurável para tratar com a depressão, e pretendo continuar fazendo.

Mas estou devendo com a alimentação, e embora esteja ciente que os alimentos funcionais são nutritivos e saudáveis e atuam na redução do risco de doenças, não tenho uma boa dieta. Sei também que de fato é que esses nutrientes prometem atuar na redução do risco de doenças crônicas, como câncer, diabetes e mal de Alzheimer, além de problemas cardiovasculares, ósseos, inflamatórios e intestinais. Contudo, para você conseguirmos alcançar os benefícios desses alimentos, é preciso consumi-los regularmente. Eita, que desafio!

Mas vamos a luta? Primeiro passo: Evite frituras e embutidos

Pois bem, para beneficiar seu organismo é deixar mais de lado gorduras, frituras e embutidos. E montar um cardápio mais equilibrado, com frutas, grãos integrais, peixes, aves e legumes, já que são as principais fontes dos componentes ativos dos alimentos funcionais.

Imagem: Proteste/Reprodução

No entanto, se você estiver consumindo um alimento funcional com a intenção de controlar o colesterol, por exemplo, apenas terá bons resultados caso ele esteja associado a uma dieta pobre em gordura saturada e colesterol. Isso quer dizer que você deve evitar comer carnes à milanesa, peixe frito, salsicha, salaminho, mortadela, biscoitos, bolos industrializados e queijos amarelos.

Saiba ainda que, para ser considerado um funcional ou alegar propriedade funcional, o alimento deve conter alguns componentes essenciais. Por isso, você precisa ficar atento aos rótulos dos produtos nos supermercados, principalmente dos alimentos processados.

Os ácidos graxos (conhecidos como ômega 3 e ômega 6) – são muito benéficos à nossa saúde. Eles ajudam a reduzir danos vasculares, evitando a formação de coágulos (causadores de trombose) e depósitos de gordura nas artérias, diminuindo o colesterol total e ainda desempenhando um importante papel em alergias e processos inflamatórios.

Você pode encontrar os ácidos graxos com facilidade em óleos vegetais (azeite e óleos de soja, girassol e milho), oleaginosas (amêndoas e castanhas), peixes (atum, anchova, carpa, arenque, salmão e sardinha) frutos do mar, linhaça e cereais.

E então, vamos melhorar nossa alimentação?

Texto: Proteste

Leia também no Blog:

Cuidado com o Colesterol alto!

Os benefícios da Castanha do Pará

 

Tags , , , , , , , , , , , , , ,

Projeto”De Bike” chega a Goiânia

Já faz quase um mês, sim eu sei, mas ainda tá valendo. E a notícia é boa.

É que Prefeitura de Goiânia inaugurou, no mês de dezembro (20/12), na Praça do Sol, no Setor Oeste, o serviço de bicicletas compartilhadas DeBike.

O projeto começou com 15 pontos da área central da cidade, com 150 bicicletas para locação, 10 em cada um dos pontos.

Implantado em parceria com a Unimed, patrocinadora master do projeto, o serviço já começou a funcionar. Segundo o presidente da instituição, Dr. Sizenando da Silva, o DeBike vai de encontro ao interesse da comunidade, um dos princípios que, destaca, norteia o cooperativismo.
Além disso, ressaltou ele, a novidade pode estimular práticas mais saudáveis e contribui para a melhoria da saúde da população. “Esse tipo de parceria tem muito a ver com a Unimed Goiânia, porque nós investimos muito na promoção da saúde e melhoria dos hábitos de vida visando uma saúde melhor para a população”, defendeu ele.

Para o então prefeito Paulo Garcia, o DeBike se insere em uma contexto global de compartilhamento de serviços: “É uma tendência da sociedade atualmente, principalmente da faixa mais jovem da população, de compartilhar os bens e não se apropriar deles definitivamente”. “É um passo na implantação definitiva dos vários modais de mobilidade urbana que existem hoje à nosso dispor”, acrescentou.

Para ele, Goiânia tem o perfil adequado para a implantação do serviço: “Goiânia é uma cidade ideal para o cicloativismo, não tem grandes elevações e desníveis, é de clima agradável. As pessoas às vezes dizem ‘Ah, mas é tão quente’, mas é o contrário”. Na sua opinião, o crescimento da mobilidade por bicicletas é um caminho sem volta. “Hoje o cicloativismo é um passo irreversível que eu tenho a grande satisfação de ter contribuído para que ele evoluísse”, comemorou.

Foto: Bruna Aidar/ Jornal Opção

Ele afirmou ainda que os níveis de depredação do patrimônio dos lugares que receberão as estações é baixo e que acredita que a população abraçará o projeto. “As pessoas se apropriam do serviço como se fosse delas, elas compreendem que esse é um veículo de locomoção importante. Há, normalmente, a degradação dos aparelhos, mas isso está previsto em contrato e há uma substituição”, disse.

Para alugar uma bicicleta pública será preciso ter um smartphone e um cartão de crédito. Em seguida, baixar um aplicativo denominado Gyn Bike (Android) ou Go Bkie (IOS), realizar um cadastro em que deverão ser colocadas informações básicas como: nome completo, RG, CPF, endereço, entre outros detalhes. Sem o smartphone e o cartão de crédito não será possível fazer o cadastro.

Para utilizar o serviço, é possível pagar pela diária (R$ 4), pelo mês (R$ 8), pelo semestre (R$ 35) e pelo ano (R$ 70). O pagamento é feito por cartão de crédito.

A bicicleta pode ser usada por até 60 minutos em dias úteis e por 90 minutos aos domingos e feriados. Depois desse período, é necessário esperar pelo menos 15 minutos para poder voltar a alugar a bike. Se o usuário não a devolver, paga multa de R$ 5.

Veja a lista dos 15 pontos de aluguel de bicicletas:

Paranaíba: Canteiro central da Avenida Goiás, próximo ao Mercado Aberto da Paranaíba, esquina com a Avenida Paranaíba
Bandeirante: Canteiro central da Avenida Goiás, em frente ao Monumento Bandeirante, esquina com a Avenida Anhanguera
Praça Universitária: Estacionamento no anel interno da Praça Universitária, próximo ao Museu da Pontifícia Universidade Católica de Goiás – esquina com a Avenida Universitária
Praça Cívica: Em frente ao Museu de Arte de Goiânia, esquina com a Avenida Universitária
Buritis: Alameda Buritis, em frente ao Bosque dos Buritis, esquina com a Rua Gercina Borges
Praça Tamandaré: Rua 07, oposto ao Banco Bradesco, esquina com a Avenida Assis Chateaubriand
Lago das Rosas: Avenida Assis Chateaubriand, no canteiro central, oposto ao Posto Ipiranga, esquina com a Rua T-07
Unimed: Rua T-07, na Praça Gilson Alves de Souza, esquina com a Rua T-01
Praça do Sol: Rua R-09, na Praça do Sol, oposto ao Cartório Índio Artiaga, esquina com a Rua João de Abreu
Bougainville: Rua 09, em frente ao Shopping Bougainville, esquina com a Rua 36
Marista: Rua 15, oposto ao Centro de Diagnóstico em Radiologia, esquina com a Rua T-55
Areião: Avenida Americano do Brasil, em frente ao Parque Areião, esquina com a Rua 135
Ricardo Paranhos: Canteiro central da Alameda Ricardo Paranhos, oposto ao Restaurante Paim Grill, esquina com a Rua 1128
Vaca Brava: Parque Vaca Brava, na Avenida T-03, oposto à Galeria Pátio do Lago, esquina com a Avenida T-10
T-63: Rotatória da S-01, embaixo do Viaduto João Alves de Queiroz, próximo ao Posto Ale, esquina com a T-63.

“A boa utilização e o cuidado que as pessoas têm tido com o patrimônio público é o que nos permite sonhar em levar a bike para outras partes da cidade. Fazer uma coisa realmente pioneira, como Goiânia sempre fez. Somos uma cidade plana, uma das capitais com maior área verde do País, temos tudo para que isso seja solidificado”, afirmou Sérgio Baiochi, da Unimed.

O diretor lembrou ainda que, para que as bicicletas cheguem a todas as regiões de Goiânia serão necessários mais investimentos da prefeitura, especialmente com a ampliação de ciclovias e ciclofaixas. “Não é possível que as bicicletas sejam um corpo estranho, disputando espaço com os carros nas ruas. Fisicamente, é uma disputa desleal. Mas à medida que as pessoas vão mudando seus hábitos, a demanda cresce e a cultura do pedal vai se tornando uma realidade.”

Pesquisa do grupo Serttel divulgada esta semana mostra que a frequência de uso das bicicletas públicas compartilhadas em Goiânia supera em 50% os índices alcançados em cidades como Buenos Aires, na Argentina, e em cidades dos estados do Rio de Janeiro e São Paulo.

E aí, vamos de Bike? Estou louco pra andar, vamos nessa?

Fonte: Jornal Opção e Diário de Goiás

Saiba mais: De Bike

Tags , , , , , , , ,