DIA DO HOMEM: moda é papo para eles também   Recently updated !



A vaidade masculina segue em alta e impulsiona mercado de roupas para eles. Entre estilos mais ousados e conservadores, o que se tem hoje são homens mais atentos ao visual e a qualidade do que vestem

Um recente levantamento feito pelo Sebrae aponta que 54% dos homens brasileiros se interessam por moda, e que o segmento de vestuário masculino gerou um volume de negócios de R$ 23 bilhões, só em 2018. Os dados mostram que a vaidade dos homens está em alta e continua subindo.

E se é o seu caso, saiba que no próximo dia 15 de julho comemora-se o Dia nacional do Homem, e que tal na data trocar uma ideia com os amigos sobre coisas do tipo: calça jeans skinny ou de corte reto, gola canoa ou em “v”, sapatos derby ou loafers. Pois é, moda também é assunto para eles.

De acordo com Lorena Darrot, diretora de estilo e criação de uma das maiores marcas da moda feminina e masculina de Goiás, a Jean Darrot,  os homens hoje assumem que têm um estilo e fazem questão de demonstrá-lo no seu dia a dia. Ela diz que eles aprenderam o caminho das lojas de moda e hoje recebem atenção especial dessa indústria. “Hoje os homens têm uma preocupação bem maior com sua imagem. Querem ter um visual harmonizado, mas ao mesmo tempo que os faça se sentir bem”, afirma a executiva.

Lorena cita a evolução da própria Jean Darrot, que tem 35 anos de mercado, para demonstrar como interesses dos homens pela moda aumentou. Segundo ela, o público masculino da marca se consolidou nos últimos anos e hoje representa mais de 25% das vendas em todas as lojas, antes, há 20 anos, não chegava a 10%. 

“ Hoje temos um público de 18 até 70 anos, por isso nosso setor de criação busca sempre ser plural quando se trata de moda masculina. No caso do jeans, nosso carro-chefe, temos o modelo clássico com corte reto e mais largo nas pernas,  mas também apostamos em peças mais contemporâneas e com grande procura entre os mais jovens como as calças skinny, bem mais justas, principalmente na altura do tornozelos; ou cropped, com modelagem mais curta; e a jogger, com folga nos quadris e mais curta em baixo”, explica Lorena. 

Goianos
Embora os homens brasileiros estejam cada vez mais ousados, os goianos, aparentemente, preferem usar as opções mais comportadas, conforme explica Emanuel Moraes. “O guarda-roupas do homem goiano tende a ser mais clean, ou seja, a preferência é por peças confortáveis com estampas mais discretas e tradicionais, ou mesmo um visual mais clean e com cores neutras. 

O estilista da marca, Emanuel Moraes, explica que a Jean Darrot sempre foi reconhecida por fazer um jeans mais tradicional. Mas com o tempo a peça ganhou o que ele chama de uma “leve pincelada de perfumaria”, com mais detalhes de acabamento, um pouco mais de cores e designs mais conceituais. Mas independente da evolução do gosto masculino, o estilista destaca que uma coisa é sempre prioridade para eles, quando se fala de vestuário: conforto. “Eles querem peças fáceis de usar, por isso esse jeans clássico ainda é uma forte pedida nas lojas. Entretanto, não podemos fechar os olhos para o novo. Existem aqueles que já estão mais atentos às tendências e tem mais coragem de mesclar essa praticidade à criatividade, por exemplo”, ressalta o profissional. 

De acordo com Regina Alves, gerente geral das lojas da Jean Darrot, o perfil do vestuário masculino mudou muito realmente, mas ela admite que em Goiás isso ocorreu de maneira cautelosa. “É possível observar as nuances de ousadia em alguns clientes, que realmente se jogam em modelagens mais contemporâneas, como as calças skinny e camisas com estampas florais e cores que vão além do azul marinho e preto, como vermelho, rosa e  laranja. Porém, a maioria do nosso público tende mesmo a ser mais conservador. “Os bordados, as estampas silkadas e os jeans mais justos são usados em momentos de festa e descontração. Para o trabalho, o índigo e a camiseta gola pólo são a dupla de sucesso mais procurada em nossas lojas”, revela a gerente.

Regina explica que a marca sempre fabricou peças para homens e mulheres e nos últimos anos a empresa tem projetado maiores investimentos para o segmento masculino, justamente para acompanhar essa demanda de homens que estão dando mais espaço para gastos com roupas. “Desde 1984, quando surgimos, já tínhamos noção que precisaríamos explorar essa fatia de mercado e agora queremos investir mais ainda nesse nicho”, diz a gerente ao citar que hoje a grife tem uma loja exclusiva para vendas masculinas, que fica em Trindade, cidade que também abriga a fábrica da marca. 

Qualidade
Com o aumento do interesse dos homens por moda, a grande maioria hoje não só quer se vestir bem, mas como está muito mais criteriosa com a questão da qualidade. “Se a roupa for boa, posso usa-la por muito tempo sem me preocupar se ela vai estragar na lavagem ou no uso do dia a dia. Como trabalho diretamente com os clientes, tento deixar o meu guarda-roupas o mais confortável possível, mas sem abrir mão da elegância”, revela  Devanir Fernandes Marinho, 59 anos, Corretor de Imóveis em Trindade e cliente da Jean Darrot há quase 30 anos. 

Para o cliente da grife, a praticidade e elegância, são quesitos que ele avalia como indispensáveis num visual masculino. “Quero escolher uma peça boa, bonita e que vai me deixar bem arrumado o dia todo. Então para mim o mais importante é não perder muito tempo pensando no que usar, mas mesmo usando o básico estarei com bom visual”, argumenta.


Sobre a Jean Darrot
Com 35 anos de história, a Jean Darrot tornou-se referência de moda em Goiás. A marca é líder na produção de jeans no Estado de Goiás, sendo também destaque em alfaiataria, desenhada a partir das tendências internacionais de estilo. A empresa fabrica cerca de 40 mil peças por mês, que são distribuídas em suas 22 lojas próprias em Goiás e Tocantins, além de serem revendidas em outros estabelecimentos multimarcas em todo Brasil. No total, são quase 1.000 colaboradores diretos e indiretos, envolvidos com os processos de produção.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *