Arquivos da categoria: TV Globo

O brilho de Larissa Manoela!

Com apenas 16 anos, já participou de 3 peças de Teatro, 3 novelas, 4 discos, 4 dublagens, 6 filmes. E já deu vida a Maria Joaquina, Guilhermina, Dalva, Malu. Além de Bia, Manuela e Isabela. A interprete de tantos personagens, é simplesmente o fenômeno Larissa Manoela, ou simplesmente “Lari”.

Foto: Reprodução/ Site Oficial

Nas livrarias com “O Diário de Larissa Manoela”, ela já ultrapassou a marca de 130 mil livros. Sua carreira na televisão iniciou aos 6 anos de idade, e já passou pela GNT e Globo.

Foto: Reprodução!

No SBT desde 2012, seu contrato vai até 2018. Seu primeiro trabalho, foi quando interpretou Viviane em Corações Feridos. Mas ficou conhecida nacionalmente ao interpretar a mini vilã Maria Joaquina em Carrossel. Que virou até desenho animado, e que teve um spin-off em Patrulha Salvadora. Seu último trabalho, na emissora foi Manuela e Isabela no remake de Cúmplices de um Resgate. Novela campeã de audiência e em licenciamentos, ultrapassando até mesmo Carrossel.

Foto: Reprodução/ SBT

 

Foto: Tríade Jeans

 No cinema atuou com Selton Mello em O Palhaço, e acaba de terminar as gravações no longa Meus Quinze Anos.  Além do dom de atuar, ela também canta e atualmente faz shows pelo Brasil afora.

Site Oficial: Larissamanoela.com.br

Instagram: @lmanoelaoficial: 8 milhões de seguidores;

Facebook: Larissa Manoela News: 1 milhão e meio de seguidores;

Twitter: @larimanoela: 1 milhão de seguidores.

E-mail: contato@larissamanoelaoficial.com.br

Na TV, no Teatro ou nos Palcos a estrela fatura alto também com quase 100 produtos licenciados.

Foto: Thiago Perné Santos e Larissa Manoela, em 2012 – o meu segundo encontro com a estrela..

Já tive o prazer de conhece-la e de reencontra-la. E gostaria de repetir o bis.

E uma coisa é certa: Lari é um doce, se expressa muito bem, tem talento, tem carisma, arrasta multidões por onde passa e soma milhões de seguidores nas redes sociais. Sua estrela à de continuar brilhando!

Foto: Reprodução/ Site Oficial

Leia mais no Blog:

Novo Encontro com Larissa Manoela

Veja São Paulo: O fenômeno da novela “Carrossel”

Catálogo: Larissa Manoela e Jean Campos de Carrossel

Tags , , , , , , , , ,

Especial – Plus Size Masculino: Os acessórios de Tiago Abravanel!

Irreverente, carismático, multifacetado e com talento indiscutível, assim como canta em sua música. E ele é muito mais que filho de Cintia Abravanel e neto de Silvio Santos, é
“Eclético, múltiplo e magnético”.

Ele tem 29 anos, é cantor e ator, foi revelação nos “Melhores do Ano” em 2012, foi o terceiro colocado na “Dança dos Famosos” em 2013. Em seu primeiro single virou Silvio Santos, Lady Gaga, Ney Matogrosso, Xuxa, Michael Jackson, Amy Winehouse, Fred Mercury, Raul Seixas, Beyonce e claro Tim Maia, ele é Tiago Donato Abravanel Corte Gomes ou apenas Tiago Abravanel.

8_BlogdosPernés_AmanhaVouAssim_ThiagoPerneSantos_TiagoAbravanel_ModaparaGordinhos_LookPreto

Foto: Reprodução!

           “Sou preto no branco, mas estou pra vida sem medo de ser… A certeza de que qualquer um pode ser o que quiser todo mundo, pode tudo, se fizer de coração”.

 

Sempre gordinho, hoje ele chama atenção pelas escolhas de acessórios: uma boina, um chapéu, um colar, um colete, um óculo de armação descontraída, uma gravata borboleta ou um sapato colorido. Sim, nós homens também podemos com acessórios que nos ajudam “esconder” a nossa visível inimiga: a barriga. E esse é Tiago Abravanel, nota 10 em acessórios!

Muito mais que um “Pretinho Básico”: Como ele, experimente um look com camisa, calça, blazer e meia, tudo preto.

 

 

6_BlogdosPernés_AmanhaVouAssim_ThiagoPerneSantos_TiagoAbravanel_ModaparaGordinhos_BlackTie

Foto: Rede Globo (Reprodução).

É, está faltando o sapato, que tal usar um sapato de outra cor e chamar atenção para os pés? Pode ser vermelho, azul e verde ou se não for tão ousado pode ser uma cor mais discreta como o marrom. Não gostou e quer usar um sapato preto? Pode também, mas que tal ousar então com meia colorida? BINGO!

2_BlogdosPernés_AmanhaVouAssim_ThiagoPerneSantos_TiagoAbravanel_ModaparaGordinhos_LookPreto_SapatoColorido

Foto: Reprodução!

Deu branco: Falamos do branco também lá no post do Jonah Hill. Não viu? Veja clicando aqui.

E Tiago faz muito mais que apenas usar o todo branco, por hora vai um colete também branco ou de uma cor próxima por baixo do blazer, ou um tênis casual (sim, está liberado um tênis neste estilo com calça e blazer desde que você se sinta bem).

3_BlogdosPernés_AmanhaVouAssim_ThiagoPerneSantos_TiagoAbravanel_ModaparaGordinhos_TodoBranco

Foto: Reprodução!

4_BlogdosPernés_AmanhaVouAssim_ThiagoPerneSantos_TiagoAbravanel_ModaparaGordinhos_TodoBranco

Foto: Reprodução!

E por que não em outro evento mais social, substituir um tênis por um sapato social e combinar tudo isso com uma gravata borboleta? Mas se for num evento mais descontraído, deixar a camisa e casacos abertos e por baixo uma camiseta branca com alguma estampa ou detalhe.

Chapéu, Boina, Colar e Gravata borboleta: Vai para o Oscar, baile de gala ou algum evento que exige “Black-Tie”?

Aposte no smoking, mas chame atenção para a gravata borboleta xadrez. Ela pode ser colorida, estampada, bordada, prateada e por aí vai…

9_BlogdosPernés_AmanhaVouAssim_ThiagoPerneSantos_TiagoAbravanel_ModaparaGordinhos_BlackTie

Foto: Reprodução!

Para o cinema, shopping ou rolezinho com a sua amada: jeans, xadrez, colete, colar e chapéu. São tantas opções e o céu é o limite.

7_BlogdosPernés_AmanhaVouAssim_ThiagoPerneSantos_TiagoAbravanel_ModaparaGordinhos_Colete

Foto: Reprodução!

10_BlogdosPernés_AmanhaVouAssim_ThiagoPerneSantos_TiagoAbravanel_ModaparaGordinhos_

Foto: Reprodução!

5_BlogdosPernés_AmanhaVouAssim_ThiagoPerneSantos_TiagoAbravanel_ModaparaGordinhos_Chapéu_camisaXadrez

Foto: Reprodução!

 

Mas muito mais importante que ser Tiago Abravanel por um dia, é ser você e ser feliz! Invista num sorriso diário.

Este post foi originalmente postado em 21 de novembro de 2014, no site Amanhã Vou Assim.

 

Aquele Abraço e até logo!

Tags , , , , , , , , , , , , ,

Entrevista Inédita: Débora Olivieri

photoDébora Ida Szafran, ou Débora Olivieri como é mais conhecida, tem 58 anos de idade, sendo 42 de atriz. Ela tem duas filhas, a Julia de 31 anos e a Fernanda de 28. Já fez muita teatro, cinema e novela. Namora atualmente o holandês Rudd Dankers, que conheceu através do aplicativo de relacionamentos Tinder.

Quais cuidados que você tomou e que devem ser tomados pelos que usam esse tipo de aplicativo?

Minha filha insistiu para que eu entrasse neste aplicativo e conhecesse alguém interessante. Resisti bastante, mas eu estava há 15 anos sem me relacionar com ninguém e sentia falta de um companheiro.

O Ruud estava no Rio, tinha chegado ao Brasil naquele dia. Procurei na Interpol e na internet tudo o que pudesse ter sobre ele contra ou a favor. Começamos a conversar, saímos e, desde então, sempre que possível estamos juntos. E por incrível que pareça tive muita sorte. Não conseguimos ficar mais de um mês separados e posso dizer que fui sorteada sozinha na Mega Sena, ao encontrar este amor incrível, sincero, honesto e cheio de outros adjetivos absolutos que me fazem feliz e completa.

deborah-olivieri

Débora e Rudd

Por que escolheu atriz, como profissão? Sabe dizer quantas participações em Novelas, Filmes e Teatros? Qual mais gostou?

 Sou atriz há 42 anos e amo o que faço. Acho que foi a profissão que me escolheu. Amo ser atriz, desde criança. Se for contar todas as participações não caberia nesta entrevista. Mas confesso que meu melhor papel é sempre aquele que vivo no momento. Não consigo lhe dizer o melhor deles. Gosto de todos eles. Vivo o presente e dou a cada personagem a vida que ele merece.

Já trabalhou em algo que não gostava? Na sua opinião  qual a importância em trabalhar com o que gostamos? 

Já fui gerente de boutique, tesoureira de banco e trabalhar com o que gosta e viver do que trabalha é tudo na vida. Todos trabalhos que fiz foram necessários para sobreviver, mas junto a isso, sempre fui atriz, tendo começado aos 16 anos. Por sorte, hoje sou independente com na minha profissão, e isso não tem preço.

g1

Com Glória Pires, Thalita Lippi, Thiago Rodrigues e outros colegas de elenco da novela Guerra do Sexos.

213197

Semiramis, a personagem em Guerra dos Sexos. FOTO: Rede Globo.

Quais preparativos que você faz para viver uma personagem? Consegue se desligar da personagem quando acaba a gravação? 

Sou muito dedicada a cada personagem que recebo para viver. Estudo muito e quando saio do teatro, set de filmagem ou TV, deixo os personagens no cabide do camarim e não os levo para casa.

Na TV já foi a Inês de Terra Nostra, Matilde de Aquarela do Brasil, Carmem de Chiquititas, Semiramis de Guerra dos Sexos, e atualmente vive a Ana de Êta Mundo Bom! Qual desses personagens foram mais marcantes?

Viver a Inês de Terra Nostra me deu muito prazer. Talvez posso dizer que que até agora foi o que mais gostei.

Em Chiquititas viveu a vilã Carmem. Também se mudou para Argentina? Como foi trabalhar com crianças?

 Sim, vivi na Argentina por quase 4 anos, e amei essa experiência. Adorei a experiência de trabalhar com crianças e saber que influenciei artisticamente mãos deles. Às vezes encontro o pessoal que agora são adultos, e acho lindo ver a trajetória que cada um deles seguiu.

1998-99

Em Chiquititas ela viveu a Carmem por 3 temporadas e contracenou com muitos artistas talentosos e reconhecidos hoje em dia: como Flávia Monteiro, Oscar Magrini, Fernanda Souza, Jonata Faro, Carla Diaz, Nelson Freitas entre outros. (Foto de 1998, 1ª Temporada da novela)

 

deborah-olivieri-a-rosa

Caracterizada como Rosa, personagem que viveu recentemente no Teatro, na peça de mesmo nome.

Hoje, está novamente na Globo, mas já trabalhou em várias emissoras, passando por SBT, Band e Cultura. O que mudou na TV nos últimos 30 anos na sua opinião para melhor e para pior? O que você acha da programação televisiva hoje? Qual o futuro da TV?

Acho que é um avanço a TV se acoplar com a internet. E creio que quanto mais emissoras e programas alternativos houver, melhor será para o ator que tem mais oportunidades de trabalho e melhor será aos espectadores, no sentido do poder de escolha por ter variedades. Não haverá monotonia e cada um poderia ver o que quiser em que veículo puder ver e a qualquer hora. Muita coisa mudou nestes últimos anos e acho que muito ainda haverá de mudar. Gosto disto: Mudanças e avanços.

debora

Arquivo Pessoal da Atriz.

O que faz e gosta de fazer nos momentos de folga?

Gosto de ir ao cinema e ao teatro. Amo ouvir música, ler e correr, ler. E de vez em quando, não faço nada mesmo (risos).

E viajar? Das Viagens pelo Brasil e mundo: onde já foi? Qual lugar preferido? E onde ainda não foi e quer ir?

Amo viajar e sempre que posso viajo. Já fui a China fazer cinema e adorei a experiência. Na Argentina como já disse, morei por 4 anos, devido as gravações de Chiquititas.

Amo a Holanda e na Europa amo Itália, Espanha, Portugal Quero conhecer mais e mais. Amo também Nova York e confesso que do Brasil conheço pouco. E quero muito viajar um pouco no Brasil e conhecer Natal, O Pantanal, Fernando de Noronha e Inhotim.
Quais os projetos e expectativas para o futuro como atriz, mulher e brasileira?

 Queria muito ver o Brasil sair desta situação tão difícil que se encontra. Queria muito um Brasil sustentável, honesto e diversificado. Queria que o futuro fosse mais saudável e menos desigual.  Meus projetos de futuro são estar sempre com lindos personagens para viver, e muita saúde para sempre estar no ar, no palco e no set de filmagem. Amo trabalhar e é isso que quero. E claro: Mais amor, por favor.

Débora,

Agradecemos o carinho e atenção para conosco. Estamos lisonjeados e muito felizes por poder nos respondido e cedido seu tempo para responder essas perguntas. Desejamos muita saúde, amor e felicidades, pois você merece!

Mande lembranças para o Rudd, para a Luciana e Fernanda.

Abraços!

Continuar lendo

Tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Diva do dia: Betty Lago – Das passarelas a TV

“A gente tem muito mais força do que imagina”, foi uma das frases que ela disse em sua última entrevista em julho de 2015 para o Domingo Espetacular, da TV Record.

Sucesso nas passarelas internacionais nos anos 70 e 80, atriz de filmes e quase 30 novelas, apresentadora de vários programas de TV, ela sempre tinha fé e tanta vontade de vencer um câncer na vesícula que nunca deixou de mostrar um belo sorriso no rosto. Infelizmente o câncer a venceu na madrugada deste domingo, 13/09/2015.

Quando iniciamos o “Diva do Dia” aqui no Blog dos Pernés pensamos em transmitir a alegria, o carisma, a beleza natural e a força das mulheres brasileiras. E naturalmente  ao falar disso, não se esquece dessa mulher fenomenal. Com vocês: Betty Lago.


– “Eu me acho linda de qualquer jeito. E isso ninguém tira de mim. Nem um câncer, disse Betty Lago para a Vogue Brasil. 

A carreira de modelo: 

Depois de ser descoberta pelo fotógrafo Evandro Teixeira, mudou-se para o exterior em 1977. Por 15 anos, brilhou em passarelas do mundo e estampou capas e editoriais de moda de diversas revistas famosas da Itália, França e Estados Unidos. Trabalhou para estilistas como Pierre Cardin e Azzedine Alaïa, Valentino, Thierry Mugler. 

O estilista italiano Valentino Garavani, para quem Betty desfilou várias vezes nos anos 80 em Paris, deu um depoimento ao jornalista Bruno Astuto sobre a ex-modelo e atriz. “Ela foi uma das grandes musas que o Brasil deu à moda”. Completou: “Quando ela andava na passarela, fazia-se silêncio na plateia. Ela não era uma modelo clássica, era como uma imperatriz encantando o público com sua presença, encarnando uma diva nada amigável, com o queixo para cima. Aqueles olhos incríveis olhavam para você com orgulho, além daquele inacreditável nariz aristocrático. Quanta magia! Descanse em paz, minha querida amiga”.
Para a Vogue Itália, em 1987.



“Era uma modelo cheia de personalidade e uma mulher extraordinária. Trabalhou para mim diversas vezes. Fazia parte dessas brasileiras magnéticas“, disse Azzedine Alaïa.


Do glamour do mundo da moda para as novelas:

Ela começou a carreira de atriz na TV Globo, na minissérie “Anos Rebeldes”, em 1992, de Gilberto Braga. Esteve ainda em “Sex Appeal”, “Vira-lata”, “O quinto dos infernos”, “Pé na jaca” e “Guerra e paz” e “Quatro por Quatro” e vários outras.

Em Quatro por Quatro, ela fez a Abigail e uniu forças contra os homens com Babalu (Letícia Spiller), Auxiliadora (Elizabeth Savalla) e Tatiana (Cristiana Oliveira). 
Porém a vingança contra os homens não deu muito certo, tanto é que a última cena do último capítulo elas acabaram no mesmo lugar que estavam no primeiro, na cadeia. Mas a vingança continuaria. 

Na TV fechada, Betty estreou como apresentadora no programa GNT Fashion em 1995, no canal de mesmo nome. No GNT, ela também participou como debatedora dos programas “Saia Justa” e “Pirei – Com Betty Lago”.

A descoberta da doença e a despedida


Ao se descobrir com câncer, Betty não permitiu que a doença tirasse seu sorriso e vontade de viver. Numa entrevista ela disse: Continuo trabalhando loucamente,  “cheia de gás”. Já em relação ao tratamento contra a doença, a artista admitiu que não era fácil encarar os procedimentos médicos. “Ninguém tira um câncer de letra, mas é possível tornar as coisas mais leves”, explicou. “Aprendi a lidar com a situação da melhor maneira possível, acredito que manter o bom humor é fundamental sempre – um câncer não pode ter o poder de tirar sua personalidade, por pior que ele possa se apresentar. Acho que não dá para morrer em vida, se deixar vencer”, finalizou. 

Vários artistas deixaram sua homenagem a Betty, a atriz Luana Piovani se despediu: “Quem a conhece sabe que atrás daquela figura extrovertida e hilária havia uma criança doce. Lembro dela dizendo: ‘Valorize-se Luana! Sempre se imponha, não abaixe a cabeça pra esses wanna be que acham que mandam. Se você se valorizar, todos farão o mesmo’… Conversávamos muito, passeávamos de carro ouvindo as fitas cassetes que ela gravava das rádios americanas e nos tornamos mais cúmplices ainda na época do Saia Justa. Mesmo quando divergíamos, sabíamos que eram opiniões diferentes e só. Nos amávamos e nos admirávamos. Meu coração está tristíssimo, sentirei muita falta dela, mas sei que ela está bem, ao lado do Senhor, rindo pra gente. A gente é que sofre por aqui… Betinha… Te amo”.

O trabalho mais recente da atriz em dramaturgia foi na novela “Pecado Mortal”, da TV Record.

Atualmente, Betty estava participando da quarta temporada do programa “Desafio da Beleza, no Canal GNT,  ao lado da modelo Mari Weickert e do maquiador Daniel Hernandez.



Amigos e parentes da Betty Lago,, foram ao cemitério do Caju, na Zona Portuária do Rio, para a cerimônia de cremação da atriz, que não queria velório. Em meio a muita tristeza e lágrimas, os presentes fizerem questão de frisar a imagem que fica de Betty: humor contagiante e jeito marcante de alegria e irreverência. 

Tags , , , , , , ,

Entrevista Inédita: Stela Freitas

 

Ela deu vida em 1978 a Cuca da primeira versão do Sítio do Pica Pau amarelo, esteve na novela de sucesso “Sassaricando” e no aclamado filme “Central do Brasil”. Hoje com mais de 40 anos de carreira e com 64 anos de idade, ela é mãe da Ana, atriz e diretora brasileira Maristela Andrade Freitas, mais conhecida como Stela Freitas fala da sua vida ao Blog.
Por que escolheu ser atriz?
Desde pequena eu queria ser atriz, foi o que eu fiz apesar das adversidades, nunca desisti. Procurei, estudei e trabalhei muito e continuo até hoje.
O que mudou na TV com o passar do tempo? Essas mudanças foram boas para a classe artística e como é sobreviver disso por tantos anos num país que passa por tantas crises econômicas?
O mundo mudou muito depois internet. Não só a TV, mas também a música, o teatro, e o áudio visual. Todos acabam se adaptando. Não podemos dizer o que será daqui em diante, talvez as novelas mudem.  As séries hoje são muito melhores, as produções independentes estão ocupando espaço. Não existe nenhuma segurança para o artista. Quem quiser segurança deve mudar de profissão, pois vivemos na corda bamba, desde a Idade Média e este é o nosso talento.
Cândida, a personagem aplicada da
“Escolinha do Professor Raimundo

Grandes investimentos são feitos pelas grandes Redes de TV. Mas as vezes penso que a qualidade da programação deixa a desejar, o que pensa sobre isso? O que acha ainda pode ser feito?

A TV aberta se destina a um público de baixa renda mas isso tem mudado. Existem muitas opções na web, as TVs sabem estão testando tudo pela audiência.
Penso que o melhor é apostar na diversidade de programas e no futuro deve ser “On Demand” (cada um escolhe sua programação).
O Sítio do Pica Pau Amarelo”, “Sassaricando”, “Senhora do Destino”, “Escolinha do Professor Raimundo” são alguns destaques da sua carreira. Como é fazer personagens para diferentes públicos? Qual a personagem que mais se identificou até hoje, qual mais gostou de fazer?

Gosto de fazer personagens bem diferentes, para públicos distintos, um exercício muito interessante. Gosto muito de fazer comédia, se for possível faze-lo em novelas (Sassaricando) ou em programas de Humor é muito bom. Mas se o personagem é bom, tanto faz, as vezes o drama pode ser muito rico.

“Carolininha” e Saraiva de Zorra Total
que tinham tolerância zero para perguntas idiotas.
Stella em pé atuando em Escolinha do Professor Raimundo com grandes nomes como Grande Otelo,
Tássia Camargo, Zezé Macedo e Claudia Jimenez – FOTO: Memória GLOBO
No Teatro o que fez que mais gostou?

” Foram tantas peças, tanta coisa boa e que gostei, dentre tantas posso mencionar “Aurora da minha vida”, “O doente imaginário” e “Querida Mamãe”. 
Amo as cenas de sua participação em “Central do Brasil”, onde viveu a Yolanda. Como foi fazer parte de uma produção tão premiada e internacional que mostrou a cara do povo brasileiro e contracenar com grandes nomes?

Central do Brasil foi um filme muito especial, principalmente pela direção de Walter Salles e pelos atores: Fernanda Montenegro, Marilia Pera, Vinícius de Oliveira, Othon Bastos, Mateus Nachtergaele, e muitos outros com menores participações. Tudo era muito bom: o roteiro, a fotografia, a arte, a produção, tudo isso com a direção segura e inspirada do Walter. Eu adorei fazer, era um papel totalmente diferente pra mim. Fernanda é uma grande colega além da generalidade como atriz, isso ajuda muito. Fizemos todas as nossas cenas de primeira.
O que gosta de fazer quando não está gravando?
Sou Coach: Life Coach (ajudo as pessoas realizarem seus sonhos). Gosto de ler, caminhar, fazer exercícios, viajar, sair com amigos, ir ao teatro e cinema.

 

Sobre amizades, tenho certeza que fez muitas amizades com grandes nomes da TV e Teatro, alguma em especial? 

Foram muitas amizades com muitos atores a atrizes incríveis que contracenei nessa trajetória de 40 anos, alguns são amigos queridos desde adolescência, além de grandes atores amigos, entre eles: Edwin Luisi, Cristina Pereira. Mais tarde: Sylvia bandeira, Betty Faria.Álbum:

Stela e um dos grande amigos, Edwin Luisi 

 

 

 

Divulgação de uma peça com a atriz Cássia Linhares
Com a filha Ana Freitas e a grande amiga Sylvia Bandeiras

 

 

Tags , , , , , , , , ,

Crônica: Diga não ao preconceito!


Bom dia, 
Recentemente assistimos na TV e lemos nas redes sociais comentários preconceituosos,  horríveis e nojentos sobre a jornalista do tempo Maria Julia Coutinho, a querida Maju. 

Li uma excelente crônica da jornalista Mônica Raouf El Baye publicada na íntegra aqui sobre o assunto e gostei muito da maioria da idéias, espero que gostem também. Segue as partes que achei mais interessantes:

Eu não sou Maju. É isso mesmo que você está lendo. Gosto muito da apresentadora do tempo do Jornal Nacional, na rede Globo. Maju é charmosa, carismática, desenvolveu um estilo próprio. E, ao contrário de alguns apresentadores que, vira e mexe, aparecem com umas roupas esquisitas, Maju é linda, inteligente e impecável sempre.

Maju é caprichada. Deu um toque de diferença. Conquistou seu lugar. Incomodou? Incomodou como todos os que têm brilho próprio. Como só os que sabem abrir seus caminhos podem fazer.
O que incomodou não foi Maju ser negra. Foi ser boa, brilhante no que faz. Maju poderia ser branca, amarela, verde. Incomodaria de qualquer forma. Porque ela é ótima. Pessoas foscas são velas sem pavio. Na falta de chama própria, sopram para apagar a dos outros. O brilho de quem faz sucesso queima os fracassados como cruz para vampiros.
Maju merece o carinho e as defesas que recebeu. É fácil dizer que é Maju e defender a apresentadora. Difícil é defender os negros pobres. Os que, sem casa, vivem pelas ruas. Os que, sem estudo, perambulam a esmo. Os que, sem saúde, morrem anônimos nas macas públicas.
Não sou Maju. Não enquanto bandido branco riquinho for tratado de “jovem” e “criança” e criança negra pobre for chamada de bandido e marginal.


Maju merece respeito, claro. O preconceito contra Maju é nojento. Precisa ser investigado e punido. Nem tenho dúvida de que serão. Se perderam na pequenez de alma que emburrece as mentes. Mergulhados no azedume que limita horizontes. Só aguardar. Não demora, já vamos saber quem foi.
Dou aula para crianças pobres. Enxergo nelas muitas Majus em potencial: lindas, criativas, inteligentes, falantes. Quantas sobreviverão à falta de saúde? Às balas perdidas? À violência de todo lado? Quantas terão a chance de um futuro minimamente digno com nossa educação cada vez mais sucateada?

É fácil dizer que somos uma Maju que é linda, bem sucedida. E cheirosa! Sim Maju tem jeito de quem é cheirosa. Difícil é ser pobre, feio, mal vestido, fedorento, cheio de remela, sem remédio, sem aula, sem merenda, sem casa, sem família. E ameaçado de ser punido aos dezesseis pelo que não recebeu a vida inteira.

Em linguagem meteorológica, eu diria que a previsão para o amanhã desses meninos é de tempo fechado. Com direito a Raios e tempestades de raivas e ressentimentos para todo lado. Não há porque se espantar. Quem planta ventos, colhe mesmo tempestades.
Vocês todos que são Maju, sejam também Maria, Ana, Jessica, Wesley, Samantha, Jenifer, Jefferson, Kettlen, Uoston. Sejam todos os meninos sem rosto e sem nome que a gente finge não ver.
Quem sabe dessa forma, o tempo ameniza para o lado deles. As nuvens se dissipem. E eles também consigam, um dia, chegar a ser Maju. Essa é uma cena que eu aplaudiria de pé.


Também anseio um dia que não teremos preconceito e desigualdade. Aprendi na Bíblia que este dia está perto. Para saber mais, acesse o site das Testemunhas de Jeová: Jw.org

Tags