Ao meu pai, com carinho!

Papai,
Gostava tanto de Você
 Tim Maia
Nem sei porque você se foi
Quantas saudades eu senti
E de tristezas vou viver
E aquele adeus, não pude dar
Você marcou em minha vida
Viveu, morreu na minha história
Chego a ter medo do futuro
E da solidão, que em minha porta bate
E eu
Gostava tanto de você
Gostava tanto de você
Eu corro fujo desta sombra
Em sonhos vejo este passado
E na parede do meu quarto
Ainda está o seu retrato
Quero ver pra não lembrar
Pensei até em me mudar
Lugar qualquer que não exista
O pensamento em você
E eu
Gostava tanto de você
Gostava tanto de você
Não sei porque você se foi
Quantas saudades eu senti
E de tristezas vou viver
E aquele adeus, não pude dar
Você marcou em minha vida
Viveu, morreu na minha história
Chego a ter medo do futuro
E da solidão, que em minha porta bate
E eu
Gostava tanto de você
Gostava tanto de você
Eu corro fujo desta sombra
Em sonhos vejo este passado
E na parede do meu quarto
Ainda está o seu retrato
Eu quero ver pra não lembrar
Pensei até em me mudar
Lugar qualquer que não exista
O pensamento em você
E eu
Gostava tanto de você
Gostava tanto de você
E eu gostava tanto de você
E eu gostava tanto de você
Eu gostava tanto de você
Eu gostava tanto de você
Eu gostava, eu gostava
Eu gostava tanto de você
Eu gostava tanto de você
Gostava tanto
Eu gostava tanto de você
Eu gostava
Já são, 9 anos sem você.
Que saudades!
*Compositor: Edson Trindade
Letra de Gostava Tanto De Você © Irmaos Vitale S.A. – Industria E Comercio

Pets: Porque que amamos tanto os animais?

Na psicologia, o laço que une mãe e filho é chamado de apego. E este é um tipo de vínculo em que os adultos transmitem segurança, conforto e proteção, para que as crianças explorem seus sentimentos e desenvolvam sua identidade em segurança.

Imagem: Reprodução

Já em relação ao amor de humanos e animais,  alguns especialistas ficam Intrigados simplesmente pelo fato de muitos proprietários tratarem seus animais como filhos,  e cogitam a possibilidade de que a ligação emocional entre humanos e seus animais seja do mesmo tipo da que temos com nossa prole.

Na minha casa sempre tivemos animais, e sempre doamos amor e recebemos o amor destes. E com o tempo se foram tantos amores e muitas boas lembranças ficaram registradas em minha memória. Bianca, Pretinha, Maguila, Duque e Leopoldo foram alguns deles que não mediram seu amor, segurança e cuidado para comigo, minha casa e minha família. E não posso esquecer o atual amorzinho e energético vira lata: Napoleão.

Então mesmo que os cães não se comportam como nossos filhos – sugere-se que nós, emocionalmente, os percebemos assim. De modo que é muito óbvio que eu acredito e acredito firmemente que a ligação a ligação emocional entre humanos e seus animais seja do mesmo tipo da de pais para filhos. Afinal nós donos de pets também recebemos destes queridões um abraço, um beijo e um afago e porque não um “que bom que você voltou, estava com saudades” e “eu te amo”. É, e recebemos tudo isso, mas estes são em forma de um olhar amoroso, um carinhoso chamego, uma lambida, vários latidos/ miados e também várias balançadas de rabo e pulos de alegria. Uma coisa é certa não estamos imunes ao amor dos animais. Viva os bichos!

E aí na sua casa, qual seu bicho preferido e qual o nome dele? Conte pra gente nos comentários.

Leia mais:

Veja também:

Adoção de Animais – ONG’s e Voluntários do Brasil

Macacos me mordam – profissão fotógrafo!

Cães que virariam comida na Coreia são resgatados

 

Quando os surdos ouvirão – uma esperança segura

Ser surdo pode ser desafiador, e já contei aqui,  aqui e aqui sobre alguns dos desafios que carregamos por não compreendermos os sons ou por não sermos compreendidos. Uma coisa é certa, pode ser ainda mais difícil se não entendemos o motivo de nossas limitações auditivas. Talvez culpamos a Deus, ou pensamos que estamos sendo castigados por pecados de nossos pais ou antepassados. Tudo isso não passa de mentiras que um anjo muito mal, conhecido na Bíblia como Satanás, quer que acreditamos.

A verdade é que nascemos imperfeitos e tudo que passamos é em decorrência do pecado de Adão e Eva, logo no inicio da história humana –  Romanos 5:12.

Mas não é o fim, ainda temos esperanças. Já pensou em poder ouvir novamente? Isaías 35:5 diz: Naquele tempo se (…) destaparão os ouvidos dos surdos.  Esteja certo que esta esperança é segura e há de acontecer em breve.

Aqui na minha família, temos vários surdos, inclusive eu e minha mãe que acreditamos firmemente nessa promessa. Tanto é que pedimos para o artista e amigo Winston Marcos*, nos retratar num futuro próximo quando seremos perfeitos, poderemos ouvir, e até cantar, vamos ver o resultado?

*Sobre o Artista:

Winston Marcos é artista gráfico, tem 20 anos e mora em Sooretama/ES. Por meio do Photoshop, ele dá vida a suas imaginações e sentimentos. Ele acredita que um trabalho perfeito se faz bastante cuidado e meticulosa atenção. Winston também é Testemunha de Jeová, e assim como nós aqui, tem esperança de viver para sempre na terra. – Apocalipse 21:4.

Contato: (27) 99790-0566

Férias 2017 – Canela/RS: Foto à Moda Antiga

Já conhece a Foto à moda Antiga?

Então, estive em Gramado e Canela neste mês de Julho 2017, e eu e minha mãe tivemos a oportunidade de fazer umas fotos temáticas com o fotografo Mario Bertolucci. Vamos ao resultado?

Além de super competente e simpático, o serviço do Mário é eficiente e a entrega é garantida. Ele também foi super paciente conosco, uma vez que não escutamos direito, e explicou várias vezes. Eu e minha mãe amamos, e indicamos.

Quem for ao Sul, aproveitar as belezas de Gramado em Canela, devem aproveitar.

_______________________________________________________________________________________________________________________________Serviço: Foto à moda Antiga por Mário Bertolucci

Apenas: R$ 20 por tema – Todos os dias, das 09:00 as 19:00.

http://fotoamodaantiga.blogspot.com.br/

Próximo ao Museu da Moda e o Mundo a Vapor – Canela/ RS, Brazil

Contato: Tel: (54) 999572427 – mariobertolucci@gmail.com

Os “limites” e a educação dos filhos!

Encontrei no site “Refletir” um artigo bem interessante.

Trata-se de uma discussão entre duas mulheres que aconteceu porque o filho da primeira mulher foi visitar a casa da segunda mulher e, após ser impedido de brincar com um boneco a criança correu para a mãe que por sua vez, furiosa, foi tirar satisfações com a outra mulher no WhatsApp. Os prints da conversa vazaram na internet e a história viralizou abrindo um novo debate sobre “limites”. Vamos aos fatos?

Resumindo: 

A criança queria brincar com um objeto que independente do valor, pertencia a outra pessoa e, após ser avisada que não poderia mexer naquele objeto, ela foi chorar nos ouvidos da mãe. A criança podia ter aceitado o “não”, mas na mãe ela sabia que encontraria uma via para conseguir o que queria.

A criança sem ser convidada, invadiu o espaço de outra pessoa, o que pode ser natural. Veja bem: natural, não certo ou aceitável.

E sem tomar partido de nada, creio que mesmo que a mãe não entendesse a atitude da outra mulher o objeto era dela, de modo que cabia a mãe ensinar o filho onde termina os seus direitos e onde começa o direitos dos demais, e ainda ensinar a respeitar os outros e seus pertences. Ou seja, gostando ou não gostando, o correto seria respeitar a decisão da proprietária. 

Pois no momento que a mãe compra a briga ela está passando uma mensagem para o filho: a de que todas as pessoas precisam satisfaze-lo. E ao saber disso, a criança começa a testar os limites dados pelos pais, até aonde ela pode ir.

Ainda não sou pai, mas entendo que os pais sempre querem evitar que os filhos passem por qualquer tipo de desgosto. Mas, se a criança não tem estrutura para lidar com um simples “não”, como será esse adulto? Na vida, ouvimos mais “não” do que “sim” e a criança precisa estar preparada para a realidade, já que os pais não vão estar lá, no futuro, para facilitar as coisas. Então, no ato nobre de educar são os pais que tem essa difícil tarefa, de colocar freios. Se os pais se omitirem nesse importante papel, quem o fará? Senão, todos viramos reféns da criança, só podendo dizer “sim”? Se disser não, ela chora até conseguir o que quer.

O Dr. Stanton Samenow, que já trabalhou com jovens problemáticos durante muitos anos, diz: “Alguns pais acham que os filhos devem fazer o que bem entenderem. Eles acreditam ingenuamente que lhes impor obrigações ou condições os privaria de viver a infância. Mas não lhes impor limites pode ter trágicas conseqüências. Esses pais não entendem que o menino ou menina que não recebe quase nenhuma disciplina talvez ache difícil ter autodisciplina.”

De fato, a educação evoluiu em muitos pontos mas, nessa hora, vale a pena lembrar da sabedoria de nossos pais e avós. Eles não nos davam tudo o que queríamos. Então, não é possível encontrar um equilíbrio? Senão, criaremos uma geração de pessoas emocionalmente frágeis. Portanto, de vez em quando, os pais precisam reavaliar os métodos de instrução e de disciplina, em especial à medida que os filhos crescem e começam a mostrar sinais de maturidade. Talvez seja o caso de afrouxar ou ajustar determinadas regras ou restrições, conforme os jovens vão se mostrando mais responsáveis.

Educar não é fácil e é sempre mais confortável dizer sim para uma criança que amamos tanto. Mas não podemos esquecer: dizer não também é um ato de amor. É elogiável que muitos pais estejam se esforçando para ser uma força positiva e uma presença significativa na vida dos filhos.

A Bíblia é uma ferramenta muito valiosa nesse aspecto. Já ajudou não só muitos pais a cumprir seu papel, mas também muitos jovens a evitar armadilhas desastrosas. (Deuteronômio 6:6-9; Salmo 119:9) Visto que a Bíblia vem do Criador, Jeová Deus, podemos ter certeza de que ela dá a melhor ajuda possível para os jovens de hoje.*

Os textos acima foram feitos mediante consulta as matérias originais, para ler mais:

Veja também:

 

O que seria tatuado na nossa testa?

Relaciona-se!

 

A verdade é que estamos tão envolvidos com a tecnologia e redes sociais e todos benefícios que estas nos proporcionam que acaba que nos afastam de quem realmente importa: nossa família e amigos.

É importante lembrar que em um relacionamento seja ele de pai/ mãe e filhos, marido e mulher ou até de amizade que sejam reforçados os sentimentos que envolvem essa relação. Seja como for que tal chegar na pessoa que você ama, ou até no colega de trabalho que está do seu lado e dizer calorosamente: Eu me importo com você?

Quantos “Eu te amo”, você já falou de coração esse mês?

Não vamos permitir, que a frieza, a distância ou o que for afaste de quem nos da ou já deu a mão quando mais precisamos!

Dicas de Lazer em Goiânia – para crianças e adultos!

 Quem fica em Goiânia e Aparecida de Goiânia durante as férias escolares pode contar com várias opções para se divertir. Não faltam programas no mês de janeiro para crianças e adolescentes, e sendo que muitas delas podem ser acompanhados por adultos.

As atividades são para todos os gostos, pois envolvem desde programas modernos, como batalhas de robôs, a feira de livros. E o melhor há várias opções gratuitas.

Confira algumas atividades disponíveis durante as férias na Região Metropolitana de Goiânia:

Mutirama e teleférico
O Parque Mutirama teve o horário ampliado e funciona de terça a domingo das 9h às 18h. O público pode aproveitar 29 atrações, como roda-gigante, montanha-russa e autorama e o parque dos dinossauros. A entrada custa R$ 8 para crianças com idade entre 3 e 12 anos. A partir de 12 anos, é cobrado R$ 16 pelo ingresso. Há meia-entrada para estudantes.

Já o teleférico custa R$ 3 para crianças com idade entre 3 e 12 anos. A partir de 12 anos, é cobrado R$ 6. Há meia-entrada para estudantes.

Parque Mutirama, Goiânia, Goiás (Foto: Divulgação/Mutirama)
Parque Mutirama é uma das opções de lazer durante as férias em Goiânia (Foto: Divulgação/Mutirama)

Zoológico
O zoológico também teve o horário de funcionamento ampliado durante o período de férias escolares. Ele abre de terça-feira a domingo, das 9h às 18h. O ingresso custa R$ 5. O público pode visitar mais de 500 animais de várias espécies e de vários lugares do mundo. Informações pelo telefone 3524-2390.

Projeto apresentado por vereador propoe o fechamento do zoológico de Goiânia, Goiás (Foto: Vitor Santana/G1)
Zoológico de Goiânia tem horário de funcionamento ampliado nas férias (Foto: Vitor Santana/G1)

Gibiteca Jorge Braga
Para quem gosta de histórias em quadrinhos, seja de Turma da Mônica a Super Heróis, a Gibiteca Jorge Braga é uma boa opção. Reunindo um acervo de mais de 6 mil gibis e 8 mil livros, o local recebe crianças, jovens e adultos apaixonados pela leitura. O público pode também levar livros para casa, apresentando comprovante de endereço, RG e CPF. Já as HQs não podem ser retiradas.

Local: Centro Cultural Marieta Telles, na Praça Cívica
Horário: de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 17h
Entrada gratuita
Informações: 3201-4640

Patrulha Canina no Goiânia Shopping
O projeto consiste em um circuito de atividades interativas, inspirado na animação de mesmo nome do canal Nickelodeon. A patrulha propõe que as crianças cumpram certas missões, como resgatar os filhotes presos e perdidos e apagar “incêndios”.

A atração é voltada para crianças de 4 a 12 anos. Acompanhada por monitores, cada sessão comporta até 12 pessoas e dura 30 minutos.

Local: Praça de eventos do shopping, que fica na Avenida T-10, Setor Bueno, Goiânia
Data: entre os dias 12 de janeiro e 8 de fevereiro
Horário: O circuito funciona de segunda-feira a domingo, das 14 às 20 horas, com sessões de 30 minutos.
Entrada gratuita.

Batalha de robôs reúne pessoas de todas as idades em shopping de Goiânia (Foto: Divulgação/ Buriti Shopping)
Batalha de robôs reúne pessoas de todas as idades em shopping  (Foto: Divulgação/ Buriti Shopping)

Buriti Shopping
– Batalha de Gigantes

Uma arena temática é palco para a batalha virtual com robôs. Podem participar pessoas de todas as idades, sendo que é preciso ter cinco jogadores por rodada. Cada um possui o controle da própria máquina, que possui sonorização, metralhadora laser e indicador de pontuação. Vende o robô que receber menos tiros.

Local: Praça de eventos do Buriti Shopping, Avenida Rio Verde, Qd. 102, Vila São Tomaz, Aparecida de Goiânia
Data: até o dia 28 de fevereiro
Horário: das 10h às 22h de segunda a sexta-feira. Já aos domingos, funciona das 11h às 22h.
Valor: R$ 13

– Exposição Internacional – Dragões
Estão expostas no shopping dez réplicas robotizadas de dragões. Eles emitem sons, contam com movimentos da cauda, asas, membros superiores e inferiores, sendo que alguns soltam fumaça pela boca. O maior deles conta com cinco metros de altura e oito de comprimento.

Local: Buriti Shopping, Avenida Rio Verde, Qd. 102, Vila São Tomaz, Aparecida de Goiânia
Data: até o dia 5 de fevereiro
Horário: o shopping funciona das 10h às 22h de segunda a sexta-feira. Já aos domingos, abre das 11h às 22h.
Exposição gratuita

Dragões estão expostos pelo Buriti Shopping em Aparecida de Goiânia, Goiás (Foto: Divulgação/ Buriti Shopping)
Dragões estão expostos pelo Buriti Shopping (Foto: Divulgação/ Buriti Shopping)

– Pista de patinação
A pista de patinação funciona no estacionamento externo do shopping.  O aluguel dos patins custa R$ 10,00 por hora. Além disso, é preciso pagar R$ 5 para entrar na pista e patinar por tempo indeterminado.

Local: estacionamento externo do Buriti Shopping, Avenida Rio Verde, Qd. 102, Vila São Tomaz, Aparecida de Goiânia
Data: até o dia 31 de janeiro
Horário: de segunda a quarta-feira das 10h às 22h, e de quinta-feira a domingo das 10h às 00h
Valor: R$ 10 o aluguel do patins por uma hora. Além disso, é preciso pagar R$ 5 para entrar na pista.

Parques
Goiânia tem diversos parques para passeios ao ar livre e também pratica esportiva. Nos locais é possível fazer piqueniques, caminhadas, andar de bicicleta e em alguns, até jogar vôlei e futebol. Veja a lista com algumas das áreas verdes da capital.

– Parque Flamboyant – Avenida H, no Jardim Goiás
– Parque Beija-flor – Avenida Venerando de Freitas Borges, no Setor Jaó
– Bosque Bougainville – Avenida dos Flamboyants, no Parque das Laranjeiras
– Parque Carmo Bernardes – Avenida Parque Atheneu, no Parque Atheneu
– Parque Cascavel – Avenida Guarapari, no Jardim Atlântico
– Bosque dos Buritis – Avenida Assis Chateaubriant, Setor Oeste
– Parque Vaca Brava – Avenida T-10, Setor Bueno
– Lago das Rosas – Alameda das Rosas, Setor Central

Infectados moram nas proximidades ou frequentam o Parque Flamboyant (Foto: Fernanda Borges/G1)
Parque Flamboyant é um dos cartões postais de Goiânia (Foto: Fernanda Borges/G1)

Férias literárias no Araguaia Shopping
A feira Top Livros oferece obras que custam R$ 10. A exposição deve contar com mais de 20 mil exemplares de diversos gêneros, desde os infantis aos clássicos da literatura.

Local: Praça central do Araguaia Shopping, que fica na Rua 44, no Setor Central, em Goiânia
Data: do dia 7 de janeiro a 5 de fevereiro
Horário: A feira está aberta de segunda-feira a sábado, das 10 às 22 horas, e aos domingos, das 11 às 19 horas.
A entrada gratuita, mas cada obra custa R$ 10.

Livros são vendidos com preço único em feira em shopping de Goiânia, Goiás (Foto: Divulgação/ Araguaia Shopping)
Livros são vendidos por R$ 10 em feira de shopping  (Foto: Divulgação/ Araguaia Shopping)

Passeio das Águas Shopping

Invasão Alien 
A atração consiste em um labirinto com inúmeros corredores que reservam aos participantes surpresas como luzes, passagens secretas e músicas de fundo com efeitos especiais. Os desbravadores podem formar grupos de até seis pessoas e escolher entre as cinco modalidades para entrar no labirinto: Coragem, Perdidão, Noturno, Encurralados e Blackout.

Podem participar pessoas de todas as faixas etárias. No entanto, a atração não é recomendada para gestantes, hipertensos, cardíacos e crianças abaixo de sete anos desacompanhadas dos responsáveis.

Valor: R$ 10

Jump Mania

O Jump Mania é um lugar único e exclusivamente projetado para sua alegria e diversão. As experiências transmitem uma dose inigualável de adrenalina, aventurae liberdade, vividas sobre trampolins. Uma ideia sem igual que virou a cabeça de jovens e adultos em países como: EUA, CANADÁ E AUSTRÁLIA.

Valor: R$ 40 para 1 hora e R$ 50 para 2 horas.

Cars4Kids

Para crianças de até 30 kg’S, é possível fazer passeio em carros em miniaturas motorizados, podendo ser uma dirigido por eles ou para os pais amantes de carros, via controle remoto. A frota é composta de Kombi, Audi, Mini Cooper e BMW.

Local: Passeio das Águas Shopping, que está localizado na Avenida Perimetral Norte, Fazenda Caveiras, Goiânia.
Horário: de segunda a sexta, das 14h às 22h, aos sábados, das 12h às 22h, e aos domingos das 12h às 21h.

Animal Tour
Crianças e adultos com até 90 kg podem passear em animais de pelúcia motorizados.

Os brinquedos são alimentados com bateria de baixa voltagem e têm velocidade aproximada de 2 km/h. Crianças com menos de 5 anos precisam estar acompanhadas de um adulto.

Valor: R$ 20 a ficha que dura oito minutos.

Local:Shoppings Passeio das Águas, Flamboyant, Buriti e Goiânia Shopping.

Ita Center Park

O parque é uma opção para quem busca brinquedos radicais. Entre as atrações estão montanha-russa com loop, barco, bate-bate, trem fantasma entre outras opções. Os equipamentos prometem deixar o público de cabeça pra baixo há vários metros de altura, garantindo adrenalina a todos.

O Ita funciona diariamente, das 14h às 22h, na área externa do Shopping Flamboyant. O ingresso custa R$ 70 por pessoa, mas quem for acompanhado, paga meia entrada.

Patins e Skate no Oscar Niemeyer e Pista no Autódromo.

Todos os dias, entrada franca. Até as 22 hs.

Fonte: G/1 

Edição: Blog dos Pernés

Entrevista Inédita: Julyana Mendes — A mãe de Sete.

A matemática faz parte das nossas vidas. E gostando ou não os números. E juntamente com eles vem as contas de somar, multiplicar, subtrair e dividir. Quase ninguém é fã, é verdade, mas hoje vamos falar de uma soma e números bem legais, pois é de uma família muito especial.

Um dos números, é o 40. Que é a idade da super mamãe Julyana. Ela já está mais que acostumada com números, e nem estamos falando de contas e despesas!

21 é a idade do Pedrão seu primogênito, fruto do seu primeiro casamento.

img_1680

É, aí vai mais um número: 3 casamentos.

No segundo, vieram o Luís Felipe e depois o João Eduardo hoje com 13 e 10 anos. Depois foi o “Hoje é dia de Maria, com 3 lindas Marias: Maria Carolina, Maria Eduarda e a Maria Fernanda, que chegaram todas de uma só vez, gestação trigemelar. E mais um número na vida dessa família: 7 anos cada uma.

Dai veio o terceiro casamento com o Kleber, e acrescentou mais uma Maria, dessa vez a Maria Beatriz, com quase 1 aninho.

img_1681
À espera de Bia!

Na matemática, 3+4 é 7. E ele vem depois do 6 e antes do 8.

No Futebol, 7 é o número da camisa que os craques Zagalo, Robinho, Hulk, Lucas e Bebeto em pelo menos uma vez na história do futebol brasileiro.

Na música, a cantora Rita Lee já fez as contas: 7 dias da semana, 7 notas musicais, 7 anjos, 7 sombras, 7 pecados capitais… 7 e 7 são 14, com mais 7, 21.

img_1696
Pra não esquecermos de ninguém. E não esqueçam os números!

7 está presente nas nossas vidas e é o número perfeito da mamãe Julyana. E hoje ela conta para o bloguinho a incrível rotina de ter 7 filhos.

Profissão: ser mãe? Será que existe o que “nasci para isso”? Já se imaginou ser mulher sem filhos?

Minha profissão hoje é essa. Mais que isso: uma missão que eu nunca planejei. Mas aconteceu.
Sonhei ser executiva, viajar, e ser influente. Sonhei ser meu pai. Hoje sou minha mãe. Eram duas referências para mim e nunca imaginei seguir a segunda. Mas foi uma escolha que hoje tenho certeza, acertada. Até porque é mais completa, já que inclui nisso ser palestrante e compartilhar minha experiência com outras mães.

img_1683

1, 2, 3, 6, 7 – Qual a maior dificuldade em ter 7 filhos? Já chegou a desesperar com tipo: “Aí meu Deus, não estou dando conta”?

São duas as maiores dificuldades: a financeira, óbvio. Que é tudo muito planejado, apertado e escolhido. E a de atender a demanda de 7 pessoas diferentes e que te exigem o tempo todo. Trabalho impossível e que hoje sei ser desnecessário. Não precisamos atender 100% da demanda deles, nem se pudéssemos.

img_1687

Do lado financeiro, quais dicas que você dá para outras famílias grandes para não estourar o orçamento?

Quanto ao financeiro, como já mencionei, fala-se de planejamento. De cuidado com excessos. De valorizar tudo.
Presentes só em dias especiais e não são os mais caros. O casal tem que estar alinhado e conversando o tempo todo entre eles e lógico que a medida que forem crescendo as crianças tambem devem ser envolvidas.

Qual a rotina da mãe de 7 com filhos de personalidades diferentes?
Tem um que exige mais atenção, ou dá mais e menos trabalho em casa ou escola?

Planejada, já que assim fica mais fácil.
Minha rotina é organizada de acordo com as atividades deles. Assim consigo organizar a minha.

Todos exigem atenção. Um na carência, outro nos estudos, outro mais tímido. Depende  muito do dia até do turno (kkkk). Assim fico me alternando.

img_1692

Nas redes sociais, vemos a rotina de férias das crianças. Se não tem viagem, eles ficam entediados?

A não ser final do ano que viajamos juntos para um lugar que a família tem casa. Dai não pagamos hospedagem (kkkkkk). Nas outras férias a aqui em casa é em casa. E fazemos programas juntos, e por eles serem muitos caseiros, se entediam com menos facilidade.

img_1691
Os 7, se preparando pra entrar na piscina!
img_1693
Muita diversão!
img_1684
E dentro de casa!
img_1688
Hora só das meninas: Clube das Luluzinhas!

As pessoas costumam lhe criticar pela quantidade de filhos, talvez ser considerarem ser demais para uma única mãe? Qual a maior dificuldade para criar filhos responsáveis e generosos neste mundo cheio de mal exemplo?

Não recebo críticas não. Espanto, surpresa sim. Mas crítica não.
Se você está em casa, passa valores, observa o dia a dia, o mundo é real, tem exemplos ruim, mas eles irão saber lidar com isso e fazer escolhas melhores. Valores, isso é essencial!

Os meninos estão cada dia maiores, e aos poucos vão tornando “independentes”. O Pedro por exemplo, já está na faculdade e vai criando “asas”… E no futuro as meninas. Como se sente, em saber que um dia vão sair de casa e ter sua própria família?

Não penso muito sobre isso. Mas a ideia é prepará-los para irem mesmo. Para viver e serem felizes. Vou sentir, óbvio, mas tem muito tempo ainda para me acostumar. Bia mesmo, só tem 1 aninho, vamos aproveitar muito.

E como é ser mãe e ainda assim ter tempo para você como mulher e esposa?

Ser mãe, é prioridade para mim, entende? Mas eu organizo a rotina para não me descuidar e mais que isso conto com ajuda, muita ajuda, de mãe, de sogra e de tia, para poder estar sempre cuidando de mim e saindo com o marido.

img_1685
Momento a 2!

Como surgiu a ideia das redes sociais, e qual foi o segredo para atrair tantos seguidores e curiosos? E o seu marido, o que ele acha da exposição da imagem de seus filhos?

As redes sociais é um projeto grande, que surgiu quase sem querer. Quando vi foi crescendo. Sou atípica e isso chama atenção, normal. A exposição não me incomoda, nem ao meu marido, pois existem limites para ela e tenho cuidado com isso.

img_1690
Família reunida!

Quando não é mãe, mulher e esposa, o que você faz?

Meu trabalho hoje é o projeto “Mãe de Sete” que hoje é mais que o Instagram. São as palestras que participo com o objetivo de ampliar informações, de compartilhar experiências e de aprender com mães de todo o país.

E voltando ao o que é ser mãe de sete…

Ser mãe é estar presente, olhar no olho. Enquanto uma criança brinca ela te olha no olho, 30 vezes no período de 1 hora. Ela quer aprovacão, que você a veja. Se nesse período, vc esta no celular por exemplo, perde muito.

img_1686
O número perfeito da Ju: 7!

E de todas as coisas que já amou, existe o amor maior de mãe para filho?

Então, amor de mãe é estar presente quando estiver. Não é o dia todo, é qualidade de tempo, não quantidade. Amor de mãe não há igual e não me vejo sem meus filhos.


 Ju, 

Que Deus abençoe bastante, para que possa continuar mostrando amor, zelo e abnegação a sua família. Que todos vocês tenham muitá saúde, e sejam muito felizes! 

Obrigado pelo tempo dispensado em responder os vários e-mails e mensagens!


Entrevista Concedida por e-mail pela mamãe Julyana em Novembro/2016 ao Blog dos Pernés. — Todas as Fotos foram autorizadas a reprodução e foram retiradas do Instagram @maedesete.

Mini Fashion Bloggers GO, vem aí!

Hoje vamos contar uma super novidade. E estamos super orgulhosos em informá-Los que  estaremos cobrindo um super evento!

Rufem os tambores. É de arrasar:

IMG_1519

Não é demais essa nossa logo? Foi feita com muito capricho da nossa parceria lá da Bahia, obrigado ao pessoal da Texto Impresso.

E voltando a falar desse grande evento, ele vai acontecer no dia 12/11/2016, a apartir das 13 horas. Trata-se de um lugar tão lindo e maravilhoso que estamos super ansiosos para este encontro. Que tal estarem com a gente?

Além de tirar muitas fotos conosco, poderão relaxar nas piscinas, andar a cavalo, visitar os animais na mini fazendinha e várias outras atrações.

E os participantes, os parceiros, as atividades do dia? Em breve contaremos tudo, “”tim tim por tim tim”.

Língua de Sinais para o seu bebê!

Em parceria com a nossa amiga virtual Fernanda Bastos, lá do Instagram, que mora em Lisboa/ Portugal, hoje vamos falar da Língua de Sinais para bebês.

image

 

E sabe o diferencial? Você e seu bebê não precisam ter problemas auditivos. Vamos saber mais?  Ela conta tudo pra gente:

Objetivos: Os principais objetivos da Língua de Sinais para Bebês são facilitar a comunicação entre pais e bebês, e diminuir a frustração do bebê. Por isso não importa se você decidir ensinar para o seu bebê sinais baseados em ASL (Língua de Sinais Americana), na LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) ou se você até mesmo inventar alguns sinais. A técnica e os princípios são os mesmos: diversão, repetição, motivação e expansão.

image

Vantagens: A Língua de Sinais para Bebês requer habilidades motoras básicas para que o bebê possa fazer os sinais. Ao ensinar essa técnica para o seu bebê, você ganha mais ou menos um intervalo de 1 ano no qual você pode se comunicar com o seu bebê através de sinais, enquanto ele ainda não aprende a falar. À medida que os bebês vão aprendendo a falar, eles naturalmente vão deixando de se comunicar através de sinais e a fala se torna a sua forma dominante de comunicação.

image

Porém, se você decidir continuar ensinando para o seu bebê a Língua de Sinais, mesmo depois que ele aprenda a falar, isso terá 2 vantagens principais: (1) seu filho irá aprender uma segunda língua, o que será muito bom para o currículo acadêmico dele no futuro e (2) ele também irá desenvolver a capacidade de se comunicar com pessoas com deficiência auditiva. Não é demais?

Para saber mais:

  • Siga o Instagram: @maozinhasquefalam

 

Leia também: 

Compreendendo o mundo dos diferentes.

Meu mundo Inclusivo.

Ser Surdo: A Vida como ela é!